Artigo da .net Magazine 41 - 10 ferramentas para turbinar o desenvolvimento com .NET

Você precisa estar logado para dar um feedback. Clique aqui para efetuar o login
Para efetuar o download você precisa estar logado. Clique aqui para efetuar o login
Confirmar voto
0
 (3)  (0)

Esse artigo apresenta diversas ferramentas para auxílio ao desenvolvimento de sistemas para plataforma Microsoft.

capa_NET40_G.gif

Clique aqui para ler todos os artigos desta edição

Ferramentas

10 Ferramentas para turbinar o desenvolvimento com .NET

 

 

Este artigo discute

Este artigo usa as seguintes tecnologias:

Ferramentas para auxílio ao desenvolvimento de sistemas para plataforma Microsoft

Visual Studio

 

 

 

Sabemos que a comunidade de desenvolvedores para a plataforma Microsoft está bem servida. Não há hoje nenhuma ferramenta que supere o Visual Studio enquanto Ambiente de Desenvolvimento Integrado (IDE).

Com ele, podemos desenvolver código com auxílios fenomenais como o Intellisense, atuar junto às bases de dados e aos servidores com o Server Explorer e trabalhar em times com o Team Explorer. Podemos ainda criar diagramas de classe integrados diretamente às classes desenvolvidas, dentro do IDE, sem precisar pagar um centavo a mais.

Podemos contar também com um ambiente preparado para trabalhar com versionamento de código. E o melhor de tudo: o ambiente é altamente extensível, indicando que você mesmo pode escrever ferramentas para melhorar o comportamento do IDE ou até alterá-lo completamente.

Não bastasse tudo isso, a depuração do código dá suporte à resolução profunda de bugs, dando ao desenvolvedor a capacidade de analisar variáveis, ver threads independentes (além de congelar ou retomar threads), parar o código onde quiser, acompanhar a pilha de chamadas, e isso tudo para código compilado em DLLs, aplicativos desktop, Web, Mobile, e também para scripts interpretados, como o JavaScript, o que tornou desnecessária uma ferramenta só para depurar ou escrever JavaScript.

Por que então um artigo sobre ferramentas, se já estamos munidos tão bem com o Visual Studio? A resposta é simples: o Visual Studio integra em si diversas funcionalidades diferentes, mas não atende absolutamente todos os cenários.

Isso é fato reconhecido pela própria Microsoft, ao ponto dela construir o mecanismo de extensibilidade para permitir que a ferramenta possa, através dessas extensões, atender melhor os casos muito específicos, onde não vale a pena que ela mesma desenvolva uma ferramenta para tal caso ou pelo menos não em determinado release.

E ao longo do tempo a Microsoft tem reconhecido algumas funcionalidades feitas pela comunidade e integrado soluções semelhantes ao Visual Studio, sempre que possível e que a demanda justifique. Quando isso não é possível cabe à comunidade continuar desenvolvendo e mantendo as ferramentas independentes.

Uma caixa de ferramentas

Vou mostrar dez ferramentas que vão auxiliá-lo no desenvolvimento de software. Provavelmente você já possui diversas ferramentas interessantes que utiliza e que melhoram sua produtividade, então vou sugerir mais algumas, de forma que você crie ou amplie a sua caixa de ferramentas.

As ferramentas sugeridas, por serem feitas por fabricantes ou desenvolvedores independentes, não necessariamente se integram umas às outras ou ao IDE (embora algumas o façam), mas com certeza provam seu valor ao serem utilizadas.

 

Nota: Algumas ferramentas podem modificar seu layout, após o fechamento dessa edição, portanto, veja a versão mais recente nos links.

 

As que se integram com o Visual Studio o fazem tão bem que utilizá-las acaba se confundindo com o uso do IDE, de tão transparentes e bem feitas que são. A lista das ferramentas esta presente na Tabela 1.

Ferramenta

Fabricante

Função

Fiddler (e seus add-ins  RPASpy e SyntaxView)

www.fiddlertool.com

Visualizar e alterar todo o tráfego Web

Microsoft

O Fiddler permite visualizar e alterar todo o código trafegado entre a sua máquina e um Web Server. Ele cria um proxy na própria máquina e automaticamente altera as configurações de proxy do Internet Explorer tornando-se o proxy padrão. Permite então que as chamadas HTTP sejam vistas e alteradas em seu estado bruto.

É excelente na depuração de bugs e na verificação de erros de falta de acesso ou permissão.

Reflector (e seus add-ins)

www.aisto.com/roeder/dotnet

Fazer engenharia reversa de código .NET

 

Lutz Roeder

"

A exibição deste artigo foi interrompida :(
Este post está disponível para assinantes MVP

 
Você precisa estar logado para dar um feedback. Clique aqui para efetuar o login
Receba nossas novidades
Ficou com alguma dúvida?