DevMedia
Você precisa estar logado para dar um feedback. Clique aqui para efetuar o login
Para efetuar o download você precisa estar logado. Clique aqui para efetuar o login
Este é um post disponível para assinantes MVP
###

Artigo SQL Magazine 12 - Desenvolvimento de aplicações Orientadas a Objeto apoiado por tecnologias Java Parte I

Artigo da Revista SQL Magazine -Edição 12.

[fechar]

Você não gostou da qualidade deste conteúdo?

(opcional) Você poderia comentar o que não lhe agradou?

Confirmo meu voto negativo

capaSQL12.JPG


Clique aqui para ler todos os artigos desta edição

Desenvolvimento de aplicações Orientadas a Objeto apoiado por tecnologias Java Parte I

 

O aumento da complexidade dos softwares, de sua aplicação em diversos setores da sociedade e também da grande concorrência entre empresas de desenvolvimento criou uma preocupação crescente com aspectos do desenvolvimento de sistemas. Assim, questões relativas ao tempo e custo de desenvolvimento, tecnologias utilizadas e ferramentas de apoio são decisivas.

A aplicação de boas práticas pregadas pela Engenharia de Software pode auxiliar a atingir esses objetivos, possibilitando a construção de sistemas com um menor custo, mais confiáveis e com boa qualidade. Atualmente, a principal prática adotada pelas empresas de desenvolvimento de software para obter melhorias em seus produtos é o paradigma de orientação a objeto. O uso de objetos permite a utilização de abstrações mais naturais e próximas dos problemas reais, facilitando o mapeamento das soluções idealizadas pelos engenheiros de software em modelos e em implementações computacionais. Entretanto, percebemos que em grande parte desses produtos somente a modelagem de alto nível é feita seguindo este paradigma e apenas em alguns casos esses conceitos são respeitados também durante a codificação.

Devido à escassez de ferramentas e soluções que apóiem a orientação a objeto nas diversas etapas de desenvolvimento, é observado que freqüentes mapeamentos são necessários para possibilitar o desenvolvimento completo de um sistema. Isto aumenta o risco de inserção de defeitos no software. Como principal exemplo temos a questão do armazenamento de dados, onde é comum se realizar um mapeamento dos diagramas de classe para o modelo de entidades e relacionamento. Essa abordagem é utilizada pelo fato de banco de dados relacionais ser uma tecnologia já madura. Para este caso, seria interessante o uso de uma plataforma de desenvolvimento que evite essa abordagem de mapeamento, permitindo que o mesmo tipo de abstração possa ser aplicado em todas as etapas do ciclo de vida de desenvolvimento de um software.

Baseando-se neste cenário, será apresentada a partir desta edição uma série de artigos descrevendo uma forma de desenvolvermos software utilizando o paradigma da Orientação a Objeto durante todo o seu ciclo de vida, desde a análise de seus requisitos até a realização de testes. Nesta primeira parte introduziremos conceitos e tecnologias que serão aplicadas durante a execução das etapas que compõem o ciclo de vida de desenvolvimento de um software. Nos próximos artigos serão apresentadas ferramentas de apoio às tecnologias discutidas nesta primeira parte e um exemplo de desenvolvimento de software, guiado por um modelo de ciclo de vida incremental composto pelas etapas de análise, projeto, codificação e teste, onde serão aplicados na prática os conceitos e tecnologias discutidos ao longo da série.

Tecnologias utilizadas para o desenvolvimento orientado a objeto

Para a apresentação de uma abordagem de desenvolvimento de software utilizando o paradigma de orientação a objeto durante todo o seu ciclo de vida, alguns conceitos e tecnologias devem ser selecionados.

 

Modelagem: para a modelagem de alto e baixo nível do sistema será utilizada a modelagem orientada a objeto através da linguagem UML (Unified Modeling Language) que consiste em um padrão para elaboração da estrutura de projetos de software.

Desenvolvimento: Devido às facilidades oferecidas, sua evolução e amadurecimento, Java foi escolhido como plataforma de desenvolvimento. Essa plataforma é fortemente fundamentada nos conceitos de Orientação a Objeto (OO), característica que dificulta o seu aprendizado por desenvolvedores iniciantes que não conhecem a teoria da OO. No entanto, após vencer a sua curva de aprendizado, as facilidades apresentadas por esta plataforma permitem o desenvolvimento de forma mais simplificada e rápida de diversos tipos de software.

 

"

A exibição deste artigo foi interrompida

Este post está disponível para assinantes MVP.



É Doutor em Engenharia de Sistemas e Computação formado pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (COPPE). Possui 6 anos de experiência em análise e desenvolvimento de software. É ainda editor técnico da Revista SQL Magazine, ge [...]

O que você achou deste post?
Publicidade
Serviços

Mais posts