Artigo WebMobile 24 - Mini-curso de Ruby on Rails - Parte 5

Você precisa estar logado para dar um feedback. Clique aqui para efetuar o login
Para efetuar o download você precisa estar logado. Clique aqui para efetuar o login
Confirmar voto
0
 (0)  (0)

Neste artigo veremos como melhorar o desenvolvimento do nosso aplicativo conhecendo boas práticas de programação e compreendendo melhor o modelo MVC.

 

Esse artigo faz parte da revista WebMobile edição 24. Clique aqui para ler todos os artigos desta edição

 

imagem_pdf.jpg

Mini-curso de Ruby on Rails – Parte 5

Aperfeiçoando nosso controller, criando um método de busca e utilizando a paginação

 

 

De que se trata o artigo:

Neste artigo veremos como melhorar o desenvolvimento do nosso aplicativo conhecendo boas práticas de programação e compreendendo melhor o modelo MVC. Em seguida mostraremos como fazer uma busca e como utilizar a paginação de resultados, através de bibliotecas externas.

 

Para que serve:

Adotar boas práticas de programação oferece ao desenvolvedor segurança de aproveitar ao máximo a ferramenta escolhida. Além disso, utilizar as bibliotecas que a ferramenta possui proporciona agilidade e facilidade de manutenção.

 

Em que situação o tema útil:

A utilização das técnicas e ferramentas descritas no artigo dessa edição evita desperdícios de tempo e esforço, onde o desenvolvedor não precisará reinventar a roda a cada projeto.

 

 

Nos artigos anteriores, vimos como criar nossos posts e já temos o básico das tarefas CRUD (Create, Read, Update e Delete ou em português, criar, ler, atualizar e deletar). Vimos também como criar os comentários no nosso primeiro relacionamento entre tabelas. Vimos também como trabalhar com RSS, datas e os novos recursos de internacionalização do Rails – esse que ainda promete algumas mudanças no futuro. No artigo dessa edição veremos algumas boas práticas de programação, como criar um método para busca e como utilizar a paginação.

Controller magro, Model gordo

         O framework MVC divide o aplicativo em três camadas: model, view e controller. Como vimos no artigo inicial, o controller é responsável por processar eventos e invocar alterações no model, essa que é a camada que adiciona sentido a dados crus e responde pela lógica das informações, como por exemplo, calcular uma operação ou validar determinada informação. A view, da qual não resta dúvida, é a responsável por gerar a interface com o usuário e exibir as operações processadas pelo controller e modificadas pelo model. Não existem dúvidas que não devemos usar a view para processamento de código. O que muitos programadores confundem sobre regras de negócio é onde fazê-las. Usando Rails, provavelmente você dificilmente verá algo semelhante ao código da Listagem 1.

 

Listagem 1. Exemplo fictício de um método create

 1.  def create

 2.    @post = Post.new(params[:post])

 3.

 4.    if !@post.title

 5.       flash[:notice] = "O título do post não pode ser vazio"

 6.    elsif !@post.body

 7.       flash[:notice] = "O texto do post não pode ser vazio"

 8.    else

"

A exibição deste artigo foi interrompida :(
Este post está disponível para assinantes MVP

 
Você precisa estar logado para dar um feedback. Clique aqui para efetuar o login
Receba nossas novidades
Ficou com alguma dúvida?