Artigo WebMobile 29 - Java Server Faces, RichFaces e JBoss

Você precisa estar logado para dar um feedback. Clique aqui para efetuar o login
Para efetuar o download você precisa estar logado. Clique aqui para efetuar o login
Confirmar voto
0
 (1)  (0)

O artigo tem o objetivo de apresentar o framework Rich Faces, procedimentos de configuração e alguns de seus componentes visuais para criar interfaces de aplicações Web no padrão Web 2.0

Atenção: esse artigo tem um vídeo complementar. Clique e assista!

[lead]De que trata o artigo:

O artigo tem o objetivo de apresentar o framework Rich Faces, procedimentos de configuração e alguns de seus componentes visuais para criar interfaces de aplicações Web no padrão Web 2.0

Para que serve:

O tema é voltado para apresentar o Rich Faces e oferecer mais uma solução Java para desenvolvimento de interfaces web com recursos visuais nos moldes da Web 2.0.

Em que situação o tema é útil:

O tema é útil pra profissionais e estudantes de análise de sistemas e Engenharia de software que buscam adquirir conhecimento no desenvolvimento de interfaces Web utilizando a tecnologia Java e integrar com outros recursos como folhas de estilo e Java Script.[/lead]

Para a grande maioria dos desenvolvedores Java, sempre foi um desafio criar aplicação Web quando sua responsabilidade também é criar a interface “Homem/Máquina” amigável e compatível com os padrões visuais freqüentemente encontrados na Web.

O desafio encontrado nesta empreitada é obrigar, muita das vezes, o desenvolvedor a conhecer profundamente recursos como folhas de estilo e Java Script, por exemplo, sem tocar no assunto do velho problema de compatibilidade dos browsers com alguns recursos da camada de apresentação!

Esta tarefa tornou-se um pouco menos “assustadora” quando começaram a surgir frameworks que ofereciam a facilidade de criar estas interfaces amigáveis mesclando o Java com estes outros recursos.

O Java Server Faces – JSF - foi um grande aliado neste início, onde foi permitido criar interfaces Web através de taglibs em páginas JSP.

Com o passar do tempo, somente a utilização do JSF não era tão interessante do ponto de vista visual, onde basicamente, seus componentes tinham a mesma aparência de componentes HTMLs comuns; a não ser quando mesclados com folhas de estilo (onde o trabalho “artístico” de criação de interfaces podia ser compartilhado com profissionais da área de designer web).

Mediante esta necessidade, surgiu o framework Rich Faces com o intuito de reduzir a necessidade dos desenvolvedores Java de se preocuparem com questões visuais, pois os componentes do Rich Faces, através de seus Skins, já são capazes de fazer isso de um forma bem mais simples para o desenvolvedor Java.

O Rich Faces reuni características suficientes para oferecer facilidade e rapidez na criação de componentes visuais, ainda utilizando os recursos através de taglibs, mas oferecendo, por padrão, uma apresentação visual agradável e disponibilizando utilização transparente de recursos dinâmicos, como o DHTML (HTML Dinâmico), Java Script, CSS e principalmente o Ajax.

No decorrer deste artigo, será apresentado como configurar o framework Rich Faces no JBoss e apresentar os seus principais recursos visuais disponíveis para apresentação de interfaces Web no modelo Web 2.0.

[subtitulo]O que é o Rich Faces? Quais são os seus recursos?[/subtitulo]

O Rich Faces é um framework open source para desenvolvimento de interfaces Web ricas em recursos visuais, aproveitando todas as características oferecidas pela arquitetura do Java Server Faces, incluindo seu ciclo de vida, recursos de validações, gerenciamento estático e dinâmico de seus componentes etc.

Por ser um framework que preza pelo padrão W3C, a apresentação de seus componentes é suportada pela maioria dos browsers utilizados atualmente, como: Internet Explorer, FireFox, Google Chrome, Safari, Opera etc.

Um dos grandes recursos oferecidos pelo framework é a utilização de chamadas assíncronas com Ajax embutido em seus componentes. Os recursos disponíveis com a utilização do Ajax são disponibilizados na taglig a4j:.

O esquema de cores apresentados pelos componentes do Rich Faces é disponibilizado pelo uso de Skins, onde já existem dezenas de Skins implementados e prontos para utilização. Os componentes visuais do Rich Faces estão associados à taglig rich:.

É importante saber que a utilização do Rich Faces deve ser integrada com alguma implementação JSF, fazendo uso das taglibs HTML e Core (taglibs de validações, conversões etc).

Outro importante recurso disponibilizado pelo Rich Faces é o CDK (Componente Development Kit), que permite o desenvolvimento de novos componentes de forma isolada, ou seja, o desenvolvimento de um novo componente não impacta diretamente num componente já criado, pois com o CDK a criação de novos recursos é realizada com o uso de templates.

A implementação destes novos recursos para o Rich Faces não é o foco do artigo, mas é um assunto que merece ser pesquisado! Para maiores informações sobre o tema, é possível encontrar um bom material no próprio site do Rich Faces (http://docs.jboss.org/richfaces/latest_3_3_X/en/cdkguide/pdf/CDK_Developer_Guide.pdf)

"

A exibição deste artigo foi interrompida :(
Este post está disponível para assinantes MVP

 
Você precisa estar logado para dar um feedback. Clique aqui para efetuar o login
Receba nossas novidades
Ficou com alguma dúvida?