Artigo SQL Magazine 49 - Mecanismos de logs e auditoria em MySQL

Você precisa estar logado para dar um feedback. Clique aqui para efetuar o login
Para efetuar o download você precisa estar logado. Clique aqui para efetuar o login
Confirmar voto
0
 (0)  (0)

Artigo da revista SQL Magazine edição 49.

Esse artigo faz parte da revista SQL Magazine edição 49. Clique aqui para ler todos os artigos desta edição

Mecanismos de logs e auditoria em MySQL

 

Dentre as várias atividades desenvolvidas pelo administrador de banco de dados (DBA), uma das mais importantes é o diagnóstico de problemas de execução do SGBD, bem como o monitoramento das operações realizadas pelos usuários do banco.

O SBGD deve prover mecanismos que permitam aos DBAs auditar os comandos executados, a fim de diagnosticar eventuais exclusões e/ou alterações indevidas de dados. Além disto, para efeito de otimização e ajustes de parâmetros do sistema, é muito importante ter-se uma métrica clara de quais os comandos são submetidos ao banco. Desta forma, é possível atuar nas consultas mais complexas e mais freqüentes no intuito de reduzir o seu tempo de execução, eliminando assim os gargalos de desempenho.

O MySQL provê mecanismos para gravar as consultas em arquivos (log), permitindo assim a visualização de toda a atividade do servidor. Existem quatro arquivos de log no MySQL que armazenam informações variadas acerca da execução do SGBD.

Neste artigo, serão apresentados o log de erro, o query log, o slow log e o log binário. O objetivo é apresentar as funcionalidades de cada um destes logs, bem como apresentar uma configuração recomendada para os mesmos. Além disto, serão apresentados os métodos para ligar e desligar estes logs, possibilitando a utilização de um perfil mais adequado para cada tipo de aplicação.

Configurações iniciais dos arquivos de log

Até a versão 5.0 do MySQL, todos os logs são gravados em arquivos. Portanto, habilitar estes logs acarreta uma sobrecarga em termos de operações de I/O do sistema operacional, que são instruções em geral lentas. Além disto, há uma demanda por espaço em disco, uma vez que mais informações serão gravadas durante a execução do SGBD.

As configurações padrão do MySQL trazem todos os logs desabilitados para que o mesmo possa ser utilizado sem um consumo excessivo de disco. A exceção para isto é o log de erro, que estará sempre habilitado e não há como mudar este comportamento, pois este log é de extrema importância para a detecção de falhas do sistema, conforme descrito na seção seguinte.

As configurações de log podem ser examinadas utilizando-se o comando SHOW VARIABLES, conforme ilustra a Listagem 1.

 

Listagem 1. Visualizando as configurações de log do MySQL.

mysql> SHOW VARIABLES LIKE "log%";

+---------------------------------+-------+

| Variable_name                   | Value |

+---------------------------------+-------+

| log                             | OFF   |

| log_bin                         | OFF   |

| log_bin_trust_function_creators | OFF   |

| log_error                       |       |

| log_queries_not_using_indexes   | OFF   |

| log_slave_updates               | OFF   |

| log_slow_queries                | OFF   |

| log_warnings                    | 1     |

+---------------------------------+-------+

8 rows in set (0.00 sec)

 

A partir da análise da Listagem 1 percebe-se que todos os logs estão desligados, com exceção do log de erro. Neste caso, o MySQL sempre apresenta o campo vazio ao lado da variável log_error, mas isto não significa que o mesmo está desligado.

Vale ressaltar que por padrão o MySQL armazena todos os arquivos de log dentro do diretório de dados do sistema. No processo de configuração dos logs pode-se indicar onde estes arquivos serão gerados, possibilitando assim organizá-los de forma mais adequada às configurações de discos do seu sistema.

Nas seções seguintes serão descritos cada um destes arquivos de log, salientando as suas características e descrevendo todas as suas propriedades.

"

A exibição deste artigo foi interrompida :(
Este post está disponível para assinantes MVP

 
Você precisa estar logado para dar um feedback. Clique aqui para efetuar o login
Receba nossas novidades
Ficou com alguma dúvida?