Desenvolvendo relatórios a partir de cubos de dados

Você precisa estar logado para dar um feedback. Clique aqui para efetuar o login
Para efetuar o download você precisa estar logado. Clique aqui para efetuar o login
Confirmar voto
0
 (5)  (0)

Este artigo demonstrará conceitos básicos sobre Online Analytical Processing (OLAP) e o módulo SQL Server Reporting Services (SSRS) presente na ferramenta Business Intelligence Development Studio (BIDS) da Microsoft.

Artigo do tipo Tutorial
Recursos especiais neste artigo:
Conteúdo sobre boas práticas .
Autores: Jean Cristian Ferreira Machado e Elton de Freitas
Porque este artigo é útil
O Reporting Services é uma tecnologia Microsoft que permite a criação de relatórios tabulares, filtros, matrizes, controle de entrada, diversos tipos de gráficos e acesso a múltiplas fontes de dados. Já cubos de dados representam estruturas que permitem o armazenamento de grandes volumes de dados de uma forma otimizada para a realização de consultas e relatórios. O conhecimento de técnicas para o desenvolvimento de cubos de dados multidimensionais, aliado ao desenvolvimento de relatórios, torna-se fundamental para a divulgação de informações de uma empresa ou instituição. Tais recursos podem ser muito bem aproveitados por empresas que visam obter informações gerenciais e divulgar rapidamente para os tomadores de decisão e gestores.

Através da grande concorrência de mercado e competitividade entre as empresas, surge a necessidade da obtenção de informações gerenciais de forma rápida e eficaz. Ter os dados armazenados em um sistema de gerenciamento de banco de dados já não é suficiente, pois eles precisam ser compreendidos e analisados.

Ao obter as informações é necessário verificar se as partes interessadas na mesma (Stakeholders) possuem a devida compreensão para uma tomada de decisão coerente. Assim como os cubos de dados são imprescindíveis na área de Business Intelligence (BI), disponibilizar meios de acessar as informações descobertas através deles também é de importância equivalente.

Por meio de um simples cubo de dados é possível fornecer inúmeras informações através de relatórios disponibilizados on-line. Desenvolvidos utilizando a ferramenta SSRS (SQL Server Reporting Services), eles podem ser dinâmicos, possibilitando uma maior interatividade com o usuário que visualiza a informação conforme a necessidade. A ferramenta permite a criação de relatórios tabulares, filtros, matrizes, controle de entrada, diversos tipos de gráficos e acesso a múltiplas fontes de dados.

Este artigo demonstrará conceitos básicos sobre Online Analytical Processing (OLAP) e o módulo SQL Server Reporting Services (SSRS) presente na ferramenta Business Intelligence Development Studio (BIDS) da Microsoft. Inicialmente será necessário restaurar uma base de dados que será disponibilizada na seção Links e em seguida um cubo de dados, o qual também será disponibilizado na seção Links, deve ser carregado. Serão utilizados conceitos de configuração de relatórios desenvolvidos dentro da ferramenta BIDS por meio do SSRS. Posteriormente serão informadas as configurações que possibilitam a visualização do relatório pelo navegador de internet.

Criando o banco de dados e ajustando o cubo de dados

O processo de extração, transformação e carga de dados, conhecido como Extract, Transform and Load (ETL) e a criação dos cubos de dados, foram realizados e exemplificados em artigos anteriores (edições 110 e 114 da SQL Magazine).

O processo de extração que foi citado aplica-se no contexto de se obter dados a partir de um conjunto de arquivos em formato PDF e inseri-los em um repositório temporário de um banco de dados. Já o processo de transformação irá realizar diversas modificações, separando-os, modificando os tipos, criando relacionamentos e definindo uma estrutura para que posteriormente seja realizada a carga dos dados em uma base definitiva que está conforme os padrões do modelo estrela (Star schema).

Caso o leitor não tenha adquirido as revistas anteriores, será disponibilizado o script em SQL de nome cria_banco_concurso.sql e o projeto do SQL Server Analysis Services"

A exibição deste artigo foi interrompida :(
Este post está disponível para assinantes MVP

 
Você precisa estar logado para dar um feedback. Clique aqui para efetuar o login
Receba nossas novidades
Ficou com alguma dúvida?