Artigo Engenharia de Software 4 - Por que SCRUM?

Você precisa estar logado para dar um feedback. Clique aqui para efetuar o login
Para efetuar o download você precisa estar logado. Clique aqui para efetuar o login
Confirmar voto
0
 (3)  (0)

Artigo da Revista Engenharia de Software edição 4.

Esse artigo faz parte da revista Engenharia de Software 4 edição especial. Clique aqui para ler todos os artigos desta edição

Metodologias Ágeis

Por que SCRUM?

 

A indústria de desenvolvimento de software evoluiu para se tornar uma das mais importantes instituições de nosso tempo criando produtos essenciais para o nosso dia a dia. Inúmeros exemplos podem ser citados. Neste ambiente intensamente competitivo, diferenciais devem ser criados para a sobrevivência. A capacidade de criar e de entregar mais rapidamente produtos de software que melhor satisfaçam as necessidades reais do cliente é um deles.

Segundo PMI Brasil 2006, os problemas mais freqüentes em gerenciamento de projetos levantados são:

- Não cumprimento de prazos (72%)

- Problemas de comunicação (71%)

- Mudança de escopo (69%)

- Estimativa errada de prazo (66%)

 

Analisando os problemas levantados, pode-se constatar que o cerne da questão reside principalmente na comunicação – refletindo nos demais. Quando presentes, mecanismos de comunicação ineficientes são utilizados contribuindo para a falta de compreensão e colaboração por parte dos envolvidos.

A Figura 1 promove uma comparação entre a efetividade de comunicação e a “riqueza” do canal de comunicação. Dois mecanismos são evidenciados: os que não possuem perguntas e respostas e os que possuem. Este primeiro tipo propõe pouca interação e não permite a colaboração e troca necessária para o alcance do objetivo proposto. A utilização de papel para descrever e comunicar o problema tem importante cunho “documentacional”, além de poder ser compartilhado entre diversas pessoas.

Por outro lado, mecanismos que promovem e facilitam a comunicação, os mecanismos interativos, são compostos por perguntas e respostas - como duas pessoas falando ao telefone ou discutindo via email, são notoriamente mais eficientes. E ainda torna-se mais eficiente se tivermos a presença física na mesma sala dos diversos envolvidos. Para completar, um quadro branco auxiliando na dinâmica das discussões, pode expandir em muito as possibilidades de entender e se fazer entendido.

 

Figura 1. Temperatura da comunicação segundo Alistair Cockburn.

 

Comunicação “face-to-face” é uma das formas de se resolver grande parte dos problemas citados e, metodologias ágeis, como o SCRUM, pregam incessantemente esta prática. O Manifesto Ágil, criado em 2001, instituiu valores e princípios da escola que corroboram com o descrito acima. Abaixo os quatro valores principais:

“Nós estamos descobrindo melhores formas de se desenvolver software,
"

A exibição deste artigo foi interrompida :(
Este post está disponível para assinantes MVP

 
Você precisa estar logado para dar um feedback. Clique aqui para efetuar o login
Receba nossas novidades
Ficou com alguma dúvida?