Componente cxGrid da DevExpress - Revista Clube Delphi Magazine 147

Você precisa estar logado para dar um feedback. Clique aqui para efetuar o login
Para efetuar o download você precisa estar logado. Clique aqui para efetuar o login
Confirmar voto
0
 (11)  (0)

O objetivo do artigo é demonstrar o quanto é fácil criar aplicações com recursos visuais diferenciados sem que para isso seja necessário desprender um grande esforço.

Artigo do tipo Tutorial
Recursos especiais neste artigo:
Contém nota Quickupdate.
Componente cxGrid da DevExpress
Exibir um grande volume de dados de forma organizada visualmente pode não ser uma tarefa tão simples, o que pode fazer com que haja a necessidade de inserir vários componentes ou criar recursos mais complexos, na qual exige um trabalho maior para manter a tela limpa e organizada. O objetivo do artigo é ilustrar o componente cxGrid da suíte DevExpress, demonstrando o quão simples pode ser criar telas extremamente ricas em detalhes visuais, exigindo apenas configurações.


Em que situação o tema é útil
O tema é útil na elaboração de recursos de consultas avançadas, permitindo a criação de telas complexas com grande quantidade de informações, já que a suíte DevExpress conta com uma gama de recursos interessantes e autoconfiguráveis, minimizando a necessidade de codificação por parte do desenvolvedor. Agregar recursos em sistemas visto que os componentes podem ser aplicados tanto em aplicações prontas quanto em desenvolvimento.

Em se tratando de informações, o Delphi sempre contou com ótimos componentes na VCL para visualização e manipulação de dados de uma forma interessante, e mesmo quando se faz necessário adicionar um recurso diferente, a customização é uma tarefa bem simples. Entre os componentes que tratam a visualização de dados podemos destacar o DBGrid que apresenta o formato linhas e colunas e o DBCtrlGrid, que permite uma visualização sofisticada a partir de um container de outros componentes (como Labels, Edits, DBTexts, DBEdits entre outros). No entanto, com o avanço tecnológico ocorrendo cada vez de forma mais agressiva, os usuários naturalmente estão se tornando cada vez mais exigentes, conhecendo novos recursos, exigindo novidades e isto é claro, faz com que cada vez haja a necessidade de se criar novas maneiras de atendam este grupo de usuários “avançados” em particular.

Um grande exemplo desta característica pode ser notada claramente nos níveis hierárquicos mais altos onde um gerente administrativo ou diretor passa horas analisando informações por meio de relatórios, gráficos, sempre com grandes quantidades de dados em tela, consultas avançadas/detalhadas, recursos de BI (ver nota do DevMan 1) entre uma série de outros exemplos. Com isso, dependendo da situação (e do que o seu usuário deseja), nem sempre adequar seu Software a estes requisitos será uma tarefa fácil.

Nota do DevMan 1
BI (Business Intelligence) ou inteligência de negócios, como o próprio nome sugere, refere-se a um processo de tratamento de informações direcionadas ao ambiente de negócios. Com isso, são realizadas estratégias de coleta e organização dos dados para a obtenção de elementos de vantagem competitiva de mercado. Alguns casos de obtenção de informação estratégica que é resultante do BI pode ser, por exemplo, a quantidade de vendas de um determinado tipo de produto em uma determinada região, com isso, pode-se avaliar se este produto está sendo vendido da forma correta naquela região escolhida, qual seu público alvo e até mesmo questões que vão além do desenvolvimento, como estratégias de marketing complementar.

Existem ferramentas exclusivas para a realização desta tarefa, além de recursos de bancos de dados que dispõem destas características (como o Oracle, por exemplo). Entre elas podemos citar os famosos cubos de decisão (componente do Delphi), FastCube (componente produzido pela empresa que criou o gerador de relatório FastReport), ou mesmo o próprio cxGrid, componente apresentado neste artigo, que possui uma série de recursos estratégicos.

Pensando em detalhes como estes, o objetivo deste artigo é demonstrar através de uma forma prática, o quão simples pode ser utilizar impressionantes recursos visuais para agregar valor à sua aplicação e conquistar o seu cliente com um nível de informações extremamente rico e customizável. Sendo assim, apresentaremos neste artigo o cxGrid da suíte de componentes da DevExpress.

Durante o desenvolvimento de nosso exemplo, veremos como esta tarefa de customização dispensa codificações, fazendo que todo o processo concentre-se principalmente em configurações da Grid e de recursos à parte. Abordaremos as partes de configuração, gráficos, impressão dinâmica e automática, agrupamento, ordenação, estilo, seleção de colunas entre outras.

Porque utilizar a suíte DevExpress?

Ao utilizar os componentes da suíte, pode-se notar uma grande diferença em relação aos componentes nativos da VCL. O grande diferencial da suíte neste caso é sua quantidade de recursos, que permite a construção de aplicações de porte mais simples até as mais complexas. A DevExpress detentora da suíte, disponibiliza estes componentes desde as versões mais antigas do Delphi, deste modo, é possível realizar praticamente todos os recursos vistos aqui no seu Delphi 7, por exemplo. Vale lembrar que a suíte de componentes da DevExpress, diversas vezes ganhou prêmios como melhor suíte de componentes, como pode ser visto na própria página da empresa.

Além do Delphi, ainda contam com o desenvolvimento de componentes para .NET, neste caso, englobando as tecnologias ASP.NET e Silverlight, valendo a pena conferir.

Caso você tenha interesse em adquirir apenas o cxGrid e não toda a suíte completa, é possível comprar apenas os componentes que você desejar.

Suítes de componentes similares

Embora não sejam exatamente iguais e nem possuam todos os recursos da suíte de componentes da DevExpress,podemos destacar várias outras suítes de componentes que podem dar uma “turbinada” no desenvolvimento Delphi. Entre elas podemos destacar a antiga RxLib (compatível até hoje com as versões mais novas), a suíte JEDI (substituta do RxLib) e a suíte de componentes da TMS, que possui recursos extremamente interessantes. Vale lembrar que a RxLib e a JEDI são projetos OpenSource, enquanto as bibliotecas DevExpress e TMS são pagas.

"

A exibição deste artigo foi interrompida :(
Este post está disponível para assinantes MVP

 
Você precisa estar logado para dar um feedback. Clique aqui para efetuar o login
Receba nossas novidades
Ficou com alguma dúvida?