Artigo Clube Delphi 92 - Desenvolvendo uma Aplicação Completa com PocketStudio

Você precisa estar logado para dar um feedback. Clique aqui para efetuar o login
Para efetuar o download você precisa estar logado. Clique aqui para efetuar o login
Confirmar voto
0
 (0)  (0)

Artigo da Revista Clube Delphi Edição 92.

Esse artigo faz parte da revista Clube Delphi Edição 92. Clique aqui para ler todos os artigos desta edição

Mobile

Desenvolvendo uma Aplicação Completa com PocketStudio

Aprenda a criar aplicações para o sistema operacional PalmOS – Parte 1

 

A partir deste artigo, criaremos uma aplicação para PalmOS completa utilizando a ferramenta PocketStudio. Algumas considerações são importantes em relação à programação para Palm Top.  Atualmente existem Palms com sistema operacional Windows Mobile  chamados Pocket PC’s e os dispositivos com PalmOS. Existem muitas diferenças entre eles, mas a principal a ser entedida, é justamente a questão do Sistema Operacional.

Nesse mini-curso entenderemos as diferenças entre os sistemas operacionais PalmOS e Windows Mobile, conceitos de desenvolvimento móvel e exemplos práticos.

Criaremos uma aplicação voltada ao mercado de vendas, onde os representantes poderão cadastrar novos Clientes, Produtos e Pedidos. Em seguida poderão enviar os dados a matriz através da aplicação gerada e instalada no dispositivo móvel.

 

Conceitos, história e diferenças

PalmOS não é Windows, muitos imaginam que o PalmOS é uma versão do Windows para a plataforma móvel. Terrível engano, pois a estrutura interna é totalmente diferente e as chamadas às APIs também. Palms são aparelhos com menos memória que os Pocket PC’s, o que não significa queda de performance pois a API do Palm compensa a diferença. O sistema operacional PalmOS ocupa em torno de 4 MB da memória, contra os mais de 200MB do Windows Mobile.

O custo dos portáteis equipados com PalmOS é bem menor que os com Windows Mobile. Certamente isso pesa na balança na hora em que empresas optam por informatizar sua equipe de vendas. Com o PocketStudio desenvolvemos aplicações para PalmOS, isso precisa estar bem claro. Um sistema desenvolvido com o PocketStudio não roda na API do Pocket PC.

PocketStudio não é Delphi, apesar de algumas semelhanças com o IDE do Delphi 7 e anteriores, a forma de programar é diferente. Enquanto em sistemas desenvolvidos em Delphi trabalhamos com a linguagem Object Pascal, no PocketStudio usamos o Pascal puro. Após alguns esclarecimentos importantes vamos aos passos para instalação do PocketStudio e do PalmOS Emulator.

 

Instalando o emulador

Para testarmos nossas aplicações podemos instalar o PalmOS Emulator da empresa Access. O Emulador é provido de um arquivo executável, imagens de dispositivos e skins para tornar ainda mais atrativos os testes. Vamos efetuar o download do emulador pelo site Palm Brasil, que contém uma grande quantidade de programas e utilitários para Palm. O portal é parceiro da empresa Access mencionada anteriormente e mantém em sua área de downloads o PalmOS Emulator bem como imagens (“ROM’s”) dos aparelhos e skins.

Acesse o link www.palmbrasil.com.br e clique no link Programs na seção downloads. Logo em seguida abra o link Palm Desktop e Simulador na seção Utilitários. Na página 2 você encontrará o item PalmOS Emulator 3.5 para download e mais abaixo as ROM’s para download. Se preferir acesse diretamente o link www.palmbrasil.com.br/programas/palmos2.html.

Para efetuar o download é necessário ter cadastro e estar devidamente logado no site da Access. Para se cadastrar acesse o link https://www.developerpavilion.com/palmos e logo em seguida em Register. Preencha seus dados e faça o login. Logo após retorne ao site da Palm Brasil e clique nos links para download.

Você fará o download do arquivo emulador-win.zip.Também é interessante baixar o arquivo de skins, PalmOS Emulator Skins 1.9 (“emulator-skins-19.zip”), presente nessa mesma página. Os skins são usados para visualizar o aparelho no emulador e no ambiente de desenvolvimento do PocketStudio como veremos mais adiante. Após ter feito o download de todos os arquivos necessários, descompacte-os na pasta criada e execute o arquivo Emulador.exe.

No caso dos skins, uma pasta Skins_v1.9 será criada ao descompactar. É necessário renomear a pasta Skins. Nas subpastas desse diretório existem alguns arquivos de imagem em formato JPEG. Copie-os para a pasta Skins. Eles serão usados para mostrar o dispositivo no ambiente de desenvolvimento. Feito isso execute o arquivo Emulador.exe, ele lhe perguntará se deseja criar um atalho no menu Programas. Confirme e indique em qual pasta deseja que o emulador crie o atalho.

Vamos falar um pouco sobre o emulador que servirá como ambiente de testes em nosso Desktop. Vamos iniciá-lo e dar uma olhada nas configurações necessárias para o funcionamento correto de nossa aplicação. A primeira vez que o iniciarmos, uma tela de configuração é exibida (Figura 1).

 

"

A exibição deste artigo foi interrompida :(
Este post está disponível para assinantes MVP

 
Você precisa estar logado para dar um feedback. Clique aqui para efetuar o login
Receba nossas novidades
Ficou com alguma dúvida?