Artigo Clube Delphi 106 - Aplicações multicamadas com BSS

Você precisa estar logado para dar um feedback. Clique aqui para efetuar o login
Para efetuar o download você precisa estar logado. Clique aqui para efetuar o login
Confirmar voto
0
 (1)  (0)

Artigo da Revista Clube Delphi Edição 106.

Esse artigo faz parte da revista Clube Delphi edição 106. Clique aqui para ler todos os artigos desta edição


Delphi Core

Aplicações multicamadas com BSS

Criando sistemas multicamadas utilizando Borland Socket Server - Parte II

 

Neste artigo veremos

·         Dicas de implantação e debug das aplicações cliente e servidora;

·         Implementação da aplicação cliente;

·         Interação entre as camadas cliente e servidora;

·         Conceitos de orientação a objeto;

Qual a finalidade?

·         Demonstrar a criação de uma aplicação que permita acesso remoto às informações em condições aceitáveis, apresentando uma solução que possua separação das regras de negócio e camadas de apresentação, tornando-se uma solução com possibilidade de evolução e facilidade em manutenção.

Quais situações utilizam esses recursos?

·         Qualquer ambiente que necessite de grande disponibilidade, empresas que possuam sistemas complexos ou integração entre matrizes e filiais.

 

Resumo do DevMan

         Sistemas multicamadas têm sido amplamente discutidos nas comunidades de tecnologia, no entanto, muitos desenvolvedores ainda possuem receios em migrar seus softwares cliente-servidor para esta arquitetura ou iniciar aplicações deste tipo, devido à falta de conhecimento ou até mesmo por achar a implementação muito complexa.

Neste artigo veremos como desenvolver um sistema em multicamadas utilizando as tecnologias DataSnap e BSS (Borland Socket Server), abordando as principais maneiras para a construção do ambiente, além dos principais conceitos para o desenvolvimento de uma aplicação com qualidade.

 

        

No artigo anterior, desenvolvemos a parte servidora da aplicação que estamos construindo. Seguindo parte do raciocínio empregado no artigo anterior, iremos iniciar o desenvolvimento da nossa aplicação cliente, realizando algumas alterações à nossa aplicação servidora para a implementação das consultas. Veremos também algumas boas práticas, como um recurso de reaproveitamento de código muito conhecido no mundo da orientação a objetos, comumente chamado de herança. Logicamente, antes mesmo de iniciarmos o desenvolvimento, não posso deixar de comentar os passos relativos ao servidor de aplicação que são de extrema importância nesta fase de desenvolvimento.

Sendo assim, o primeiro passo a ser considerado é a inicialização do nosso comunicador, o Socket Server, que encontra-se por padrão em C:\Arquivos de programas\CodeGear\RAD Studio\5.0\bin\ScktSrvr.exe. Ele é necessário para que possamos fazer a conexão de nosso sistema com o servidor de aplicação. Bem, vamos por a mão na massa e finalizar nosso sistema.

 

O Socket Server

O Socket Server é uma pequena aplicação que permite a comunicação da aplicação cliente com o servidor de aplicativos. Ela possui código-fonte e é free, acompanhando a instalação do Delphi. Existem duas maneiras de realizar sua instalação, sendo a primeira manualmente apenas executando o arquivo mencionado, e a outra é efetuada como um serviço que será iniciado juntamente com seu sistema operacional.

 

Nota: Realizando a instalação do arquivo Socket Server (ScktSrvr.exe) como um serviço, não será possível fazer o debug da aplicação servidora, portanto é recomendado que se utilize este recurso apenas no ambiente de produção ou implantação. Para registrá-lo como serviço, simplesmente abra o prompt de comandos e acesse o diretório padrão do Socket Server digitando a linha de comando scktsrvr.exe –install, para realizar o processo reverso de desinstalação do serviço apenas mude o parâmetro –install para –uninstall.

 

Ao iniciarmos o Socket Server, devemos nos atentar para o servidor de aplicação, pois para conseguirmos visualizá-la na aplicação cliente é necessário efetuar seu registro. Para isto, abra o projeto anterior contendo a aplicação servidora e acesse a opção Project>Options. Selecione do seu lado esquerdo a opção Debugger e na opção Parameters do lado direito, digite /regserver conforme mostra a Figura 1. Perceba que ao executar sua aplicação pressionando a tecla F9 ou através do botão Run. A princípio nada acontecerá, porém, neste momento foram criadas as GUID (Globally Unique IDentifier) dos nossos Remote Data Modules no registro do seu sistema operacional. Após ter registrado o servidor de aplicação remova o parâmetro para conseguir realizar o debug normalmente.

 

Nota: Ao adicionarmos um componente novo ou alterar algo em algum Remote Data Module já existente na aplicação, não é necessário registrar novamente a aplicação, sendo necessário efetuar o registro toda vez que adicionarmos um novo Remote Data Module em nossa aplicação servidora.

 

Figura 1. Registrando a aplicação servidora através do RAD Studio

Construindo a Aplicação Cliente

Após termos tomado estes devidos cuidados, vamos finalmente iniciar o desenvolvimento da nossa aplicação cliente, deste modo abra seu RAD Studio e acesse a opção File>New>VCL Forms Application – Delphi for Win 32 e altere as propriedades Name do formulário inicial para frmMenu, Width para 800, Height para 600, Position para poDesktopCenter e defina seu Caption como Sistema de Bibliotecas. Adicione ao formulário um componente Panel e altere suas propriedades Name para pnlTopo, limpe a propriedade Caption e por último marque Align para alTop, dentro do nosso pnlTopo adicione quatro componentes SpeedButton e altere suas propriedades Name, respectivamente para spbEditora, spbLivro, spbPessoa e spbEmprestimo. Defina a propriedade Caption para Editora, Livro, Pessoa e Empréstimo e insira quatro Glyphs conforme seu gosto, para o exemplo alterei também as propriedades Layout de cada componente para blGlyphTop dispondo as imagens ao topo e suas descrições de funcionalidades logo abaixo da figura, ao concluir as configurações selecione File>SaveAll salvando em um diretório de sua preferência a Unit como untMenu e o projeto como ClientBSS.dproj. Terminando as configurações seu formulário deve estar com a aparência semelhante ao da Figura 2.

Figura 2. Exemplo do formulário de menu da aplicação cliente

Criando o formulário de herança

Apesar de ser um assunto amplamente comentado, a herança ainda é um recurso pouco utilizado pelos desenvolvedores Delphi. Não irei entrar em muitos detalhes, pois este não é o foco do nosso artigo, mas este modelo será utilizado em todas as telas do nosso sistema, facilitando muito o trabalho, pois boa parte do código será reaproveitada.

Sendo assim, crie um novo formulário e altere suas propriedades Name para frmHeranca, Position para poMainFormCenter, Width para 624, Height para 348, BorderStyle para bsDialog e por último Caption para Formulário de Herança. Adicione a este formulário um componente Panel setando seu Name para pnlTopo e Align para alTop, dentro do Panel insira oito componentes SpeedButton e altere respectivamente suas propriedades Name para spbIncluir, spbEditar, spbExcluir, spbCancelar, spbSalvar, spbDevolver, spbPesquisar e spbSair e a propriedade Caption  para Incluir, Editar, Excluir, Cancelar, Salvar, Devolver, Pesquisar e Sair no marque o Visible para False.

Ainda no Panel insira um ComboBox alterando sua propriedade Name para cmbParametros, Style para csOwnerDrawFixed e limpe o conteúdo de Text, em seguida adicione um Edit alterando o Name para edtPesquisar e dois Labels alterando seus Captions para Pesquisar por... e Texto :.

Fora do Panel adicione um componente PageControl e altere Name para pclPrincipal, Align para alClient em seguida crie duas abas ao componente clicando com o botão direito do mouse sobre o componente e selecionando a opção New Page, clique sobre a primeira e altere a propriedade Name para tbsConsulta e Caption para Consulta, em seguida clique na segunda e altere as mesma propriedades para tbsCadastro e Cadastro. Selecione a tbsConsulta e adicione um componente DBGrid alterando a propriedade Align para alClient, por último adicione dois componentes DataSource ao nosso formulário nomeando o primeiro para dsrCadastro e o segundo para dsrPesquisa, agora ligue o dsrPesquisa a propriedade DataSource do nosso DBGrid, realizando estes passos teremos concluído a parte visual de nosso formulário de herança, a Figura 3 exibe o resultado final do nosso formulário.

 

Figura 3. Interface do formulário de herança

Agora que concluímos a interface de apresentação dos dados vamos iniciar a codificação do formulário de herança, lembrando que toda a codificação realizada neste formulário será funcional para as demais telas de nossa aplicação.

Em nossa aplicação fazemos a utilização de dois DataSource, isso se deve ao fato de que a nossa consulta será independente do cadastro, deste modo para editarmos um registro deveremos consultá-lo antes. Vamos iniciar a nossa codificação pelos eventos mais simples, logo selecione o spbSair e no seu evento OnClick adicione o código abaixo que será responsável pelo fechamento do formulário.

 

Self.ModalResult := mrCancel;

 

Em seguida selecione o spbDevolver adicionando no evento OnClick o código abaixo :

 

if (dsrPesquisa.DataSet.Active) and (dsrPesquisa.DataSet.RecordCount > 0) then

  Self.ModalResult := mrOk;

 

Este botão será responsável por fazer a devolução dos dados de pesquisa de um formulário para outro, o código acima verifica se o conteúdo dentro da propriedade DataSet (que no caso será o ClientDataSet) do componente dsrPesquisa não está vazio, e se o mesmo está aberto, caso a condição seja satisfeita o formulário simplesmente é encerrado. Adiante veremos as diferenças entre o encerramento dos botões spbSair e spbDevolver.

Selecione o frmHeranca e no evento OnDestroy coloque o código abaixo.

dsrPesquisa.DataSet.Close;

 

Com este código, garantiremos que toda vez que o formulário for destruído seu DataSet de pesquisa seja automaticamente fechado, fazendo com que nada fique aberto na nossa aplicação. Configuraremos agora o estado dos botões de uma forma bem simples utilizando o evento OnDataChange. Os botões estarão acessíveis de acordo com a propriedade State do nosso dsrCadastro, de forma que se previna alguns possíveis erros e garantindo um melhor controle das ações do usuário. Selecione o componente dsrCadastro e no evento OnDataChange adicione os códigos da Listagem 1, observe que os componentes spbSalvar, spbCancelar e spbExluir estarão habilitados quando o DataSet do nosso dsrCadastro estiver em estados de edição ou inserção e os botões spbIncluir e spbEditar só serão habilitados quando não estiverem em estado de inserção e edição.

Listagem 1. Evento OnDataChange do componente dsrCadastro

procedure TfrmHeranca.dsrCadastroDataChange(Sender: TObject; Field: TField);

begin

  spbIncluir.Enabled  := not (dsrCadastro.State in [dsInsert, dsEdit]);

  spbEditar.Enabled   := not (dsrCadastro.State in [dsInsert, dsEdit]);

  spbSalvar.Enabled   := (dsrCadastro.State in [dsEdit, dsInsert]);

  spbCancelar.Enabled := (dsrCadastro.State in [dsEdit, dsInsert]);

  spbExcluir.Enabled  := (dsrCadastro.State in [dsEdit, dsInsert]);      

end;

 

Nota: Toda vez que referenciamos o DataSource.DataSet estamos nos tratando do componente que está ligado a esta propriedade podendo ser qualquer componente "

A exibição deste artigo foi interrompida :(
Este post está disponível para assinantes MVP

 
Você precisa estar logado para dar um feedback. Clique aqui para efetuar o login
Receba nossas novidades
Ficou com alguma dúvida?