DevMedia
Você precisa estar logado para dar um feedback. Clique aqui para efetuar o login
Para efetuar o download você precisa estar logado. Clique aqui para efetuar o login
Este é um post disponível para assinantes MVP
Este post também está disponível para assinantes da Java Magazine DIGITAL
ou para quem possui Créditos DevMedia.

Clique aqui para saber como acessar este post

1) Torne-se um assinante MVP e por apenas R$ 69,90 por mês você terá acesso completo a todos os posts. Assinar MVP

2) Adquira Créditos: comprando R$ 180,00 em créditos esse post custará R$ 1,20. Comprar Créditos

Java Magazine 103 - Índice

Coding Dojo - Revista Java Magazine 103

Conceitos teóricos e práticos para a criação de um ambiente propício para que ideias, conhecimentos e experiências possam ser compartilhados e assimilados por uma equipe de desenvolvedores de software.

[fechar]

Você não gostou da qualidade deste conteúdo?

(opcional) Você poderia comentar o que não lhe agradou?

Confirmo meu voto negativo
Profissionais que atuam com desenvolvimento de sistemas de informação, sejam eles gerentes, analistas, programadores, testadores, patrocinadores, clientes ou usuários finais, sabem da importância em se criar um produto que atenda plenamente às necessidades que lhe deram origem. Dentre estes profissionais, os programadores ou desenvolvedores de software têm um papel de destaque no processo, sendo muitas vezes reconhecidos como verdadeiros artistas, já que precisam aplicar seu conhecimento teórico alinhado com as melhores práticas de forma criativa, articulando as estratégias mais adequadas para a resolução de problemas.

Para que o código do produto de software possua uma boa qualidade, os desenvolvedores aplicam simultaneamente seu conhecimento técnico teórico, sua experiência profissional, além de um toque de criatividade na busca pela melhor solução possível. O conhecimento técnico teórico é adquirido pelo estudo científico e a experiência através da prática de seu trabalho, enquanto a criatividade pode ser desenvolvida por meio de exercício artístico com experimentações, reflexões e adaptações, relacionando de diferentes maneiras a teoria com a prática. Estas três características: teórica, prática e criativa, são essenciais para diversos tipos de profissionais, mas em especial para os programadores de software, que precisam construir soluções eficientes, normalmente em prazos curtos e que ainda possam ser mantidas e evoluídas por outros desenvolvedores. Isso exige dos programadores um bom conhecimento das linguagens e ferramentas, experiência prática e criatividade artística para utilizá-las da melhor forma possível.

Entretanto, os programadores muitas vezes são levados a adquirir e desenvolver suas competências diretamente em seu trabalho diário. Isso pode aumentar os riscos de um projeto de software, pois tais profissionais raramente têm oportunidade de aprender, praticar ou experimentar diferentes conceitos de forma adequada. Foi para suprir esta necessidade que surgiu o conceito de Coding Dojo, um ambiente propício para a aprendizagem e aprimoramento das competências técnicas, práticas e criativas dos desenvolvedores. Estes encontros, realizados em um ambiente seguro, não competitivo, agradável e social, leva o profissional, experiente ou não, a se desenvolver e consequentemente fazer seu trabalho cada vez melhor.


A prática leva à perfeição
Os artistas marciais, independentemente de seu estilo, praticam sua arte constantemente buscando aprimorá-la através de treinos disciplinados e ao mesmo tempo criativos, muitas vezes com outros artistas. Para eles, é muito importante exercitar em treinos regulares, para que quando for necessária a sua aplicação prática, ou seja, lutar, sua técnica possa estar realmente adequada para que ele resolva a questão, que neste caso é ganhar a luta!

Alguns praticantes de artes marciais já nascem com certo talento para este tipo de atividade, porém o desenvolvimento de suas habilidades por meio da melhoria a cada passo, leva estes artistas a atingir um nível de excelência em seu estilo, sendo considerados mestres. Mesmo aqueles outros que não possuem o talento nato, mas procuram aprimorar suas habilidades técnicas e adquirir novos conhecimentos através de treinos, podem até chegar ao nível dos demais mestres com aptidão nata.
"

A exibição deste artigo foi interrompida

Este post está disponível para assinantes MVP.



Atua como professor de pós-graduação no SENAC São Paulo e como analista de requisitos na Matera Systems. Realiza pesquisas nas áreas de tecnologia, arte e educação e é autor de artigos técnicos e palestrante na área. Possui formaç [...]

O que você achou deste post?
Publicidade
Serviços

Mais posts