Dados com JDBC - Acesso a dados universal com Java

Você precisa estar logado para dar um feedback. Clique aqui para efetuar o login
Para efetuar o download você precisa estar logado. Clique aqui para efetuar o login
Confirmar voto
0
 (4)  (0)

Veja como integrar aplicações Java num banco de dados usando a API Java Database Connectivity.

Esse artigo faz parte da revista Java Magazine edição 01. Clique aqui para ler todos os artigos desta edição

Atenção: por essa edição ser muito antiga não há arquivo pdf para download desta revista. os artigos disponíveis somente em doc.

Dados com JDBC

Acesso a dados universal com Java

Veja como integrar aplicações Java num banco de dados usando a API Java Database Connectivity

 

JDBC (Java Database Connectivity) é uma API definida pela Sun Microsystems que permite que uma aplicação Java “converse” com um servidor de banco de dados. De forma geral, as principais finalidades do JDBC são: estabelecer uma conexão com um banco de dados, enviar instruções SQL e processar os resultados recebidos.

 

Nascimento

Desde os tempos de projeto Oak (primeiro nome de batismo da linguagem Java), a equipe de desenvolvimento da Sun sabia que o sucesso da linguagem também dependeria da forma que seria feito o acesso a bancos de dados.

Além disso, a equipe acreditava que o maior inconveniente no acesso a bancos de dados, da forma como era realizado por outras linguagens, era incompatibilidade entre as formas de acesso a SGBDs (sistema de gerenciamento de banco de dados) diferente. Ao desenvolver uma aplicação acessando o Oracle era um tanto trabalhoso mudá-la posteriormente para acessar um banco DB2, por exemplo.

Sabendo que seria impossível criar uma extensão da linguagem que permitisse a comunicação com qualquer banco de dados usando o “Java Puro”, a Sun reuniu-se com fabricantes de banco de dados para determinar uma solução. Após muitos debates, a conclusão foi q a Sun forneceria uma API para acesso a dados, juntamente com um gerenciador de drivers.

A API JDBC se basearia principalmente em interfaces. O papel dos fabricantes seria desenvolver drivers para seus gerenciadores de banco de dados específicos, implementando a interfaces definidas, seguindo as especificações. Em 1996, foi lançada a primeira versão da API, batizada “JDBC kit”. Com o lançamento do Java 2, em 1998, Sun introduziu a segunda versão do JDBC. A terceira versão já está com suas especificações finalizadas e vem sendo implementada gradualmente pelos principais fabricantes.

 

Drivers JDBC

Os drivers são o coração do JDBC. Há quatro tipos de drivers. Cada um se baseia em tecnologias/arquiteturas diferentes, fornecendo um conjunto de características próprias indicada para o desenvolvimento de um determinado tipo de aplicação.

Tipo 1 – JDBC-ODBC. Funciona como uma ponte entre o JDBC e um driver ODBC. Para cada maquina cliente onde a aplicação estiver instalada, será necessária a instalação do driver ODBC. Por essa razão, esse tipo de driver é mais adequado em redes corporativas ou em aplicações servidoras em três camadas. A Sun fornece um driver deste tipo para uso experimental em algumas situações para as quais não exista outro driver disponível.

Tipo 2 – Native-API partly Java Technology- enabled driver. Converte chamadas JDBC em chamadas internas da API do cliente do banco de dados. De forma semelhante ao Tipo 1, os métodos nativos devem residir na maquina onde está instalada a aplicação.

Tipo 3 – Purê Java Driver dor Database Middleware.  A API do JDBC acessa uma aplicação intermediária (middleware), encarregada de traduzir chamadas JDBC e enviá-las ao banco de dados. Tem a vantagem de pode ser utilizada na internet ou em untranets. É o tipo mais flexível, pois a camada servidora do driver pode ser implementada para acessar diversos SGBDs, simplificando a migração entra bancos."

A exibição deste artigo foi interrompida :(
Este post está disponível para assinantes MVP

 
Você precisa estar logado para dar um feedback. Clique aqui para efetuar o login
Receba nossas novidades
Ficou com alguma dúvida?