Artigo Engenharia de Software 4 - Desenvolvimento de Software Dirigido por Caso de Uso

Você precisa estar logado para dar um feedback. Clique aqui para efetuar o login
Para efetuar o download você precisa estar logado. Clique aqui para efetuar o login
Confirmar voto
0
 (1)  (0)

Artigo da Revista Engenharia de Software edição 4.

Esse artigo faz parte da revista Engenharia de Software 4 edição especial. Clique aqui para ler todos os artigos desta edição

Desenvolvimento de Software Dirigido por Caso de Uso

Parte III: Caso de Uso de Negócio

 

De que se trata o artigo:

Uso do caso de uso de negócio no mapeamento do processo de negócio do cliente e objetivos do negócio. Neste artigo serão mostrados detalhes sobre o modelo de caso de uso de negócio e sua especificação.

Para que serve:

Fornecer um meio de mapear o processo de negócio do cliente de forma mais clara e, com isso, termos um melhor entendimento do negócio para assim podermos dar uma solução sistêmica mais efetiva.

Em que situação o tema é útil:

Muito útil para o levantamento e entendimento do processo de negócio do cliente, tanto para validação do cliente quanto para a equipe de desenvolvimento.

 

Nos artigos anteriores apresentamos como trabalhamos com os casos de uso e seu papel no desenvolvimento de software. Foram apresentados os erros cometidos na criação e na especificação de casos de uso e também como evitá-los, assim como os conceitos, as características e sua importância no desenvolvimento de software de uma forma geral. Mostramos também como especificar um caso de uso utilizando boas práticas. Foi mostrado que juntamente com o caso de uso existe um documento chamado de Especificação Suplementar, que é um complemento para os casos de uso sendo preenchido com as regras não funcionais, pois casos de uso possuem apenas regras funcionais. Foi possível entender que com o caso de uso é possível fazer uma análise dos requisitos e um projeto físico de forma mais eficaz e termos um projeto centrado em arquitetura que formará a base de todo o desenvolvimento do software. Os casos de uso dos artigos anteriores são chamados de casos de uso sistêmicos, pois eles têm por objetivo mapear a solução do software (ou a solução sistêmica) em termos de regras, passos entre os atores (usuários) e o sistema (GUI), mensagens do sistema para os atores e exceções das regras.

Neste artigo veremos a parte final do desenvolvimento de software dirigido por caso de uso, mostrando outro tipo de caso de uso, chamado de caso de uso de negócio. A diferença entre o caso de uso sistêmico e o caso de uso de negócio está no objetivo de sua utilização, ou seja, na visão que cada um representa. Enquanto o primeiro serve para mapear a solução sistêmica, o segundo serve para mapear o processo de negócio do cliente, independente de ser automatizado (envolvendo sistemas legados) ou manual. Na próxima seção vamos entender mais detalhadamente sobre o caso de uso de negócio e seu modelo.

Entendendo o que é um Modelo de Caso de Uso de Negócio

O modelo de caso de uso de negócio descreve a direção e a intenção do negócio. Direção é provida na forma dos objetivos do negócio que são chamados de goals.

"

A exibição deste artigo foi interrompida :(
Este post está disponível para assinantes MVP

 
Você precisa estar logado para dar um feedback. Clique aqui para efetuar o login
Receba nossas novidades
Ficou com alguma dúvida?