Configurando os Serviços e Conexões do Microsoft SQL Server 2005 – Parte I

Você precisa estar logado para dar um feedback. Clique aqui para efetuar o login
Para efetuar o download você precisa estar logado. Clique aqui para efetuar o login
Confirmar voto
0
 (4)  (0)

Aprenda como configurar as conexões e serviços do SQL Server 2005, através do SQL Server Configuration Manager.



Herleson Paiva Pontes

Uma das tarefas rotineiras de um Administrador de Banco de Dados é configurar o SQL Server, estabelecendo os serviços disponíveis, formas de conexão ao servidor e recursos disponíveis para as instâncias instaladas. Em versões anteriores, realizar este trabalho consumia muito tempo, principalmente em ambientes distribuídos ou com vários servidores distribuídos pela
rede.

Pensando em agilizar o trabalho dos DBAs, o Microsoft SQL Server 2005 vem com duas ferramentas que permitem a configuração dos serviços, conexões e recursos de instâncias: o SQL Server Configuration Manager e o SQL Server Surface Area Configuration.

Estas ferramentas oferecem ao Administrador o poder de realizar todas essas configurações
em instâncias locais e remotas, de forma simples e eficiente.

Neste artigo, apresentaremos como configurar os serviços e conexões de instâncias do SQL Server 2005 utilizando o SQL Server Configuration Manager. Este artigo é o primeiro de uma série de dois, que mostra como realizar a configuração inicial dos serviços e conexões do SQL Server 2005.

Para este artigo, utilizaremos o SQL Server 2005 Evaluation Edition, disponíveis para download no site da Microsoft:
http://www.microsoft.com/sql/default.mspx.

Configurando Serviços e Rede com o Configuration Manager

O SQL Server Configuration Manager é o utilitário baseado no sistema de console (snap-in) responsável por gerenciar os serviços relacionados às instâncias locais do SQL Server e os protocolos de conexões permitidos. Esta ferramenta está localizada no grupo Configuration Tools, presente na pasta Microsoft SQL Server 2005 do menu iniciar. Ao executá-lo, é exibida uma janela semelhante à Figura 1.

sql-12-05-2008pic01.JPG 

Figura 1. SQL Server Configuration Manager.

O Configuration Manager gerencia três características do servidor, que estão localizados no lado esquerdo da janela. Estas características são:

·         SQL Server 2005 Services: Este item é responsável por todos os serviços relacionados ao SQL Server. Nesta opção é possível iniciar, pausar, parar e reiniciar
um serviço, além de definir seu modo de inicialização (automática, manual ou desativada).

·         SQL Server 2005 Network Configuration: Esta opção permite ao Administrador configurar os protocolos de rede que o SQL Server irá aceitar. A versão 2005
suporta quatro protocolos: TCP/IP, Pipes Nomeados, VIA e Memória Compartilhada.

·         SQL Native Client Configuration: Define a ordem dos protocolos utilizados pelos clientes que acessam o SQL Server e a criação de Alias de conexões.

O primeiro passo ao configurar o servidor é definir como serão iniciados os serviços. Caso o
DBA tenha instalado todos os serviços disponíveis, o SQL Server 2005 trará 7 (sete) itens:

·         SQL Server 2005: Este é o principal serviço do SQL Server, sendo responsável por toda a gerência dos bancos de dados do servidor. O serviço SQL Server Agent depende deste serviço.

·         SQL Server Browser: Fornece informações sobre as instalações existentes do SQL Server em um servidor para aplicativos clientes, como o SQL Server Management Studio. Desta forma, o usuário consegue encontrar facilmente a instância que
deseja se conectar.

·         SQL Server Analysis Services: Serviço responsável pela análise de dados e a geração de informações que dão suporte a softwares de apoio a decisão. É a
principal ferramenta de Business Intelligence.

·         SQL Server Integration Services: Responsável pela importação, transformação e exportação de dados, através de pacotes customizáveis. Utilizando para integrar diferentes fontes de dados.

·         SQL Server Reporting Services: Fornece componentes para a criação de relatórios de dados relacionais e de análise. Este serviço precisa do IIS (Internet Information Services) para sua execução.

·         SQL Server FullText Search: Serviço responsável pela execução de buscas em
dados não estruturados (textos).

·         SQL Server Agent: Serviço de execução de tarefas agendadas e envio de alertas,
de acordo com o estado do banco e do servidor.

Para verificar o estado de cada um destes serviços e alterar suas propriedades, abra o item
SQL Server 2005 Services. O Configuration Manager exibirá uma tela idêntica a Figura 2. No exemplo da figura, todos os serviços estão ativados.

sql-12-05-2008pic02.JPG 

Figura 2. Serviços do SQL Server 2005.

Interessante notar que, ao lado do nome de alguns serviços do SQL Server, o nome da instância relacionada a este serviço é exibido. Caso você possua um servidor com diversas instâncias do SQL Server, os serviços farão referência à instância a qual eles pertencem. Serviços sem o nome da instância indicam que são comuns a todas as instalações do SQL Server no servidor, como é o caso do navegador (Browser) e do serviço de integração (Integration).

Para iniciar um serviço, clique com o botão direito em cima do nome e escolha a opção Start. Também é possível pausar, parar e acessar as propriedades de um serviço com o menu rápido.

Nas propriedades do serviço, a parte mais importante é a definição do modo de inicialização do serviço, na guia Serviço. Um serviço pode ser iniciado automaticamente (quando o servidor é ligado), manualmente (através de programas ou pelo próprio Configuration Manager) ou desativado (não é iniciado de nenhuma forma). A Figura 3 mostra a configuração do modo de inicialização do serviço SQL Server para Automático (Automatic).

sql-12-05-2008pic03.JPG 

Figura 3. Propriedades do serviço do SQL Server 2005.

Para nosso exemplo, todos os serviços devem está em execução e iniciarão automaticamente. Finalizada esta etapa, a próxima é definir as configurações de rede do nosso servidor de dados.

O item SQL Server Network Configuration permite ao Administrador configurar quais protocolos a instância utilizará. Ao expandir este item, o Configuration Manager exibirá os protocolos por instância presente no servidor.

Vale lembrar que a edição Express possui uma limitação de conexões de rede: são suportadas até 10 (dez) conexões simultâneas em uma instância Express. Acima deste valor, o SQL Server retornará um erro para os clientes que tentarem conexão.

No exemplo da Figura 4, temos duas instâncias do SQL Server 2005 (SQL1 e SQL2) instaladas no servidor.

sql-12-05-2008pic04.JPG 

Figura 4. Configuração de rede do SQL Server 2005.

Ao acessar o item Protocols for SQL1, são exibidos os protocolos disponíveis e os seus respectivos status. O SQL Server 2005 oferece suporte a quatro protocolos diferentes, que são:

·         Shared memory (Memória Compartilhada): Este protocolo permite que você se conecte a uma instância SQL Server presente localmente. Este protocolo não pode ser utilizado para acesso via rede.

·         Named Pipe (Pipes Nomeados): Esta opção permite acesso ao SQL Server através de diversos protocolos, como o NetBEUI e IPX/SPX. O protocolo é definido de acordo com as configurações do cliente que está acessando.

·         TCP/IP: Protocolo comumente usado para transmissão de dados em redes heterogenias (diversas arquiteturas), como a internet. Oferece padrões de roteamento de tráfego e configurações avançadas de segurança.

·         VIA (Virtual Interface Architecture): Protocolo específico para redes de sistema. Nesta rede, os dados trafegam em alta velocidade e são utilizadas para a comunicação entre servidores e/ou clusters. A edição Express não suporta este protocolo.

Uma característica importante do SQL Server 2005 Express é que esta edição vem com o suporte a conexões remotas desativado. Para ativar ou desativar um protocolo, clique com o botão direito no nome do protocolo e selecione a opção desejada.

Para o nosso exemplo, os protocolos TCP/IP e Shared Memory estarão habilitados. Os demais continuarão desabilitados.

Uma vez finalizada estas configurações iniciais, o servidor de dados já está pronto para receber as solicitações dos clientes através da rede e localmente, através de programas como o Management Studio.

Conclusão

O SQL Server Configuration Manager centraliza todo o gerenciamento dos serviços das instâncias e dos protocolos suportados em uma única ferramenta, facilitando a administração das instâncias do SQL Server. Neste artigo apresentamos como configurar os serviços das instâncias instaladas, além de ativar os protocolos que serão suportados pela instância. No próximo artigo, veremos o SQL Server Surface Area Configuration e como configurar serviços, conexões e recursos das instâncias do SQL Server 2005.

 
Você precisa estar logado para dar um feedback. Clique aqui para efetuar o login
Receba nossas novidades
Ficou com alguma dúvida?