Artigo SQL Magazine 25 - Implementando um projeto no Caché

Você precisa estar logado para dar um feedback. Clique aqui para efetuar o login
Para efetuar o download você precisa estar logado. Clique aqui para efetuar o login
Confirmar voto
0
 (1)  (0)

Artigo da Revista SQL Magazine - Edição 25.

capasql25.jpg

Clique aqui para ler todos os artigos desta edição

Implementando um projeto no Caché

Valdete Maria Gonçalves de Almeida, Alessandreia Marta de Oliveira Julio,
Marco Antônio Pereira Araújo

 

Leitura Obrigatória: SQL Magazine 22, Persistência de objetos no Caché.

 

No artigo anterior foram apresentadas as principais características do banco de dados Caché e como ele implementa os conceitos da orientação a objetos no desenvolvimento de aplicações baseadas neste paradigma. O objetivo deste artigo é mostrar a construção de um projeto de banco de dados utilizando o Caché, abrangendo a criação de Namespaces, classes, propriedades, relacionamentos entre as classes e construção de métodos, facilitando a compreensão e utilização desta tecnologia.

Modelo de classes

O modelo de classes da Figura 1 representa um fragmento de um sistema de aquisição de livros em uma livraria. As classes Cliente e Livro representam os cadastros básicos. A classe Pessoa representa uma generalização da classe Cliente, incluindo seu Endereco. A classe Pedido registra as compras realizadas pelos clientes. A classe ItemPedido representa o conteúdo de cada pedido realizado pelos clientes.

 

img1.gif 

Figura 1. Modelo de classes de uma livraria.

Criando um Namespace

Os Namespaces são estruturas de armazenamento do Caché onde são criadas as classes referentes ao modelo do projeto em desenvolvimento.

Para a criação de um Namespace é utilizado o Painel de Controle do Caché. Um assistente de criação solicita um nome para este Namespace (Figura 2). Pode também ser definida, no assistente de criação, a geração de uma aplicação CSP (Caché Server Pages) para construção de páginas web.

img2.jpg

Figura 2. Criação de Namespace

 

Após a definição do Namespace, é requerida também a nomeação de uma base de dados que é vinculada ao Namespace criado. Esta pode ser armazenada localmente ou em um servidor remoto. Para este exemplo, o nome dado é LIVRARIA (Figura 3). Em seguida deve ser informado o diretório onde a base está sendo criada (Figura 4).

 

img3.jpg   img4.jpg

Figura 3. Criação de base de dados.                  Figura 4. Diretório da base de dados.

Criando as classes do modelo

O próximo passo consiste na criação das classes, utilizando para isso a ferramenta Studio. A partir do modelo de classes proposto na Figura 1 é mostrada a criação da classe Pessoa (Figura 5). Toda classe deve estar contida dentro de um pacote, que serve para organizar um conjunto de classes. Para este exemplo, é utilizado o pacote Livraria."

A exibição deste artigo foi interrompida :(
Este post está disponível para assinantes MVP

 
Você precisa estar logado para dar um feedback. Clique aqui para efetuar o login
Receba nossas novidades
Ficou com alguma dúvida?