Artigo WebMobile 27 - Gráficos no ASP.NET 4.0

Você precisa estar logado para dar um feedback. Clique aqui para efetuar o login
Para efetuar o download você precisa estar logado. Clique aqui para efetuar o login
Confirmar voto
0
 (0)  (0)

Conheça o novo controle Chart.

Atenção: esse artigo tem um vídeo complementar. Clique e assista!

[lead]Do que trata o artigo

O Chart é o novo controle introduzido no ASP.NET 4.0 usado pelo Visual Studio 2010. O artigo mostra como usar o controle para gerar gráficos para Web, de uma forma simples e produtiva.

Para que serve

O uso de gráficos é sem dúvida a forma mais fácil de se tirar conclusões, pois rapidamente podemos analisar um gráfico e tomar uma decisão, se compararmos por exemplo ao uso e análise de dados em tabelas ou relatórios em papel.

Em que situação o tema é útil

O Chart pode ser usado em aplicativos comerciais, em Web Sites que precisam apresentar estatísticas, totais agrupados, sistemas de pesquisas, controles de estoque, vendas, escolas, vestibulares, enfim, a possibilidade de se usar gráficos é imensa.

Resumo do DevMan

Este artigo apresenta o novo controle Chart do ASP.NET 4.0. Para estudá-lo, vamos usar dados reais baseados nas estatísticas da Gripe A no Brasil, para gerar relatórios gráficos. Vamos usar tecnologias interessantes para isso, como Generics, AJAX e LINQ. [/lead]

Uma imagem vale mais do que mil palavras. Para gráficos então, isso é mais do que um ditado, é uma comprovação real. É muito simples olhar, por exemplo, um gráfico de pizza e notar que quase metade dos casos confirmados de Gripe A no Brasil está concentrado no estado de São Paulo. Pesquisas eleitorais, queda ou subida do dólar, indicadores da bolsa de valores, estatísticas de acesso a um site por horário (picos, número de acessos por dia, duração dos acessos, etc), são típicos casos em que um gráfico é a solução mais simples e rápida para fazer o usuário tirar suas conclusões, ou tomar decisões importantes. Uma empresa, analisando gráficos, pode decidir em que área vale a pena investir novos recursos durante a crise mundial para contornar possíveis prejuízos.

Enfim, o Excel já permite isso há anos. O que não era possível, pelo menos usando componentes nativos do .NET Framework, era criar gráficos na Web com o ASP.NET.

Na plataforma .net, principalmente no ASP.NET, desde suas primeiras versões (ASP.NET 1.1 e 2.0), nós temos algumas possibilidades para a construção de gráficos. Podemos fazer gráficos de barra simples, utilizando HTML básico. Basta manipular algumas tabelas, ligando a altura (ou largura) em pixels, com um valor tabulado que precisa ser representado no gráfico. Não é a solução mais elegante, mas já dá uma visão gráfica de uma determinada situação.

Para soluções mais avançadas, onde precisamos de gráficos mais modernos e elaborados, nós temos duas saídas. A primeira seria criar o nosso próprio engine de gráficos, que através de um conjunto de dados e parametros deve criar a imagem que irá representar o gráfico. Essa imagem é então renderizada no página Web da nossa aplicação. Não é uma tarefa trivial e muito menos simples, exigindo um trabalho que na maioria dos casos não compensa o esforço.

A segunda saída, e a mais utilizada até então, é a adoção de ferramentas de terceiros, que entre outras coisas oferecem soluções para a construção de gráficos. Entre elas podemos citar o DevExpress (www.devexpress.com), Telerik (www.telerik.com), o famoso Dundas (www.dundas.com), e diversos outros que encontramos por aí. O grande problema que temos na adoção de ferramentas de terceiros, está relacionado ao preço destes componentes, que muitas vezes inviabilizam o projeto original.

Agora, a partir do Visual Studio 2010 e ASP.NET 4.0, temos um novo controle chamado Chart, que será estudo neste artigo. Ele é totalmente personalizável, existem dezenas de propriedades que permitem configurar sua aparência, cores, layout, estilos, gradientes, painéis, legendas etc. Basta você observar algumas de suas propriedades na janela de propriedades, alterar e observar o resultado. Isso é muito simples. O que vou mostrar aqui é como trabalhar com o Chart com dados, usando técnicas interessantes mescladas ao exemplo, como Generics, AJAX, OO, JavaScript, Web Services e finalmente LINQ. Não vou me deter na configuração de sua aparência, como comentei, isso pode ser feito facilmente mesmo em tempo de design. Vamos nos deter nos fundamentos.

"

A exibição deste artigo foi interrompida :(
Este post está disponível para assinantes MVP

 
Você precisa estar logado para dar um feedback. Clique aqui para efetuar o login
Receba nossas novidades
Ficou com alguma dúvida?