Artigo Clube Delphi 112 - Introdução à POO – Parte 5

Você precisa estar logado para dar um feedback. Clique aqui para efetuar o login
Para efetuar o download você precisa estar logado. Clique aqui para efetuar o login
Confirmar voto
0
 (1)  (0)

Artigo da Revista Clube Delphi Edição 112

Atenção: esse artigo tem um vídeo complementar. Clique e assista!

[links]Introdução à Poo - Parte 1
Introdução à Poo - Parte 2
Introdução à Poo - Parte 3
Introdução à Poo - Parte 4
Introdução à Poo - Parte 6[/links][rotulo-curso/]

[lead]Do que trata o artigo

Este artigo aborda a orientação a objetos com o Delphi, usando uma metodologia simples, didática, de fácil aprendizado. Veremos na teoria, e também na prática, todos os conceitos, fundamentos e recursos oferecidos pelo Delphi para promover a POO.

Para que serve

A POO pode e deve ser aplicada de forma inteligente, ela serve para construir sistemas mais robustos, mais confiáveis, de fácil manutenção, que permitam maior reaproveitamento de código.

Em que situação o tema é útil

A POO é útil em qualquer sistema, seja ele Web, Desktop, Mobile, não importa o tipo de aplicação. Os conceitos aqui apresentados, em um exemplo simples, podem ser utilizados em aplicações reais, como é apresentado em um estudo de caso no final desta série.

Resumo do DevMan

Pacotes são importantes para organizar a forma como nossos componentes são distribuídos. Neste artigo, veremos como criar pacotes e como trabalhar com as sessões contains, requires e dependências. Vamos também examinar como usar UML com Delphi, para modelar nosso pequeno framework. Veremos como criar mais uma classe no framework: TBike, que por tabela já poderá ser usada por TPessoas, graças a abstração. E finalmente, vamos examinar um exemplo que usa interfaces. [/lead]

No artigo da edição anterior, vimos como dar um grande passo além das classes. Vimos como usar componentes. Praticamente tudo o que fazemos hoje no Delphi é usando, ligando e configurando componentes. Vimos a importância de TPersistent, o uso de RTTI (Runtime Type Information) e serialização de objetos, e como as classes “core” da hierarquia da VCL do Delphi estão organizadas, como TObject, TPersistent, TComponent, TControl, TGraphicControl e TWinControl. Além disso, vimos como criar pacotes, que ajudam a organizar componentes e units e também ajudam na modularização, seja em design time ou runtime. O mais interessante foi quando usamos abstração e polimorfismo através de componentes, quando uma propriedade Transporte no componente Pessoa abstraiu os vários tipos complexos de meio de transporte (reforçando, isso é programar para interfaces, ou mais exatamente neste caso, uma classe abstrata).

Este será o penúltimo artigo da série sobre orientação a objetos com o Delphi. Vamos estudar mais sobre pacotes (packages) e as importantes sessões contains e requires. Além disso, vamos criar um novo pacote exclusivo para abrigar as classes de meio de transporte e separar da classe que opera os transportes (pessoa). Veremos também o suporte à modelagem UML no Delphi. Vamos ainda estender nosso framework criando mais um meio de transporte e assim comprovar que ele é expansível e plugável, reforçando todos os princípios que já vimos até aqui. E finalmente, vamos estudar um pouco de interfaces.

"

A exibição deste artigo foi interrompida :(
Este post está disponível para assinantes MVP

 
Você precisa estar logado para dar um feedback. Clique aqui para efetuar o login
Receba nossas novidades
Ficou com alguma dúvida?