Artigo .net Magazine 68 - ASP.NET MVC 2 Preview 1

Você precisa estar logado para dar um feedback. Clique aqui para efetuar o login
Para efetuar o download você precisa estar logado. Clique aqui para efetuar o login
Confirmar voto
0
 (0)  (0)

Apresentando a nova versão do ASP.NET MVC

[lead]Do que trata o artigo:

O artigo apresenta o primeiro preview do ASP.Net MVC versão 2.0. Este preview traz incrementos sobre a versão 1.0 que serão avaliados um a um enquanto uma solução é construída.

Para que serve:

O ASP.Net MVC é um framework de desenvolvimento para web baseado em ASP.Net. Ao seu lado está o Webforms, o framework lançado inicialmente com o ASP.Net. O ASP.Net MVC é muito diferente do Webforms e propõe resolver os mesmos problemas de forma diferente, proporcionando mais controle do HTML e maior separação de responsabilidades na interface gráfica.

Em que situação o tema é útil:

Sempre que você precisar trabalhar com maior controle sobre o HTML, ou com uma aplicação que proporcione maior facilidade para trabalhar com boas práticas e padrões de projeto e arquitetura, o ASP.Net MVC é uma boa opção. Avalie-o sempre em comparação com o Webforms.

Resumo do DevMan:

A Microsoft lançou o primeiro preview da versão 2 do ASP.Net MVC. Este preview conta com 3 grandes novidades: suporte à áreas, suporte à data annotations e criação de templated helpers/helpers tipados. Além destas novidades, há outras pequenas melhorias. Neste artigo estes itens serão olhados bem de perto, com um exemplo sendo realizado ao longo do artigo.[/lead]

Já faz alguns meses que a Microsoft lançou a primeira versão do ASP.Net MVC. Aqui na .Net Magazine já falamos dele há bastante tempo, desde as primeiras versões de preview, incluindo uma matéria de capa. Hoje o mercado entende o que é o ASP.Net MVC e para que serve, e está começando a utilizá-lo. Já há demanda por profissionais que o conheçam no mercado, que está, neste momento, carente de profissionais com este conhecimento.

Enquanto os desenvolvedores se acostumam com a primeira versão, a Microsoft já está com a segunda versão no forno. A versão 2 recebeu sua primeira exibição pública em Julho deste ano, na forma de um preview, exatamente como aconteceu com a versão 1. Os passos dados pela Microsoft são evolutivos, e não quebram em praticamente nada com a versão anterior do framework. Neste artigo vou apresentar o que há de novo neste primeiro preview, olhando cada novidade com detalhes.

[nota]Nota

Para um melhor entendimento das técnicas demonstradas neste artigo, é recomendada a leitura dos artigos sobre ASP.NET MVC publicados nas edições 52, 56 e 65.[/nota]

[subtitulo]Entendendo as versões do ASP.Net MVC[/subtitulo]

As versões do ASP.Net MVC podem ser um pouco confusas, assim como as do .Net Framework. Vamos, antes de prosseguir, entender estas versões.

A primeira versão do ASP.Net MVC foi lançada como 1.0, que rodava sobre o .Net 3.5 Service Pack 1 (SP1). A Microsoft lançou em Junho a versão 1.1, que era idêntica à versão 1.0, mudando apenas o fato de ter como base o .Net 4.0 Beta 1. E agora está lançando previews da versão 2.0, para os framewoks 3.5 SP1 e 4.0. O Visual Studio 2010 Beta 2 já tem o preview 2 disponível, e tudo indica que a versão 1.1 não virá instalada por padrão no Visual Studio 2010, e não se sabe se será suportada.

A versão que trabalharemos neste artigo é o preview 1 da versão 2.0, disponível para download no endereço go.microsoft.com/fwlink/?LinkID=154409. Esta versão não foi liberada para rodar sobre o .Net 4.0, só sobre o .Net 3.5 SP1, no Visual Studio 2008. Você pode instalá-la em paralelo à versão 1.0 sem problemas.

[subtitulo]Três grandes novidades[/subtitulo]

Este preview do ASP.Net MVC traz três grandes novidades, e algumas melhorias menores. As três grandes novidades são:

- Suporte à áreas;

- Suporte à data annotations;

- Criação de templated helpers/helpers tipados.

Todos são itens que facilitam a vida do desenvolvedor, e não acrescentam nada que não pudesse ser feito anteriormente, mas deixam o desenvolvedor muito mais produtivo, ao mesmo tempo que deixam o framework muito mais opinativo. Vamos estudá-los um a um.

[subtitulo]Suporte à áreas[/subtitulo]

O suporte à áreas traz algo ao framework que era complexo de ser realizado, e que devia ser simples, e agora é. Basicamente o suporte à áreas permite que o site seja subdividido em áreas, no que diz respeito à url. Dessa forma, posso ter um site com a url “/admin/produtos/”, acessando um controlador de produtos da área administrativa, onde os produtos são editados, e ter a url “/produtos” na área principal, via outro controlador de produtos, onde os produtos seriam exibidos e comprados. Na prática, não há áreas em urls simples, como neste último caso.

"

A exibição deste artigo foi interrompida :(
Este post está disponível para assinantes MVP

 
Você precisa estar logado para dar um feedback. Clique aqui para efetuar o login
Receba nossas novidades
Ficou com alguma dúvida?