Artigo Clube Delphi 89 - Cadastros simples

Você precisa estar logado para dar um feedback. Clique aqui para efetuar o login
Para efetuar o download você precisa estar logado. Clique aqui para efetuar o login
Confirmar voto
0
 (1)  (0)

Crie um cadastro de Departamentos e Funcionários com banco de dados local.

 

Esse artigo faz parte da revista Clube Delphi Edição 89. Clique aqui para ler todos os artigos desta edição

Easy Delphi

Cadastros simples

Crie um cadastro de Departamentos e Funcionários com banco de dados local

 

Bem-vindos a nova coluna da revista ClubeDelphi: Easy Delphi. Essa coluna é destinada aos leitores iniciantes que estão começando o aprendizado das técnicas de programação e desejam conhecer melhor a ferramenta e os conceitos básicos para desenvolver sistemas.

O objetivo é mostrar aplicações simples, com linguagem didática e detalhada de todo o processo de criação de software. Nesse primeiro artigo da coluna veremos como criar um projeto utilizando banco de dados local, ou seja, sem a necessidade de um servidor.

Faremos o desenvolvimento de um sistema onde cadastraremos Departamentos e Funcionários de uma empresa em modo master/detail que veremos mais adiante o significado.

 

O que é um banco de dados?

Antes de iniciarmos nosso sistema, precisamos primeiramente entender o significado e os conceitos básicos de banco de dados. Todo e qualquer sistema de consulta e cadastro necessita de um banco de dados onde as informações são gravadas para consulta posterior. A gravação desses dados é chamada de persistência de dados. As informações são enviadas para arquivos que normalmente ficam armazenados em servidores que disponibilizam tais informações para todos os usuários em uma rede.

Esse conceito é chamado client/server ou Cliente/Servidor, onde o desenvolvimento acontece em duas camadas. No servidor ficam os arquivos do banco de dados e nas estações de trabalho, chamadas clientes, fica o software que acessa o servidor e conseqüentemente o banco de dados.

Nesses arquivos são criadas tabelas que na verdade são conjuntos de linhas e colunas responsáveis pela entrada de dados em um banco. Um exemplo disso seria uma tabela de clientes onde teríamos as colunas: Nome, Razão Social, CNPJ, Endereço, Cidade, Estado, CEP e Telefone.

Cada coluna em uma tabela também é chamada de Campo ou Field. É importante entendermos também que cada informação gravada exige um tipo de dado diferente. Existem diversos tipos de dados e eles são usados para armazenar corretamente cada informação. Vejamos alguns tipos de dados:

·         VarChar ou String: armazena caracteres alfa, ou seja, letras, números e caracteres especiais. Normalmente é utilizado para guardar nomes, telefones, e-mails etc.;

·         Numeric, Float, Double Precision: são usados para armazenar valores numéricos com decimais. Salários, preços de produtos, taxas, juros, moras, enfim, valores monetários;

·         Date, Time e TimeStamp: são tipos que armazenam Data, Hora ou Data e Hora respectivamente. Normalmente usados para data de nascimento, horário de entrada e saída de mercadorias em estoque ou mesmo data de emissão de notas ficais, por exemplo;

·         Integer: guarda valores inteiros, ou seja, somente números sem o uso de decimais.

Há outros tipos de dados, porém esses são os mais comuns e utilizados no dia-a-dia. Um banco de dados pode conter diversas tabelas cada uma com sua finalidade. Outro fator importante em um programa é a relação master/detail entre as tabelas de um banco.

Dizemos que um relacionamento é Master/Detail (mestre/detalhe) quando um registro em uma tabela está vinculado a outro registro de outra tabela, como podemos ver no exemplo da Figura 1.

 

Figura 1. Exemplo para um relacionamento mestre/detalhe

 

Em nosso exemplo criaremos um banco de dados local. Isso significa que nossos arquivos de dados ficarão no mesmo local onde o sistema ficará instalado. Faremos o desenvolvimento de duas tabelas: DEPARTAMENTO e FUNCIONARIOS.

 

Desenhando o sistema

Para iniciar um novo projeto, abra o Delphi 7 e logo após clique no menu File>New>Application. Isso fará com que o Delphi crie uma nova janela onde colocaremos nossos componentes visuais e não-visuais para acesso e manutenção dos dados que serão gravados.

Salve o formulário com o nome de “uPrincipal.pas” usando o menu File>Save As. Em seguida salve o projeto com o nome de “Easy1.dpr”, usando o menu File>Save Project As. A primeira providência a tomarmos antes de desenhar a janela principal, é fazer a criação do banco de dados e preparar o sistema pra acessá-lo. Utilizaremos um recurso bastante útil numa aplicação real que é a criação de um Data Module.

O Data Module é um componente do tipo container. Sua finalidade é armazenar todos os componentes de acesso a dados. É usado para centralizar e organizar melhor os componentes de acesso, pois em um software com muitas janelas é comum cadastros diferentes acessarem os mesmos dados.

Um Data Module não fica visível pra o usuário final , pois é usado apenas internamente pelo sistema. Para criar um Data Module clique em File>New>Data Module. Uma pequena janela branca é exibida no Delphi e é nela que colocaremos os componentes (Figura 2).

 

Figura 2. Criação do Data Module

 

Salve o Data Module como “udmPrincipal.pas” usando o menu File>Save As. Em seguida clique em uma área em branco do Data Module e mude seu Name para “dmPrincipal”. A primeira tabela que criaremos no sistema é a de Departamentos, usando para isso, o ClientDataSet da paleta Data Access.

 

Nota: Um ClientDataSet é uma forma de representar uma tabela de dados no Delphi."

A exibição deste artigo foi interrompida :(
Este post está disponível para assinantes MVP

 
Você precisa estar logado para dar um feedback. Clique aqui para efetuar o login
Receba nossas novidades
Ficou com alguma dúvida?