Editorial SQL Magazine - Edição 8

Você precisa estar logado para dar um feedback. Clique aqui para efetuar o login
Para efetuar o download você precisa estar logado. Clique aqui para efetuar o login
Confirmar voto
0
 (0)  (0)

Editorial da Revista SQL Magazine - Edição 8.

Clique aqui para ler esse artigo em PDF.imagem_pdf.jpg

capaSQL12.JPG

Clique aqui para ler todos os artigos desta edição

Editorial

 

Um dos principais acontecimentos do mês de setembro deste ano foi a Oracle World, em San Francisco, que teve como foco principal o lançamento da nova versão do Oracle, anunciada como Oracle 10g. Não troquem as letras, não é 10i, é 10g mesmo. Esta versão solidifica as bem sucedidas customizações e novidades da versão anterior, 9i, adicionando toda a infra-estrutura de software para destacar o Oracle como o primeiro banco de dados com real suporte ao que chamamos de Enterprise Grid Computing - daí a letra g, de Grid. No Brasil, o 10g foi oficialmente anunciado em novembro e tem lançamento previsto para janeiro de 2004.

Resumidamente, Enterprise Grid Computing pode ser vista como uma infra-estrutura de software capaz de responder a solicitações de estações cliente de forma  transparente a forma como os dados a serem acessados e processados estejam armazenados e gerenciados. Essa estrutura cria um ambiente computacional dinâmico o suficiente para compartilhar e gerenciar recursos entre diversas máquinas, clusters e unidades de armazenamento como se fossem únicos, aumentando em muito o poder de armazenamento e processamento, além de baixar em muito os custos a serem aplicados em servidores de dados. A SQL Magazine não podia deixar de citar tal lançamento e, considerando a importância e profundidade do assunto, trazemos nessa edição uma entrevista com Elizabeth Almeida, que traça um perfil geral da solução, além de falar de aspectos técnicos, tendências e estratégias da Oracle para o futuro.

Esta edição abre espaço para muitas discussões e artigos futuros envolvendo o conceito de Grid Computing. O Oracle 10g promete esquentar o mercado e fomentar o surgimento de outros produtos que abracem esse conceito. Nos resta esperar e “fomentar” essas discussões! Boa Leitura!

 
Você precisa estar logado para dar um feedback. Clique aqui para efetuar o login
Receba nossas novidades
Ficou com alguma dúvida?