Artigo da SQL Magazine 40 - phpPgAdmin

Você precisa estar logado para dar um feedback. Clique aqui para efetuar o login
Para efetuar o download você precisa estar logado. Clique aqui para efetuar o login
Confirmar voto
0
 (0)  (0)

Artigo da SQL Magazine - edição 40.

Capa SQl 33

Clique aqui para ler todos os artigos desta edição

phpPgAdmin

Uma ferramenta para gerenciamento do PostgreSQL via web

Este artigo apresentará a ferramenta phpPgAdmin para administração do banco de dados PostgreSQL via web. Para isso, será apresentado um estudo de caso contendo um fragmento do modelo de dados de um sistema de Controle de Clientes, onde serão abordados os principais recursos oferecidos pela ferramenta, permitindo desta forma uma apresentação prática das principais tarefas de administração e configuração do banco de dados PostgreSQL.

Configurações iniciais

Antes de instalar o phpPgAdmin em um computador com sistema operacional Windows XP, 2000 ou 2003, é necessária a instalação e configuração de alguns produtos.

O primeiro passo refere-se à instalação do banco de dados PostgreSQL, versão 8.1 (o endereço para download encontra-se na seção Links, ao final do artigo). Durante a instalação o sistema irá solicitar a conta de serviço, e deve-se informar uma conta sem privilégios administrativos por motivos de segurança. No caso de não haver uma conta apropriada, o instalador irá criá-la, bastando definir o domínio que o usuário irá pertencer e uma senha. Feito isto, será solicitada a definição de login e senha para o acesso do usuário ao banco. Para este artigo foram definidos tanto o login quanto a senha como “postgres”.

Para a administração deste banco através da ferramenta phpPgAdmin, é necessário que um servidor web e o PHP estejam instalados e configurados. Este estudo de caso será exemplificado com a utilização do servidor Apache. Pode-se efetuar o download de uma versão gratuita destas ferramentas nos sites do Apache e do PHP (ver endereços para download na seção Links). Neste artigo, foi utilizada a versão 1.3.31 do Apache e a versão 5.0.3 do PHP.

Assim que o Apache estiver instalado, será criado um atalho para o programa no Menu Iniciar, dentro da pasta Apache HTTP Server.

O próximo passo refere-se à instalação do PHP, que deverá ser instalado em sua totalidade, garantindo assim que todos os arquivos necessários para a conexão com o PostgreSQL estejam presentes. Após o download, deve-se extrair todo o seu conteúdo em uma pasta qualquer. Neste estudo de caso foi utilizada a pasta c:\php5. Em seguida, deve ser feita uma cópia do arquivo php5ts.dll, localizado no diretório c:\php5, para a pasta system32 do sistema operacional, que se encontra no diretório de instalação do Windows. Neste artigo foi utilizado o Windows XP Professional instalado por padrão no diretório c:\windows (nas versões do Windows 2000 e 2003, seria c:\winnt).

Deve-se então localizar o arquivo c:\php5\php.ini-dist e, conforme visto na Listagem 1, alterar o comando extension_dir, definindo o caminho do diretório /ext, onde se encontram as dll’s de extensões (por exemplo, as dll’s referentes ao acesso ao banco de dados) utilizadas pelo PHP. Ainda dentro deste arquivo, habilita-se o comando extension=php_pgsql.dll (tirar o “ ; ” que encontra-se ao lado esquerdo da linha de comando), sendo que este é responsável pela conexão do PHP com o PostgreSQL.

 

Listagem 1. Visualização parcial do arquivo php.ini-dist.

...

; Directory in which the loadable extensions (modules) reside.

extension_dir = "c:/php5/ext/"

...

;extension=php_pdf.dll

extension=php_pgsql.dll

...

 

Por último, deve ser renomeado o arquivo c:\php5\php.ini-dist para php.ini, passando a partir de então a ser  um arquivo de configuração válido. O mesmo deverá ser copiado para a pasta c:\windows ou c:\winnt, dependendo da versão do Windows.

Agora é necessário reiniciar o Apache, através do comando Restart. Para acessá-lo clique no botão “Iniciar”, selecione “Programas”, “Apache HTTP Server”, “Control Apache Server” e, em seguida, “Restart”.

Para que o PHP5 venha a ser carregado automaticamente quando o Apache for iniciado, deve-se abrir o arquivo httpd.conf, dentro da pasta \conf do Apache, com um editor de texto qualquer (bloco de notas, por exemplo), e adicionar o comando LoadModule php5_module "c:/php5/php5apache.dll", conforme visto na Listagem 2. Seguindo o mesmo procedimento, deve-se fazer com que o Apache entenda que o PHP5 será responsável pela execução de paginas “.php”. Logo após o comando AddModule mod_setenvif.c, adiciona-se o comando AddModule mod_php5.c. Por fim, após o comando AddType application/x-tar .tgz deve-se adicionar os comandos AddType application/x-httpd-php .php e AddType application/x-httpd-php-source .phps.

 

Listagem 2. Visualização parcial do arquivo httpd.conf.

#LoadModule unique_id_module modules/mod_unique_id.so

LoadModule php5_module "c:/php5/php5apache.dll"

"

A exibição deste artigo foi interrompida :(
Este post está disponível para assinantes MVP

 
Você precisa estar logado para dar um feedback. Clique aqui para efetuar o login
Receba nossas novidades
Ficou com alguma dúvida?