Artigo .net Magazine 57 - Introdução ao C#

Você precisa estar logado para dar um feedback. Clique aqui para efetuar o login
Para efetuar o download você precisa estar logado. Clique aqui para efetuar o login
Confirmar voto
0
 (0)  (0)

Artigo da Revista .NET Magazine - Edição 57.

Esse artigo faz parte da revista .NET Magazine edição 57. Clique aqui para ler todos os artigos desta edição

 

imagem_pdf.jpg

 

Easy .NET

Introdução ao C#

Fundamentos da linguagem

 

Neste artigo veremos

·         Introdução à linguagem C#;

·         Criação de aplicações console;

·         Criação de classes.

Qual a finalidade

·         No Microsoft .Net Framework uma das principais linguagens é o C# que pela sua versatilidade e facilidade de aprendizado vem crescendo em utilização pelos desenvolvedores. Neste artigo veremos os pontos principais da linguagem: tipos, instruções básicas, criação de classes e criação de aplicações console.

Quais situações utilizam esses recursos?

·         Com o C# é possível criar vários tipos de aplicações desde programas console (para a execução de pequenas tarefas) até aplicações Windows, ASP.NET e Web Services;

·         Embora aqui seja abordada apenas a criação de programas para interface baseada em texto puro ou prompt de comandos, os tópicos apresentados são úteis nos demais tipos de aplicação uma vez que os conceitos – como os tipos por valor e por referência – fazem parte da estrutura do Framework .NET.

 

Resumo do DevMan

Ainda que o Visual Studio ofereça facilidades como o auto-preenchimento de código (code completion), lista de parâmetros e modelos de projetos, é importante para o desenvolvedor conhecer detalhes da linguagem para melhor utilização. A criação de aplicações console e também o uso do C# sem o Visual Studio serão abordados neste artigo bem como a criação de classes. Com isto aqueles que estão iniciando nesta plataforma terão uma introdução aos recursos da linguagem.

 

Aplicações .NET fazem uso das classes e tipos nativos da plataforma, assim, o uso de uma linguagem ou outra acaba sendo uma questão de familiaridade e preferência pessoal já que o resultado final tende a ser o mesmo.

Os programas gerados para o Microsoft .NET Framework rodam no ambiente gerenciado onde acessos à memória e disco são monitorados pelo Framework, prevenindo assim vazamento de memória ou estouro de pilha que causam erros no programa, bem como permite a coleta dos objetos não mais utilizados na memória através do garbage collector.

O C# vem crescendo em popularidade e utilização sendo que na Internet os sites e fóruns dedicados a esta linguagem assim como publicações impressas são vários. Desta forma, optar-se por esta linguagem demonstra ser uma escolha interessante já que haverá vasto material para consulta.

Não iremos comparar esta linguagem com outras ou mostrar suas vantagens ou desvantagens, mas antes, vamos demonstrar como usá-la e algumas de suas características.

 

Aplicação Console

Uma aplicação console é aquela que usa uma interface do tipo texto e é geralmente executada através do prompt de comandos.

Ainda hoje, mesmo com a interface gráfica do Windows é necessário em algum momento desenvolver-se um programa simples para uma ou outra tarefa como manutenção de arquivos, backup de sistemas ou programas rodando em segundo plano.

O desenvolvimento de uma aplicação console permite o uso de todos os tipos e classes do .NET e ainda acesso a bancos de dados, consumo de Web Services e tudo o mais ainda que não tenha uma interface gráfica com o usuário.

Vamos criar uma aplicação console e compilá-la usando o prompt de comandos sem abrir o Visual Studio. Para isso execute o bloco de notas do Windows (Notepad) e digite o código que está na Listagem 1.

 

Nota

A criação de um programa em C# usando prompt de comandos e o bloco de notas deve ser encarada como uma opção didática e um recurso interessante apenas em alguns casos como quando não tivermos o Visual Studio à disposição e necessitarmos por algum motivo, criar um programa. Ninguém tem dúvidas de que com o Visual Studio esta tarefa é bem mais fácil e produtiva.

 

Listagem 1. Exemplo de programa console em C#

using System;

 

public class exemplo

{

  public static void Main(string[] args)

  {

   Console.WriteLine("Alo Mundo!");

  }

}

 

Digite conforme a listagem e grave o arquivo com o nome exemplo.cs. A primeira linha do programa instrui o compilador para importar as classes do namespace System, como Console, que é necessária para operações em tela no modo texto. Toda aplicação console deve ter no mínimo a estrutura apresentada no código anterior. Observe que o programa em si é uma classe com o mesmo nome do arquivo: “exemplo”.

Uma observação interessante aos iniciantes em C# é que esta é uma linguagem case sensitive, ou seja, diferencia letras maiúsculas de minúsculas, logo, o seu código deve obedecer exatamente à sintaxe da linguagem para os comandos, classes, tipos e etc., ou não irá compilar.

O segundo elemento importante na aplicação console é o método estático e público void Main(). É este o inicializador do programa ou o “ponto de entrada (entry point)” a partir do qual todas as outras chamadas a classes ou métodos devem ser executados. É onde o programa inicia. Neste método temos a passagem de um argumento do tipo array de string: string[] args. Este irá receber argumentos da linha de comando que podem ser usados no programa.

Por fim, temos uma chamada ao método WriteLine() da classe Console. Este método imprime o texto “Alo Mundo!” na tela do prompt de comandos e avança uma linha. A classe Console possui vários métodos para entrada e saída de dados.

Nota do DevMan

Aplicações console permitem que utilize-se como parâmetros de entrada a saída de outra aplicação usando o caractere “pipe (|)”.

Vários utilitários do Windows fazem isto como, por exemplo, o “findstr” que é usado para buscar texto dentro de arquivos.

Se quiser ver em ação, entre no prompt de comandos, na pasta raiz (c:\) e digite o comando a seguir:

C>dir *.txt /s /b | findstr /i /c:"Windows".

Essa instrução listará os arquivos texto (.txt) com o comando dir, e será então filtrada com o comando findstr, que recebeu a saída de dir quando usamos o pipe.

 

Nota do DevMan

Um namespace no framework .NET é um agregador de classes onde cada classe possui funcionalidades específicas. É uma forma de organizar classes, objetos e tipos em uma estrutura hierárquica e organizada. O namespace “System” é o principal contendo definições dos tipos de dados e objetos principais do Framework. É possível criar-se namespaces personalizados.

 

 

Para compilar o programa abra o prompt do Visual Studio em Iniciar -> Programas -> Microsoft Visual Studio 2005 -> Microsoft Visual Studio Tools -> Microsoft Visual Studio (versão) Command Prompt.

Usando este atalho os diretórios necessários para a compilação do projeto através de linha de comandos estarão configurados corretamente. Se desejar configurar manualmente a localização, a pasta na qual o compilador se encontra na versão 2.0 do Framework é C:\WINDOWS\Microsoft.NET\Framework\v2.0.50727 (versão usada neste artigo).

Para compilar o programa digite csc exemplo.cs e pressione ENTER. Se tudo tiver correto, o programa será compilado e bastará digitar o nome dado para o mesmo na linha de comandos para ver sua execução, conforme demonstrado na Figura 1.

 

Figura 1. Compilando e executando aplicação console através da linha de comandos

 

Note que é necessário incluir a extensão do arquivo (“.cs” para código-fonte C#) para a compilação. Agora vamos adicionar uma pequena funcionalidade, vamos pedir para o usuário digitar alguma coisa e em seguida exibir o texto digitado por ele. Para isso, novamente, digite o código da Listagem 2 no bloco de notas (ainda sem usar o Visual Studio).

 

Listagem 2. Aplicação console requerendo digitação do usuário

using System;

 

public class exemplo2

{

  public static void Main(string[] args)

  "

A exibição deste artigo foi interrompida :(
Este post está disponível para assinantes MVP

 
Você precisa estar logado para dar um feedback. Clique aqui para efetuar o login
Receba nossas novidades
Ficou com alguma dúvida?