Artigo SQL Magazine 25 - SQL Server 2000 fail-over clustering

Você precisa estar logado para dar um feedback. Clique aqui para efetuar o login
Para efetuar o download você precisa estar logado. Clique aqui para efetuar o login
Confirmar voto
0
 (0)  (0)

Artigo da Revista SQL Magazine - Edição 25.

capasql25.jpg

Clique aqui para ler todos os artigos desta edição

SQL Server 2000 fail-over clustering

Como aumentar a disponibilidade do SQL Server 2000 utilizando o fail-over clustering

Carlos Eduardo Selonke de Souza

O SQL Server 2000 Enterprise Edition pode ser configurado para fail-over clustering para compor uma solução de alta disponibilidade. Baseado e dependente do Microsoft Cluster Service (MSCS), o SQL Server 2000 configurado para fail-over clustering aumenta a disponibilidade do servidor de banco de dados através da mudança automática de processamento de um servidor para outro em caso de falha.

Este artigo tem como objetivo apresentar ao leitor conceitos de alta disponibilidade e fail-over clustering, explicando de que maneira a solução tecnológica utilizada pelo SQL Server 2000 adere a estes conceitos.

Alta disponibilidade

A tecnologia de fail-over clustering utilizada pelo SQL Server 2000 freqüentemente é confundida com  balanceamento de carga, quando na verdade é uma solução de alta disponibilidade. Alta disponibilidade é um requerimento do negócio e não um desejo dos administradores de banco de dados ou analistas de suporte, que possuem visões diferentes com relação a um sistema:

·               Para um administrador de banco de dados, um sistema pode ser entendido como um conjunto de banco de dados;

·               Para um analista de sistemas, um sistema pode ser representado apenas pelo programa, sem menção ao banco de dados;

·               Para o usuário, um sistema pode ser o programa que ele utiliza na sua estação de trabalho, sem entender que este programa pode acessar servidores de aplicativos que por sua vez acessam servidores de banco de dados.

 

Todo negócio possui sua necessidade com relação à alta disponibilidade, que por sua vez deve ser definida pelos usuários e gestores do negócio. No livro “SQL Server 2000 High Availiability” os autores Hirt, Cook, Tripp e MacBath definem alta disponibilidade na seguinte frase:

 

“... Disponibilidade é a quantidade de tempo no período de um ano em que um sistema está disponível para uso ...”.

 

O cálculo da disponibilidade deve ser feito a partir da visão do usuário pois foi ele quem definiu suas necessidades de uso e será ele o responsável por aceitar ou não a disponibilidade oferecida. A fórmula para cálculo do nível de disponibilidade leva em conta o tempo total que o sistema ficou indisponível durante um ano, e pode ser definida pela fórmula:

 

Disponibilidade  =      (Tempo Total – Downtime)

                               (Tempo Total)

                              

É importante lembrar que o cálculo deve considerar também as paradas programadas pois o sistema precisa “estar disponível” para que a parada programada seja consumada. Se há uma parada programada para a aplicação de um service pack, o hardware precisa estar funcionando (não é possível aplicar o service pack com o servidor desligado).

A fórmula do cálculo da disponibilidade introduz o conceito de “quantidade de noves” que um sistema possui. A quantidade de noves é utilizada para medir e comparar soluções de alta disponibilidade. A Tabela 1 apresenta a quantidade de noves e o tempo de parada (DownTime) em um ano.

 

tabela1.jpg 

Tabela 1. Disponibilidade medida em quantidade de noves.

 

"

A exibição deste artigo foi interrompida :(
Este post está disponível para assinantes MVP

 
Você precisa estar logado para dar um feedback. Clique aqui para efetuar o login
Receba nossas novidades
Ficou com alguma dúvida?