Definindo Estratégia de Modelo de Recuperação para Banco de Dados SQL Server 2005

Você precisa estar logado para dar um feedback. Clique aqui para efetuar o login
Para efetuar o download você precisa estar logado. Clique aqui para efetuar o login
Confirmar voto
0
 (3)  (0)

 

Uma estratégia para cópia de segurança é apenas um plano que determina quando usar cada tipo de backup. Uma definição importante para esta política é o modelo de recuperação do banco de dados.

 

De fato, se o servidor SQL Server estiver indisponível, os seus usuários não poderão fazer suas atividades normalmente. Isto resulta em transtornos para os clientes e produtividade comprometida das aplicações. Como administrador de banco de dados (DBA), é sua responsabilidade assegurar que isto não aconteça à sua companhia. Em outras palavras, você precisa garantir que o servidor SQL Server esteja disponível com mínimo ou nenhum tempo ocioso.  Naturalmente que desastres acontecerão, e quando eles surgirem, é seu papel recuperar o servidor SQL Server o mais rápido possível.

 

Apresentaremos uma série de artigos que visa cobrir o que você tem de fazer para manter o seu servidor SQL Server disponível tanto quanto possível e recuperá-lo em caso de um desastre.

 

Selecionado e Configurando o Modelo de Recuperação

 

Antes de você começar a realizar cópias de seus bancos de dados e logs de transações, você precisa entender e configurar o modelo de recuperação que será usado para seu banco de dados. Conhecer qual modelo que você deve utilizar, afeta diretamente em que velocidade as suas cópias serão restauradas de maneira eficiente, após a ocorrência de algum incidente. O SQL Server precisa saber antecipadamente que tipos de backups você planeja realizar em um banco de dados e qual modelo de recuperação escolhido. O modelo de recuperação padrão que um banco de dados utiliza é o modelo de recuperação FULL. Você pode selecionar um dos três modelos de recuperação, de acordo com a sua estratégia de backup, que são:

 

SIMPLE

 

O log de transações (Transaction Log) é usado muito pouco neste modelo de recuperação. De fato, quase nada é registrado no log. Isto significa dizer que a escolha em usar este modelo para seus banco de dados só será possível recuperar o último backup. Qualquer modificação feita em seu banco de dados depois do último backup ter sido executado será perdida, porque estas alterações não são registradas no log de transações. Este modelo é uma boa escolha para bancos de dados de desenvolvimento onde a maior parte dos dados são dados de teste e que não têm de ser restaurados depois um incidente. Ele é também uma boa escolha para bancos de dados que não são modificados freqüentemente, por exemplo um banco de dados OLAP. Para implementar uma estratégia de backup que inclui somente cópias completas do seu banco de dados, você deve escolhe o modelo de recuperação SIMPLE.

 

Faça a conexão com seu servidor SQL Server, escolha o banco de dados em que você precisa definir o modo de recuperação, clique com o botão direito e escolha a opção Properties. Agora selecione a página Options para definir o modelo de recuperação, conforme figura abaixo.

 

03-09-2007pic01.JPG 

 

BULK-LOGGED

 

Este modelo registra muito mais informação no log de transações do que o modelo SIMPLE. A única informação não registrada são operações de volume como: SELECT INTO, BCP, BULK INSERT,CREATE INDEX e operações com os tipos de dados texto e ntext. Isto significa que você pode recuperar a maior parte dos dados no caso de algum problema, porém só as operações citadas serão perdidas. Você pode configurar esta opção antes da execução de um operação de volume de inserção objetivando acelerar esta ação. Você deve realizar cópia do seu banco de dados imediatamente após a execução de operações de volume. Caso você escolha esta opção tudo que é inserido durante este período não estará no log de transações.

 

Em alguns bancos de dados, esse modelo de recuperação não pode ser utilizado o tempo todo por causa das limitações do tamanho do log de transações e das questões de desempenho que surgem com operações de volume. Por isso, você precisa dimensionar a sua necessidade e aplicar o modelo de recuperação mais apropriado.

 

Para escolher este modelo de recuperação, altere a opção Recovery Model para Bulk-logged, conforme figura abaixo.

 

 03-09-2007pic02.JPG 

 

FULL

 

Este modelo de recuperação informa ao SQL Server que você quer realizar também o backup de log de transações. Para tornar isso possível, o SQL Server mantém todas as transações em um log de transações até que um backup do log de transações ocorra. Quando o backup do log de transações acontece, o SQL Server trunca o log de transações depois que o backup é gravado no dispositivo de backup. No modelo de recuperação SIMPLE, o log de transações é truncado depois da cada ponto de verificação, o que significa que as transações praticadas são excluídas do log de transações. Usando este modelo, você será capaz de recuperar seu banco de dados até o minuto após acontecer um determinado problema. Esta é uma boa opção de modo de recuperação para a maior parte de bancos de dados de produção, porque ele oferece o mais alto nível de proteção.

 

Para escolher este modelo de recuperação, altere a opção Recovery Model para FULL, conforme figura abaixo.

 

03-09-2007pic03.JPG 

 

Importante: Se nenhum backup de log de transações for feito quando você tiver utilizando o modelo de recuperação FULL, o seu arquivo de log do banco de dados aumentará até o seu tamanho máximo.

 

CENÁRIO

 

Você criou um novo banco de dados em seu Servidor SQL, e você precisa garantir que está sendo realizada tão rapidamente e eficientemente quanto possível a cópia de segurança. Você sabe que, para assegurar isto, você precisa configurar no banco de dados para usar o modelo de recuperação mais adequado a sua organização, portanto você decide configurar o modelo recuperação para seu novo banco de dados.

 

1. Em seu servidor SQL Server, clique com o botão direito em Databases e selecione New Database, conforme figura abaixo.

 

03-09-2007pic04.JPG 

 

2.  Digite o nome do seu banco de dados, conforme mostrado abaixo.

 

03-09-2007pic05.JPG 

 

3. Selecione a página Options e configure o modelo de recuperação para sua base de dados, conforme sua estratégia de backup e clique em OK.

 

03-09-2007pic06.JPG 

 

Importante: A primeira coisa em que você deve ter em mente é qual o nível de recuperação que você necessita ter para este novo banco de dados. Observe atenciosamente cada um dos modelos apresentados, a fim de que sua escolha para o modelo de recuperação seja a mais adequada possível.

 

 
Você precisa estar logado para dar um feedback. Clique aqui para efetuar o login
Receba nossas novidades
Ficou com alguma dúvida?