Artigo Clube Delphi 61 - Object Pascal

Você precisa estar logado para dar um feedback. Clique aqui para efetuar o login
Para efetuar o download você precisa estar logado. Clique aqui para efetuar o login
Confirmar voto
0
 (0)  (0)

Artigo da Revista Clube Delphi Edição 61.

Esse artigo faz parte da revista Clube Delphi Edição 61. Clique aqui para ler todos os artigos desta edição

 

 

 

Atenção: por essa edição ser muito antiga não há arquivo pdf para download desta revista. Os artigos disponíveis somente em doc.

Object Pascal

Desmistificando a orientação a objetos

 

A Orientação a Objetos representa um novo paradigma para resolver velhos problemas. É preciso lembrar que, um paradigma descreve um conjunto de regras para resolver um problema dentro de um contexto com fronteiras bem definidas. Os paradigmas influenciam a nossa percepção, ajudando a organizar
eordenar a maneira de como olhamos o mundo.

Nesse contexto, a orientação a objetos introduz uma abordagem inovadora baseada em representações de conceitos do mundo real. A partir dessa perspectiva. os problemas são classificados em função das suas características através do processo de abstração. Toda classe é uma abstração que descreve um conjunto de comportamentos (operações) e dados (atributos) comuns no contexto de um problema. Em termos práticos, isso significa que um objeto representa uma entidade qualquer pertencente ao domínio do mundo real. Segundo essa abordagem, o objeto é o elemento básico para a representação e solução dos problemas, como pode ser visto na Figura 1.

 

Figura 1. Os objetos representam entidades do mundo leal
Object Pascal (Delphi Language)

A princípio, não existe nenhuma regra formal que determine os requisitos para classificar uma linguagem de programação como "Orientada a Objetos". Contudo, as linguagens de programação devem,no mínimo, implementar os quatro princípios essenciais da orientação a objetos: abstração de dados, encapsulamento, herança e polimorfismo. Segundo esse princípio, podemos afirmar que o Object Pascal (mais conhecido como "Delphi Language" a partir do
Delphi 7) é uma linguagem orientada a objetos.

Todavia, devemos esclarecer que nem todos os programadores aproveitam o potencial proveniente do uso de uma linguagem orientada a objetos. Em termos práticos, os benefícios advindos do uso de uma linguagem orientada a objetos estão focalizados principalmente nas atividades de manutenção e, sobretudo, na
reutilização de código.

Na prática, no entanto, a adoção de uma abordagem orientada a objetos não oferece muitos benefícios tangíveis a curto prazo, em comparação com as abordagens tradicionais. Contudo, a longo prazo, o uso de práticas consistentes de orientação a objetos aumenta sensivelmente a produtividade em função do alto índice de reutilização.

Os quatro princípios essenciais da orientação a objetos

 

Abstração de dados: O princípio da abstração está fundamentado na maneira como o ser humano é. capaz de lidar com problemas excessivamente complexos. Nesse caso, os problemas são decompostos em problemas menores, ignorando-se os detalhes considerados irrelevantes no contexto do problema a ser resolvido. O propósito da abstração de dados é obter um modelo mais simples do que a
"

A exibição deste artigo foi interrompida :(
Este post está disponível para assinantes MVP

 
Você precisa estar logado para dar um feedback. Clique aqui para efetuar o login
Receba nossas novidades
Ficou com alguma dúvida?