www.devmedia.com.br
[versão para impressão]
Link original: http://www.devmedia.com.br/articles/viewcomp.asp?comp=27799

Introdução ao MySQL

Veja neste artigo uma breve apresentação e introdução ao Sistema Gerenciador de Banco de Dados relacional MySQL, um dos mais utilizados atualmente.

Logomarca do MySQL
Figura 1: Logomarca do MySQL

Introdução ao MySQL

Neste artigo teremos como objetivo conhecer um pouco sobre MySQL, que é um SGBD (Sistema Gerenciador de Banco de Dados) relacional, que utiliza a linguagem SQL (Structured Query Language, ou traduzindo, Linguagem de Consulta Estruturada). MySQL também é multiusuário e multitarefas.

Este SGBD inicialmente foi desenvolvido para trabalhar com projetos de pequeno e médio porte, com a capacidade de suportar por volta de cem milhões de registros em cada tabela, podendo chegar ao tamanho médio de aproximadamente cem megabytes por tabela, entretanto, esses eram os tamanhos recomendados nas primeiras versões. Porém, hoje em dia o MySQL ultrapassa extraordinariamente esses limites e capacidades das versões anteriores.

MySQL é conhecido por ser de fácil utilização, e usado por empresas que trabalham com grandes volumes de dados, tais como, NASA, Bradesco, HP, Sony entre outras grandes empresas de renome. Possui uma interface extremamente simples e é compatível com grande parte dos sistemas operacionais. Podemos dizer que essas são duas das grandes características que fazem o MySQL ser tão utilizado atualmente e estar em constante crescimento.

Mesmo sendo um dos bancos de dados mais utilizando em todo o mundo, MySQL continua em constante desenvolvimento, com atualizações frequentes.

Compatibilidade

MySQL é compatível com a maioria dos sistemas operacionais existentes atualmente no mercado. Pelo fato de ser desenvolvido em C e C++, isso faz com que seja extremamente fácil sua acessibilidade entre os diversos sistemas operacionais. Vejamos alguns desses sistemas.

  • Windows: Compatível com todas as versões
  • Linux: Sendo compatível com as principais versões, como Fedora, Core, Debian, SuSE e RedHat.
  • Unix: Sendo compatível com as versões Solaris, HP-UX, AIX, SCO.
  • FreeBSD.
  • Mac OS X Server.

Licença

O MySQL é de Código Aberto (Open-Source), desenvolvido e distribuído sob as licenças GNU/GLP (General Public Licence, ou traduzindo, Licença Publica Geral), q qual determina o que se pode ou não fazer à ferramenta e demais recursos. Além do programa, o seu código-fonte também é disponibilizado para que qualquer usuário possa edita-lo de forma que atenda suas necessidades.

Os princípios básicos da licença GNU/GLP são:

  • Utilização: Permite que o usuário faça uso do software para qualquer finalidade.
  • Distribuição: Livre distribuição do software entre quaisquer pessoas.
  • Didática: Permite que seu funcionamento seja estudado através de seu código-fonte
  • Colaboração: Possibilita que seu código-fonte seja modificado para evoluir a ferramenta. Como regra seu novo código-fonte tem que permanecer sendo livre segundo essa licença.

Características

  • Portabilidade: Devido o MySQL ter sido desenvolvido em C e C++, tornou-se extremamente fácil a portabilidade entre os diferentes sistemas, plataformas e compiladores. Possui também módulos de interface para múltiplas linguagens, tais como Delphi, Java, Python, PHP, ASP, Ruby e entre outras linguagens mais.
  • Formas de Armazenamento: O MySQL possibilita diversos tipos de tabela para o armazenamento dos dados, tendo em conta que cada tipo tem suas próprias características. Dessa maneira temos a possibilidade de escolhermos o tipo de acordo com cada situação diferente. Enquanto um tipo tem como prioridade a velocidade, outro da prioridade ao volume de dados, entre outras características.
  • Velocidade: Alta velocidade no acesso dos dados em razão de diversos motivos em seu desenvolvimento com tabelas ISAM, que foi substituído pelo novo sistema MyISAM na versão 5 do MySQL, além de utilização de caches em consultas, utilização de indexação BTREE para as tabelas do tipo HEAP, algoritmos de busca, entre outros recursos.
  • Capacidade: O MySQL possui um alto poder de execução e de armazenamento. De acordo com a plataforma em que seja usado, suas tabelas poderão armazenar grandes volumes de dados, o limite ficará por conta somente do tamanho máximo de arquivos que a plataforma que estiver sendo utilizada puder manipular. Já no caso de tabelas do tipo InooDB, onde o armazenamento pode ser realizado em um ou vários arquivos separados, fica possível armazenar volumes de dados equivalentes a TB (Terabytes) de tamanho. E referente a expressões SQL, o MySQL suporta execuções de script SQL com até 61 milhões de tabelas “joins”. E no quesito de velocidade de execução, o MySQL pode ser considerado um dos mais velozes, isso é, se não podemos dizer que é o mais veloz.
    O MySQL, por ser um banco de dados poderoso, tem a capacidade de realizar bilhões de consultas em um único dia em um site e também fazer o processamento de milhões de transações por minuto.
  • SQL: Como já sabemos, o MySQL trabalha com a linguagem SQL (Structured Query Language, ou traduzindo, Linguagem de Consulta Estruturada), sendo extremamente rápido. E isso foi possível devido a SQL ter sido implementada no MySQL através de códigos e funções altamente customizadas pelos seus desenvolvedores. Isso gerou a grande vantagem de velocidade no processamento dos códigos SQL, porém, ao mesmo tempo trouxe um ponto negativo, sendo ele o fato de que com essa customização, nem todos os padrões das versões mais atuais do SQL tenham sido trazidos para o MySQL, porque poderiam prejudicar consideravelmente a velocidade do banco de dados. Entretanto, essa desvantagem não influencia em nada na aplicação.

Conclusão

Neste artigo concluímos que o MySQL é um excelente banco de dados para ser utilizado em aplicações que trabalham com grandes volumes de dados, além de ser compatível com diversos sistemas operacionais e que vem em constante evolução ao decorrer de cada nova versão lançada. Espero que o tema tenha sido do agrado e compreensão de todos os leitores. Fiquem à vontade para deixar suas opiniões, criticas, duvidas e sugestões.

Um grande abraço a todos e até mais.

Sites relacionados

Links Úteis

  • Mapeamento Objeto-Relacional com TMS Aurelius:
    Veremos neste artigo como funciona e como utilizar o framework de Mapeamento Objeto-Relacional TMS Aurelius, que permite lidar com bancos de dados aproveitando os recursos da orientação a objetos.
  • Como usamos o Scrum na DevMedia?:
    Neste DevCast vamos falar sobre o Scrum, como o adotamos aqui na DevMedia e como esse framework nos ajudou a solucionar problemas no nosso dia a dia.
  • Introdução aos componentes JEDI:
    Neste artigo conheceremos a biblioteca de componentes JEDI, que adiciona ao IDE diversos componentes para o desenvolvimento de aplicações desktop para Windows.

Saiba mais sobre MySQL ;)

  • Curso Completo de MySQL:
    Este curso foi desenvolvimento com o objetivo de apresentar ao aluno os principais recursos desde poderoso SGBD, claro que para isso temos que aprender os fundamentos do banco de dados MySQL.
  • Stored Procedures no MySQL:
    Veja neste artigo as vantagens e desvantagens dos stored procedures, como funcionam e como trabalhar com esses objetos no banco de dados MySQL.
  • Primeiros Passos no MySQL:
    Veja nesse artigo os principais comandos de SQL para se trabalhar com o banco de dados MySQL. Vamos aprender a criar um banco de dados e a criar, editar, buscar e excluir uma tabela no MySQL.
  • Guias Banco de Dados:
    Aqui você encontra o Guia de estudo ideal para aprimorar seus conhecimentos nos principais Banco de Dados do mercado. Escolha o seu e bons estudos!
José Ricardo

Banco de dados & BigData expert