Artigo Clube Delphi 112 - DBX e DataSnap

Você precisa estar logado para dar um feedback. Clique aqui para efetuar o login
Para efetuar o download você precisa estar logado. Clique aqui para efetuar o login
Confirmar voto
0
 (0)  (1)

Artigo da Revista Clube Delphi Edição 112

Atenção: esse artigo tem uma palestra complementar. Clique e assista!

[lead]Do que trata o artigo

Ilustrar todo o poder e evolução da tecnologia DataSnap, que desde sua criação, tem passado por grandes transformações, tornando-se uma das principais tecnologias para o desenvolvimento de alta perfomance em ambientes multicamadas. Justificar a utilização do DBX em qualquer tipo de aplicação, exibindo agora, além dos novos recursos, a grande e esperada novidade do driver nativo de conexão com o Firebird;

Para que serve

Criação de aplicações multicamadas (distribuídas), permitindo o desenvolvimento adotando o máximo de performance e segurança utilizando os novos e melhorados recursos do DBXFramework, agora com driver 100% compatível com o banco de dados Firebird;

Em que situação o tema é útil

Os diversos recursos apresentados podem ser utilizados para a criação e integração com outras linguagens e tecnologias, melhorias na atual arquitetura de suas aplicações, criação de soluções mais robustas, inteligentes, profissionais, exibição de novas técnicas para aplicações em ambientes multicamadas. Estes recursos são muito utilizados em desenvolvimento de aplicações de missão crítica como Home Banking, Transportadoras, Sistemas financeiros, integração entre grandes empresas etc.

Resumo do DevMan

Com o lançamento da nova versão do Delphi, estamos cheios de novidades, curiosidades e melhorias. Neste artigo iremos conhecer algumas novidades da nova versão do RAD Studio, focando principalmente nas melhorias implementadas no DBX e novo DataSnap. Acompanhe agora um artigo sobre algumas das novidades da versão que promete ser a melhor de todas já feitas. [/lead]

Desde a venda da CodeGear, a Embarcadero tem se preocupado em criar soluções cada vez mais robustas e integradas a todos os tipos de tecnologias. Com a chegada do RAD Studio 2009, tivemos também o lançamento do Delphi Prism que nos permite desfrutar de todo o poder do .NET Framework nativamente em nossas aplicações. E é claro que este é um fato extremamente positivo, pois além do Delphi for PHP, tivemos mais uma ferramenta para possibilitar o desenvolvimento em outras tecnologias. Perceba que com todos os lançamentos que tivemos, fomos capazes de expandir nossos horizontes, pois, agora é possível utilizarmos Delphi para criarmos soluções Win32, utilizar o ambiente (IDE) Delphi para desenvolvermos soluções de alto nível para WEB em PHP, ou mesmo adotar .NET no ambiente do Visual Studio para criarmos projetos com o que há de mais novo, sendo aplicações Win32 WEB, Mobile dentre muitas outras. Com o lançamento do RAD Studio 2010, inúmeros recursos foram criados e novamente nossos horizontes foram expandidos. Desde a famosa versão 7, o Delphi tem evoluído cada vez mais. A palavra da vez agora com certeza é interatividade. Nunca tivemos uma diversidade tão grande de tecnologias com possibilidade de interação. Com chegada da nova versão isto não foi diferente, pois agora é possível utilizarmos, comunicarmos e disponibilizarmos métodos via JSON e REST, o que expande ainda mais nossa capacidade de interação com outras linguagens.

Se atentarmos bem à nova solução RAD, o número de novidades é de quase 120 (confira mais detalhes na seção links no final do artigo), RTTI avançada, suporte a Gesture e Touch, IDE Insight, novas Units, novos componentes, suporte a filtros de compressão de dados, tolerância à falhas, balanceamento de carga, suporte a HTTP, callbacks e muito mais. Em especial, gostaria de destacar, as grandes melhorias e evolução do DBX e DataSnap. A comunidade de desenvolvedores Delphi-Firebird finalmente ganhou o tão esperado driver de conexão nativa, que possibilita utilização do banco de dados com performance e sem necessidade de adquirirmos drivers ou componentes de terceiros que nos faziam abdicar de todo o poder do novo DBX Framework.

Durante o artigo iremos conhecer algumas das novidades elaborando pequenos exemplos para abordar os novos recursos de uma maneira simples e aplicável a seu dia-a-dia. Portanto, criaremos um banco de dados e uma mini-aplicação cliente-servidor que simule um cadastro real de uma aplicação e reaproveitaremos nosso banco de dados para criarmos uma solução multicamadas. Mãos à obra!

[subtitulo]Novidades do dbExpress[/subtitulo]

Com certeza absoluta, uma das novidades que mais agradou a comunidade de desenvolvedores foi a criação do novo driver nativo de conexão com o Firebird. Desde a versão 7 do Delphi nós temos adotado inúmeras soluções para conseguirmos criar aplicações com esta dupla. Quem não se lembra de quando havia apenas as versões 1.0 e 1.5 do Firebird? Nesta época, realizávamos a conexão através do DBX 3 utilizando o driver de conexão com o banco de dados Interbase, ou caso contrário, adotávamos a famosa dbexpUIBfire15.dll, que nos permitia o acesso nativo à versão 1.5 do Firebird de forma mais rápida. A utilização do Firebird com o driver de conexão do Interbase (dbexpint.dlll) era nativa devido ao fato de que ambas ainda possuíam estruturas semelhantes, pois como todos nós sabemos, o Firebird nasceu a partir do Interbase.

"

A exibição deste artigo foi interrompida :(
Este post está disponível para assinantes MVP

 
Você precisa estar logado para dar um feedback. Clique aqui para efetuar o login
Receba nossas novidades
Ficou com alguma dúvida?