Artigo Java Magazine 64 - Google Data APIs

Você precisa estar logado para dar um feedback. Clique aqui para efetuar o login
Para efetuar o download você precisa estar logado. Clique aqui para efetuar o login
Confirmar voto
0
 (0)  (0)

Artigo da Revista Java Magazine Edição 64.

 

Esse artigo faz parte da revista Java Magazine edição 64. Clique aqui para ler todos os artigos desta edição

Google Data APIs

Interagindo com os serviços Google

Conheça as APIs de dados Google e veja como criar aplicativos Java capazes de interagir com serviços como Google Calendar, Picasa Web Albums e YouTube

De que se trata o artigo:

Este artigo mostra o funcionamento básico do protocolo por trás das APIs de dados Google e apresenta a Java Client Library, biblioteca que pode ser usada para acessar as APIs Google a partir de um aplicativo Java.

 

Para que serve:

As APIs de dados servem para prover uma forma de uma aplicação terceira ser capaz de interagir com os diversos serviços Google. Com elas podemos escrever programas que utilizam e até mesmo modificam dados de serviços como Google Calendar, YouTube, etc.

 

Em que situação o tema é útil:

Como sabemos, reusar componentes e serviços de software sempre foi, e continua sendo, uma boa prática. A Google nos provê diversos serviços que já estão bastante maduros e populares. Com isso, as APIs de dados tornam-se extremamente úteis quando precisamos incorporar algum(ns) desses serviços às nossas aplicações.

 

Google Data APIs:

Os serviços Google estão cada vez mais presentes em nossa rotina. A Google disponibiliza APIs para permitir a interação entre vários de seus serviços e nossas aplicações. As APIs de dados (GData APIs) funcionam sobre um protocolo específico, o GData API Protocol.

Através deste protocolo podemos obter, inserir, atualizar e remover dados na web. Para cada operação basta enviar uma requisição HTTP utilizando o método correspondente. GET para ler, POST para criar, PUT para atualizar e DELETE para remover dados.

Os dados enviados e recebidos são em formato XML, assim como no Atom, um dos protocolos no qual o GData é baseado. Portanto, para interagir com as APIs de dados a aplicação deve ser capaz de enviar requisições HTTP e processar dados no formato XML.

 A Google também disponibiliza bibliotecas clientes, em várias linguagens (incluindo Java), que abstraem o procotolo. Utilizando a Java Client API, toda a complexidade do protocolo é traduzida em classes e métodos, como já estamos acostumados a lidar. Além da biblioteca também é disponibilizado um plugin para Eclipse, o qual provê algumas facilidades como templates de projetos. Tendo posse da Java Client Library e do plugin para Eclipse, desenvolver aplicações que interagem com os serviços Google pode se tornar uma tarefa simples.

 

"Organizar toda a informação do mundo e torná-la universalmente acessível e útil". Essa é a, nada modesta, missão da gigante Google. Como muitos sabem, já faz um bom tempo que o termo "Google" deixou de ser sinônimo apenas do buscador mais usado do planeta e passou a englobar toda uma gama de ferramentas e serviços dos mais variados tipos. Dentre os mais populares estão: GMail, Orkut, YouTube, Maps, Calendar, Blogger, Picasa Web Albums, entre outros. E no universo do desenvolvimento de software, a gigante não fica atrás e também oferece diversos serviços voltados ao desenvolvedor. Temos ferramentas como o CodeSearch para procurar por código-fonte público em diferentes linguagens, a Google Code University com vários cursos e tutoriais, o repositório de projetos do Google Code para hospedar projetos open-source, e, além desses e de outros serviços, também há diversas APIs que permitem ao desenvolvedor criar aplicações capazes de interagir com grande parte dos serviços Google: Google Maps, OpenSocial, Google Web Toolkit, Android, etc.

Neste último grupo, temos as APIs de dados Google (Google Data APIs), ou simplesmente GData APIs. Através do uso destas é possível, para uma aplicação terceira, manipular dados de vários dos serviços Google, como: Calendar, Docs, YouTube, Picasa Web Albums, Blogger, Contacts e muito mais, por meio de web services REST[1]. Hoje daremos início a uma série de artigos sobre as APIs de dados. Neste primeiro artigo veremos como essas APIs funcionam e como utilizá-las numa aplicação Java.

GData API Protocol

A API de Dados Google define um protocolo padrão, baseado em XML, para leitura e escrita de dados na web. Esse protocolo também é baseado em outros dois já conhecidos: RSS e Atom, acrescidos do Atom Publishing Protocol. Através do protocolo GData podemos obter, criar, atualizar e remover dados usando métodos do protocolo HTTP[2]: GET, POST, PUT e DELETE, respectivamente. Sendo assim, para utilizar as APIs de dados, de um modo geral, nossa aplicação deve ser capaz de enviar requisições HTTP e processar dados no formato XML. As operações que precisamos utilizar dependem do que nossa aplicação se propõe a fazer. Se estivermos construindo uma aplicação de agenda telefônica, por exemplo, podemos querer fornecer ao usuário a opção de importar os dados dos seus contatos do GMail, e para isto uma operação de leitura (GET) será suficiente. Porém, se quisermos fazer o inverso, ou seja, permitir ao usuário adicionar os contatos da agenda à sua lista de contatos do GMail, precisaremos de uma operação para inserção (POST, de acordo com o protocolo GData) e assim por diante. Como nosso objetivo aqui é ter uma visão geral da API, veremos como o protocolo "

A exibição deste artigo foi interrompida :(
Este post está disponível para assinantes MVP

 
Você precisa estar logado para dar um feedback. Clique aqui para efetuar o login
Receba nossas novidades
Ficou com alguma dúvida?