Artigo WebMobile 07 - Joomla! Um gerenciador de conteúdos amigável

Você precisa estar logado para dar um feedback. Clique aqui para efetuar o login
Para efetuar o download você precisa estar logado. Clique aqui para efetuar o login
Confirmar voto
0
 (1)  (0)

Este artigo objetiva apresentar em mais detalhes o processo de instalação, configuração e utilização do Joomla.

Esse artigo faz parte da revista WebMobile Edição 07. Clique aqui para ler todos os artigos desta edição

 

wm07_capa.JPG

 

Joomla!

Um gerenciador de conteúdos amigável

Desenvolver um grande portal de informações na web de forma convencional necessita normalmente de uma equipe composta por pessoas com conhecimento em diversas áreas como em desenvolvimento de sistemas web, administração de banco de dados e web design.

Além disso, a criação e a manutenção de um portal exige dois tipos de esforços. O primeiro é o esforço necessário para as atividades de criação do portal, como a definição de toda infra-estrutura inicial e a implementação das funcionalidades básicas. Essas atividades exigem uma grande carga de trabalho, mas são atividades que possuem uma data certa para acabar: a inauguração do portal.

O segundo esforço é a manutenção do conteúdo e a criação de funcionalidades adicionais para deixar o portal mais atrativo e que permita evoluir seus serviços de acordo com as necessidades dos usuários que o acessam. A principal característica desse conjunto de tarefas é que elas devem ser realizadas de forma contínua, ou seja, enquanto o portal for disponibilizado na web.

Como se pode ver, a carga de trabalho é muito grande sem dizer que além de desenvolver funcionalidades para o usuário do portal, os desenvolvedores devem desenvolver também funcionalidades que auxiliem o administrador na manutenção do portal.

Visto essas dificuldades, o uso de CMS (Content Menagement System - Sistema de Gerenciamento de  Conteúdo) está se tornando cada vez mais comum devido às facilidades que ele oferece para esse tipo de negócio.

Existem inúmeros CMSs disponíveis, contudo as funcionalidades que alguns oferecem para a sua administração se tornam muitas vezes tão complexas e trabalhosas quanto seria o desenvolvimento do sistema a partir do zero.

Contudo, em meio à enorme quantidade de CMSs (478 atualmente citados no CMS Matrix, vide referências), alguns procuram ser práticos para o desenvolvedor e para o administrador, como o Joomla!.

Esse CMS oferece diversas facilidades de gerenciamento e recursos que podem ser personalizados através da instalação de diversos componentes que podem ser facilmente encontrados na grande comunidade que se desenvolveu em torno dele.

Este artigo objetiva apresentar em mais detalhes o processo de instalação, configuração e utilização do Joomla!. Além disso, será discutido o papel da comunidade de desenvolvedores que apóiam esse CMS através do desenvolvimento de componentes e outros adendos e que são disponibilizados na maioria das vezes de forma open source permitindo assim criar portais com funcionalidades bem interessantes e com baixo custo.

CMS

Sistemas de gerenciamento de conteúdo (CMS) são sistemas utilizados principalmente para criar portais de informação na web. Eles possuem como principal característica um elevado grau de customização. O objetivo de um CMS é o de estruturar e facilitar a criação, administração, distribuição, publicação e a disponibilidade da informação.

Como o seu nome identifica, um CMS é responsável por gerenciar conteúdos e serviços disponibilizados em um portal.

Um conteúdo é todo tipo de informação que pode ser disponibilizada. Essas informações variam desde um texto simples a notícias que possuem uma data de validade e informações de usuários, por exemplo. Esses conteúdos podem ser criados pelos administradores do portal, por usuários que possuem privilégios especiais ou então por usuários que publicam comentários ou algo parecido. Um CMS deve então fornecer mecanismos que permitam a fácil gerencia dessas informações.

Além disso, devido aos diferenciados perfis dos usuários de um portal, novos serviços ou então serviços específicos devem ser criados para que o portal seja atrativo e continue fazendo com que as pessoas retornem. Idealmente, um CMS deve permitir a criação de serviços de forma fácil, visando diminuir o esforço necessário para desenvolver um novo serviço. Além disso, a maioria dos CMS possui grandes comunidades que os apóiam através da disponibilização de componentes e outros adendos com diferentes fins para que sejam instaladas no CMS."

A exibição deste artigo foi interrompida :(
Este post está disponível para assinantes MVP

 
Você precisa estar logado para dar um feedback. Clique aqui para efetuar o login
Receba nossas novidades
Ficou com alguma dúvida?