DevMedia
Você precisa estar logado para dar um feedback. Clique aqui para efetuar o login
Para efetuar o download você precisa estar logado. Clique aqui para efetuar o login

Configurando a Rede e o Servidor DHCP - LTSP (Terminais Leves) - Parte 2

LTSP é o popular sistema de terminais remotos, que permitem reduzir os custos e sim-plificar a administração de redes ou laboratórios, transformando os clientes em terminais leves. Neste artigo veremos como configurar a Rede e o servidor DHCP

[fechar]

Você não gostou da qualidade deste conteúdo?

(opcional) Você poderia comentar o que não lhe agradou?

Confirmo meu voto negativo
Neste artigo veremos como configurar a rede e o servidor DHCP para funcionar na placa de rede eth0

2º Passo: configurar a rede.


Com os pacotes instalados vamos configurar primeiramente as interfaces de rede:


$sudo gedit /etc/network/interfaces



Abaixo segue um arquivo exemplo (modifique conforme sua necessidade).

##INICIO DO ARQUIVO####

auto lo

iface lo inet loopback

#NÃO ALTERE AS LINHAS ACIMA - Esses são os endereços de loopback do seu PC

 

auto eth0

allow-hotplug eth0

iface eth0 inet static

    address 192.168.1.1

    netmask 255.255.255.0

    network 192.168.1.0

    broadcast 192.168.1.255

##FIM DO ARQUIVO####



Explicando:

auto eth0: serve para dizer que quando reiniciarmos a rede com o comando /etc/init.d/networking restart, essa interface também será reiniciada.

allow-hotplug: reinicia a rede quando o cabo Lan for conectado.

iface eth0 inet static : diz que a placa de rede terá um endereço Ip estático.

iface eth0 inet dhcp: diz que a placa de rede receberá um endereço Ip via servidor DHCP.

Lembrando que eth0 é a primeira placa de rede com fio, eth1 a segunda placa de rede com fio.

Obs1:

O arquivo abaixo é ditado automaticamente caso você receba o endereço do servidor DNS por DHCP.

Para configurar o nosso servidor DNS edite o seguinte arquivo com o comado:


$sudo gedit /etc/resolv.conf



Ficando o arquivo desta forma:


####################################################
# Generated by NetworkManager
# DNS 1
nameserver 200.204.0.10
# DNS 2
nameserver 200.204.0.138
#################################################



Obs2:

O arquivo /etc/network/interfaces diz as configurações gerais de cada interface de rede. Já o arquivo /etc/resolv.conf, diz qual será o nosso servidor DNS.

Após executar o comando para reiniciar as interfaces para que a configurações entrem em vigor.


$sudo /etc/init.d/networking restart



Depois verifique se está tudo certo com o comando:


$ifconfig



3º Passo: configurar o servidor DHCP

Estando tudo certo prosseguiremos com a configuração do servidor DHCP, alterando o arquivo dhcpd.conf com o comando:


$sudo gedit /etc/ltsp/dhcpd.conf



Logo abaixo o arquivo de exemplo (altere conforme sua necessidade).



##INICIO DO ARQUIVO###

authoritative;

 

subnet 192.168.1.0 netmask 255.255.255.0 {

    range 192.168.1.20 192.168.1.250;

    option domain-name "LTSP";

    option domain-name-servers 200.204.0.10, 192.168.1.1;

    option broadcast-address 192.168.1.255;

    option routers 192.168.1.1;

#    next-server 192.168.1.1;

#    get-lease-hostnames true;

    option subnet-mask 255.255.255.0;

    option root-path "/opt/ltsp/i386";

    if substring( option vendor-class-identifier, 0, 9 ) = "PXEClient" {

        filename "/ltsp/i386/pxelinux.0";

    } else {

        filename "/ltsp/i386/nbi.img";

    }

}

##FIM DO ARQUIVO###



Explicando:

authoritative: será usada para que o DHCP server tenha prioridade caso tenha outro servidor DHCP na rede.
Obs3:

As duas primeiras linhas devem existir por padrão para o funcionamento do DHCP.

default-lease-time: controla o tempo de renovação dos endereços IP. O "600" indica que o servidor verifica a cada dez minutos se as estações ainda estão ativas. Se você tiver mais endereços IP do que máquinas, os endereços IP das estações raramente vão precisar mudar.

max-lease-time: será usado no caso de uma rede congestionada, determinando o tempo máximo que uma estação pode usar um determinado endereço IP.

subnet e netmask: será a rede a qual se aplicará as configurações.

range:determina a faixa de endereços IP que será usada pelo servidor (no nosso caso 192.168.1.20 até 192.168.1.250).

Obs4:

A placa de rede do servidor que vai servir os endereços Ip deve estar na mesma faixa das outras maquinas. Notem que no caso acima a placa está configurada para o endereço 192.168.1.1

Salve o arquivo e em seguida e informe ao dhcp-server em qual interface de rede vai responder/escutar os pedidos de conexão.


$sudo gedit /etc/default/dhcp3-server



Se estiver usando a primeira placa de rede o arquivo deverá ficar como o que se segue abaixo:



##INICIO DO ARQUIVO###

# On what interfaces should the DHCP server (dhcpd) serve DHCP requests?

#       Separate multiple interfaces with spaces, e.g. "eth0 eth1".

INTERFACES="eth0"

##FIM DO ARQUIVO###



No caso está eth0 pois usaremos esta interface.

Agora iremos reiniciar o servidor DHCP para que as configurações entrem em vigor.


$sudo /etc/init.d/dhcp3-server restart



No próximo artigo veremos como configurar os demais pacotes.
O que você achou deste post?
Conhece a assinatura MVP?
Publicidade
Serviços

Mais posts