Android Ice Cream Sandwich - Revista Mobile Magazine 41

Você precisa estar logado para dar um feedback. Clique aqui para efetuar o login
Para efetuar o download você precisa estar logado. Clique aqui para efetuar o login
Confirmar voto
0
 (0)  (0)

Este artigo aborda a história da plataforma Android, apresentando brevemente as características fundamentais de sua arquitetura, sua evolução e, por fim, algumas das novidades que recheiam a nova versão.

Do que se trata o artigo:

Este artigo aborda a história da plataforma Android, apresentando brevemente as características fundamentais de sua arquitetura, sua evolução e, por fim, algumas das novidades que recheiam a nova versão desta poderosa plataforma móvel que tem se tornado, cada dia mais, a mais popular do mundo.

Em que situação o tema é útil:

É sempre importante estarmos em constante acompanhamento do mercado, ainda mais quando o mercado em que estamos inseridos é tão dinâmico como o de mobilidade. Ice Cream Sandwich é a mais nova versão da plataforma Android, e traz uma série de recursos novos e até certo ponto revolucionários em se tratando de seu histórico. Estar em dia com todas essas novidades é um diferencial importante para o profissional atuante no cenário de aplicativos móveis.

Resumo DevMan:

A nova versão da plataforma Android, Ice Cream Sandwich, unifica os universos de tablets e smartphones em torno dos mesmos recursos, das mesmas APIs, das mesmas funcionalidades. Além disso, recursos totalmente inéditos foram incorporados, trazendo uma resposta ainda melhor em termos de conectividade, desempenho, segurança e experiência de usuário.

A plataforma Android continua evoluindo a passos largos. Números impressionantes puderam ser observados no Google I/O do ano passado, quando sua nova versão foi oficialmente apresentada ao mundo. À época, Hugo Barra anunciava o número de 36 fabricantes, 215 operadoras e aproximadamente 450.000 desenvolvedores ao redor do mundo compondo o grande universo Android. 310 modelos distintos de dispositivos móveis disponíveis em cerca de 110 países e um total de mais de 400.000 ativações diárias são estatísticas que também mostram o impacto desta plataforma, em franca expansão desde seu lançamento. O número de aplicativos disponíveis no Android Market já ultrapassava, na época, 200.000, uma evolução em proporções jamais antes observadas no cenário móvel mundial.

Mantendo a tradição de nomes relacionados a doces, esta nova release foi batizada de Ice Cream Sandwich, ou ICS, para os íntimos. A Tabela 1 mostra todas as versões lançadas até o momento e os seus respectivos nomes de batismo. Na tabela mencionada, são desconsideradas as revisões, como, por exemplo, as versões 3.1 e 3.2 do Honeycomb.

Plataforma

Nome popular

Versão da API

1.5

Cupcake

3

1.6

Donut

4

2.1

Eclair

7

2.2

Froyo

8

2.3

Gingerbread

9, 10

3.0

Honeycomb

11, 12, 13

4.0

Ice Cream Sandwich

14, 15

Tabela 1. Versões do Android.

O ICS ainda é, naturalmente, bastante recente e ainda pouco traduzido em dispositivos no mercado. Entretanto, a mudança virá rapidamente, pois as principais fabricantes já estão se mobilizando para disponibilizar, o mais breve possível, suas atualizações para seus clientes. Para alguns modelos de fabricantes como a Motorola, já há a previsão de disponibilização de uma ROM oficial ainda para o primeiro trimestre deste ano – o que deixa muitos usuários bastante ansiosos. Portanto, este é um momento bastante propício para absorvermos todas as mudanças realizadas, de modo que nossa resposta para o mercado seja breve e consistente quando formos exigidos a explorar todos os recursos que o ICS oferece.

Uma notícia que foi publicada recentemente e que surpreende pela ousadia e pelo tom inovador é o lançamento, em breve, do primeiro aparelho televisor rodando Android do mundo, sendo inteiramente baseado no ICS. O aparelho será, até onde se conhece, fabricado pela Lenovo e será batizado com o nome K91, e o que se espera é que ele venha munido de um processador dual core de 1,5 GHz e uma câmera de 5MP. Os aplicativos, também desenvolvidos pela própria Lenovo, serão disponibilizados em uma loja paralela, independente do Android Market. Confira os detalhes desta notícia na seção Links.

Outro material bastante rico e que também pode ser encontrado na seção Links é um artigo divulgado pela Sony Ericsson (agora apenas Sony) e que disserta a respeito do processo de atualização dos dispositivos para cada nova versão do Android, do momento em que são recebidas ao momento em que são disponibilizadas nos aparelhos. Vale a pena investir algum tempo nesta leitura, que nos apresenta esta dinâmica de atualização do SO sob o ponto de vista de uma fabricante, tanto no que se refere ao projeto de hardware quanto ao projeto de software, central e “periférico”. É especialmente relevante para entendermos o período que se leva até que tenhamos em nossos aparelhos todas as novidades lançadas a cada versão e/ou revisão de software e, de certa maneira, nos ensina também a sermos mais tolerantes e pacientes com relação a isso.

Atualmente, temos uma predominância da versão 2.3 – e suas revisões – no mercado, como indica o gráfico exibido na Figura 1. Além disso, todos os dispositivos lançados no Brasil já têm saído com o Froyo, e Eclair é uma realidade para uma fatia cada vez menor do mercado, já sendo desconsiderado na grande maioria dos projetos de mobilidade que envolva a plataforma Android nas principais empresas nacionais e internacionais.

Figura 1. Gráfico de distribuição das versões da plataforma Android.

Alguns dos diferenciais mais nítidos do Android são a sua baixíssima curva de aprendizado (afinal, é Java), um ambiente de desenvolvimento poderoso e a sua arquitetura elegante e sofisticada, que proporciona ao desenvolvedor uma familiarização bastante rápida com a plataforma.

Neste artigo mergulharemos inicialmente em uma análise geral da plataforma Android para quem, eventualmente, ainda não tenha tido um contato mais íntimo com ela. Em seguida, analisaremos sua evolução, encerrando com a apresentação de alguns dos recursos mais atraentes da última versão disponível, o Android Ice Cream Sandwich.

Overview sobre o Android

Desde o primeiro contato com a plataforma, é possível observar o quanto ela é organizada e clara. É interessante observar o cuidado tomado com os termos, a nomenclatura, os conceitos, e é igualmente fascinante observar como cada recurso foi delicadamente projetado e desenvolvido. Sua API, desde o princípio, sempre se mostrou muito rica e extremamente legível, e a documentação é suficientemente completa e sempre atualizada para instruir os desenvolvedores em sua aplicação.

Um dos pontos mais básicos e geniais é a representação da experiência do usuário na forma de "

A exibição deste artigo foi interrompida :(
Este post está disponível para assinantes MVP

 
Você precisa estar logado para dar um feedback. Clique aqui para efetuar o login
Receba nossas novidades
Ficou com alguma dúvida?