Disponibilizando seu banco de dados na nuvem da Amazon

Você precisa estar logado para dar um feedback. Clique aqui para efetuar o login
Para efetuar o download você precisa estar logado. Clique aqui para efetuar o login
Confirmar voto
0
 (3)  (0)

O artigo aborda como disponibilizar um banco de dados Oracle utilizando o Amazon Elastic Compute Cloud (Amazon EC2), um serviço que disponibiliza capacidade computacional escalável.

Artigo do tipo Tutorial
Recursos especiais neste artigo:
Contém nota Quickupdate.
Disponibilizando seu banco de dados na nuvem da Amazon
O artigo aborda o tema Banco de Dados na nuvem da Amazon mostrando como disponibilizar um banco de dados Oracle utilizando o Amazon Elastic Compute Cloud (Amazon EC2), um serviço que disponibiliza capacidade computacional escalável em ambientes virtuais totalmente sob o controle do usuário.

Além das características e recursos disponíveis para o EC2, são abordados também os serviços de armazenamento Amazon Elastic Block Store (EBS) e o Amazon S3. Na parte prática, um tutorial passo a passo mostra a criação e configuração de uma instância EC2 pronta para rodar um banco de dados Oracle. Por fim, o artigo é concluído com uma síntese dos serviços e suas principais diferenças.

Em que situação esse tema é útil
Disponibilizar bancos de dados na nuvem requer, antes de tudo, muita pesquisa e planejamento. Deve-se levar em consideração as instalações físicas, latência, segurança, custos e recursos disponíveis. Portanto, a ideia deste artigo é complementar os assuntos já abordados sobre esse tema e abrir ainda mais o leque de opções com os serviços de Cloud Computing da Amazon.

Em um artigo publicado na edição 106 SQL Magazine, Seu banco de dados na nuvem da Amazon, vimos uma breve abordagem de um assunto muito em moda nos dias de hoje, Cloud Computing. Com foco na redução de custos, foram destacados os benefícios em transferir as responsabilidades de uma infraestrutura dedicada a banco de dados para uma empresa pioneira na comercialização de capacidade computacional na forma de web services.

O serviço específico para banco de dados relacional da Amazon (Amazon RDS) se mostrou muito simples e eficiente. Com poucos cliques é possível ter uma instância Oracle pronta para uso, de qualquer lugar e com segurança.

No entanto, existem algumas limitações para instâncias RDS. No caso do Oracle, não é possível enviar um e-mail usando packages como UTL_TCP e UTL_MAIL. Tarefas de importação de dados de um arquivo – pelo Data Pump ou através de External Tables – também ficam impossibilitadas pelo fato do RDS não acessar filesystems.

Para suprir essas necessidades e limitações, o ideal então é partir para uma solução que permita um controle maior sobre os recursos. Com o Amazon Elastic Compute Cloud (Amazon EC2), o usuário pode criar instâncias de servidor, escolhendo sua capacidade, sistema operacional, pacotes de software e até volumes de armazenamento.

Neste contexto, serão abordados a partir de agora os conceitos desse serviço, alguns dos seus principais recursos, e como uma instância EC2 é disponibilizada e configurada para rodar um banco de dados Oracle.

Amazon EC2 – Elasticidade e Flexibilidade

Um dos principais serviços da Amazon, senão o principal, permite a criação de máquinas virtuais de forma fácil, segura e com total controle sobre seus recursos.

O termo Elastic define a principal característica do EC2, a possibilidade de aumentar ou diminuir a capacidade computacional em qualquer momento. Isso significa que, se uma empresa necessitar de mais recursos num determinado momento ou período, em apenas poucos minutos é possível ter várias instâncias de servidor prontas para uso.

Além da elasticidade, a flexibilidade é outro ponto forte do serviço. Além do sistema operacional, é possível escolher a quantidade de CPUs, memória, armazenamento e até pacotes de softwares.

Tudo começa com a escolha de uma Amazon Machine Image (AMI), que contém todas as informações necessárias para iniciar uma instância. Além do sistema operacional, uma imagem pode conter pacotes de softwares para servidores Web, banco de dados e até ERPs completos.

Além das imagens básicas da Amazon e as disponibilizadas pela comunidade, é possível também adquirir imagens com pacotes de softwares de parceiros – como o JD Edwards One, ERP completo e de baixo custo da Oracle – no AWS Marketplace, a loja on-line da Amazon Web Services.

Apesar da parceria entre Amazon e Oracle, não existe uma AMI com o Oracle Database no Marketplace. Dependendo da região, no entanto, encontramos diversas imagens com o Oracle Database – versões 10g, 11g e 11gR2 32 bits e 64 bits – na comunidade de usuários da AWS.

A variedade de sistemas operacionais que rodam no EC2 é bem grande, conforme podemos observar na Tabela 1.

Tabela 1. Lista de sistemas operacionais disponíveis para utilização no EC2.

Assim como no RDS, você paga somente pelo que utilizar. Embora semelhantes na forma de comercialização, podemos notar uma quantidade maior de tipos de instâncias, um novo modelo de compra, o Spot, e outras métricas específicas para este serviço.

Apesar da quantidade enorme de opções, tudo é muito detalhado e explicado no site da Amazon. A moeda utilizada para compra de serviços é o dólar e os preços variam de região para região.

Atualmente, a infraestrutura global da Amazon Web Services conta com nove regiões espalhadas pelo globo, cada uma com pelo menos duas Availability Zones (AZ), que são instalações físicas distintas, isto é, datacenters com suas próprias infraestruturas e gerenciamentos independentes, mas ligados entre si por conexões de rede de baixa latência.

"

A exibição deste artigo foi interrompida :(
Este post está disponível para assinantes MVP

 
Você precisa estar logado para dar um feedback. Clique aqui para efetuar o login
Receba nossas novidades
Ficou com alguma dúvida?