Artigo Clube Delphi Edição 23 - Manipulação de arquivos no Delphi

Você precisa estar logado para dar um feedback. Clique aqui para efetuar o login
Para efetuar o download você precisa estar logado. Clique aqui para efetuar o login
Confirmar voto
0
 (2)  (0)

Artigo da Revista Clube Delphi Edição 23.

Esse artigo faz parte da revista Clube Delphi edição 23. Clique aqui para ler todos os artigos desta edição



Atenção: por essa edição ser muito antiga não há arquivo PDF para download. Os artigos dessa edição estão disponíveis somente através do formato HTML.
 

 

Manipulação de arquivos no Delphi

Parte 1: Arquivos texto

 

Hoje, quando desenvolvemos aplicações complexas, utilizamos os conhecidos bancos de dados como meio de armazenamento das informações. Os bancos de dados tornaram-se uma ferramenta fundamental para o desenvolvimento de grandes aplicações.

 

         Anos atrás, entretanto, antes de todo o progresso com os bancos de dados e da evolução nas linguagens de programação, a maioria das informações usadas pelos sistemas era armazenada em arquivos texto ou binários. Esse tipo de armazenamento (claro) era limitado, pois se baseava em arquivos comuns, com pouca ou nenhuma segurança.

 

         Uma das linguagens que utilizava arquivos desse tipo era o antigo Pascal para DOS. Nele podíamos trabalhar tanto com arquivos texto, como com arquivos binários.

 

         O Delphi, para manter a compatibilidade com o código do Pascal e para possibilitar a integração com sistemas antigos, também permite trabalhar com esses tipos de arquivos.

 

         Nesta parte do artigo, veremos algumas maneiras de se utilizar arquivos texto no Delphi. Na próxima parte, veremos como manipular arquivos Kylix, dando atenção às peculiaridades da API CLX nessa área. A parte seguinte se dedica aos arquivos binários.

 

Limitações

 

         Nos arquivos texto, dados são representados como caracteres no padrão ASCII. Cada linha é encerrada por um retorno de carro. Com este formato, as linhas podem variar de comprimento.

 

         Os arquivos texto, apesar de facilmente manipuláveis, apresentam duas limitações:

 

1) Nem todos os caracteres podem ser armazenados em um     arquivo texto, somente aqueles que podem ser exibidos na tela ou impressos, incluindo os caracteres de retorno de carro, de avanço de linha e de tabulação.

 

2) Arquivos texto não podem ser acessados aleatoriamente, ou seja, a leitura dos dados deve ser feita sempre a partir do início do arquivo, de forma seqüencial.

 

Variáveis do tipo arquivo

 

         Para acessar um arquivo texto precisamos declarar uma variável do tipo arquivo, como no código abaixo:

 

var

  NomeDaVariavel: Text;

 

Ou, para evitar confusões com a propriedade Text dos componentes visuais, podemos usar a sintaxe específica do Delphi:

 

var

  NomeDaVariavel: TextFile;

 

A atribuição do nome do arquivo a uma variável é feita da seguinte forma:

 

Assign(Variavel, 'nome_do_arquivo.Txt');

 

Ou seguindo a sintaxe do Delphi:

 

AssignFile(Variavel, 'nome_do_arquivo.Txt');

 

Depois de realizar estas tarefas, você pode utilizar as rotinas de manipulação de arquivos do Delphi para abrir, ler e gravar no arquivo texto (veja Box).

 

"

A exibição deste artigo foi interrompida :(
Este post está disponível para assinantes MVP

 
Você precisa estar logado para dar um feedback. Clique aqui para efetuar o login
Receba nossas novidades
Ficou com alguma dúvida?