Array
(
)

Assunto Sério sobre o acidente em alcântara

Zoom
   - 12 set 2003

Recebi um mail com o seguinte texto e gostaria que vocês dessem a sua opinião. Acredito na possibilidade de isto tudo ser verdade. Lembro-me de ter sido noticiado muito timidamente que um grupo de americanos estava ´em viagem de turismo´ em Alcântara. Fala sério que turismo este lugar esquecido pode oferecer. Eis o conteúdo:

Leiam com atenção Fábio Paiva - jornalista

Em 1997, quando exercia a função de repórter correspondente da CBN, em Brasília, recebi a informação de uma fonte de minha confiança, dando conta de que o Governo Brasileiro temia por uma sabotagem americana ao primeiro teste de lançamento do VLS? Veículo Lançador de Satélites. Minha fonte era um oficial da Aeronáutica, envolvido no projeto do foguete.
Segundo denunciei em reportagem na época, o Governo estava tomando precauções adicionais para evitar tal sabotagem, como a ampliação da zona de interdição aérea de 50 para 100 km. Ou seja, nenhuma aeronave poderia invadir este espaço aéreo durante os procedimentos de lançamento, sob risco de ser abatida.
Segundo havia me informado esse oficial da Aeronáutica, em todos os testes com os veículos sonda - os estágios do VLS, aconteceram violações da zona de interdição aérea. Tratava-se de um avião-radar E-2C Hawkey, dos Estados Unidos. Esse avião, segundo narrou à época, emitia interferência eletrônica suficiente para prejudicar os testes. Os jatos de interceptação da FAB chegaram a ser acionados, mas não conseguiam o contato.
O lançamento do VLS, apesar dos procedimentos de segurança, não deu certo. Uma falha forçou as equipes em terra a destruírem o foguete em pleno ar.
A mesma coisa aconteceu em 99, na segunda tentativa de lançamento. Sabotagem?
Segundo minha fonte, sim.
Depois de minha reportagem, passei a ser vigiado de perto por dois homens, aparentando agentes da CIA. Os dois me seguiam a todos os lugares que eu fosse. Cheguei até a pedir que a CBN providenciasse segurança para mim. Eram dois branquelos de terno num Santana cinza chumbo.
Os supostos agentes da CIA só largaram do meu pé depois de um desmentido do Governo Brasileiro. O presidente da Agência Espacial Brasileira, à época, me chamou para uma entrevista e desmentiu os rumores de sabotagem. Ele desmentiu sim, mas sem convicção. Não foi convincente. Ele nem mesmo se esforçou para ser convincente. Acho que ele não quis ser convincente.
Por quê os americanos estão sabotando nosso programa espacial?
Segundo esse mesmo oficial da Aeronáutica, são três os motivos: em primeiro lugar, porque a tecnologia do VLS é russa. Os russos nos deram informações suficientes para um pontapé inicial.
Em segundo lugar, estamos entrando num rico filão do mercado comercial, o de lançamento de satélites. A base de Alcântara está próxima da linha do Equador e isso faz com que os lançamentos se tornem bem mais baratos que os da Base de Cabo Canaveral, nos Estados Unidos, por exemplo. De Alcântara é possível lançar um foguete a um custo três vezes menor. Com menos combustível necessário, aumenta-se a área útil do foguete e podemos lançar mais satélites.
E, em terceiro lugar, se o Brasil colocasse uma ogiva nuclear na ponta do VLS, ele poderia se transformar num míssil balístico transcontinental. Seríamos mais um país a ameaçar a soberania americana.
A questão é: por quê o Governo Brasileiro se esforça tanto para descartar as hipóteses de sabotagem?
Em 1997 conseguiram abafar minha denúncia e evitar um incidente diplomático. Mas naquela época não havia vítimas. Desta vez, 21 brasileiros estão mortos e o Governo continua tapando o sol com a peneira.

Fábio Paiva - jornalista´


Anderson_blumenau
   - 13 set 2003

O negócio é que o programa espacial brasileiro, ja deu os seus primeiros passos, já mandou 21 pro espaço

agora falando sério, eu ja ouvi uma noticia assim a um tempo atrás que exestiriam agentes de da cia espionando os projetos de conquista do espaço pelo brasil, mas que teria sido desmentida segundo o JN


Zoom
   - 15 set 2003

Podem me chamar de noiado, mas anlizando algumas coisas concluí que: O Maranhão está muito próximo da região amazônica. Então resolvi dar uma olhada na abrangência do SIVAM e eis que ele analiza os dados justamente até o local bem próximo da cidade de Alcântara (não cobre o estado todo).
Bem, o sivam é financiado por 5 empresas: o BB junto com um Banco americano financiam a maior parte e outras duas empresas americanas e uma sueca financiam a menor parcela. A tecnologia é americana e existem, fortes indícios de que os dados são analizados também pelos norte americanos. Bem o Sivam monitora o clima, temperatura, permite a troca de dados entre entidades do governo e ´MONITORA O ESPAÇO AÉREO´. O Sivam foi implementado em 97 ou seja depois do início dos trabalhos do programa espacial brasileiro. Na boa acho que temos uma teoria da conspiração aqui. Opinem aí. Pode ser que esteja mesmo meio doido e o nosso fórum precisando de um novo administrador, mas se eu estiver certo...


Carnette
   - 15 set 2003

Só pra efeito de curiosidade

http://www.farolbrasil.com.br/arquivos/am_vinte_bases.htm


Zoom
   - 15 set 2003

Já que paranóia pouca é bobagem vamos lá. O acidente foi causado por ignição espontânea, seja lá o que for isto é causada entre outros dois fatores (na minha análise de leigo pouco prováveis) a descarga de um Pulso Eletromagnético. Ora sabemos que já existem armas de PEM e foi pouco divulgado (mas foi) que um avião norte-americano foi ´visto´ (captado tá galera) no espaço aéreo reservado do SIVAM. Será que esta aeronave não estava equipada com uma especie de bomba PEM? Não digo que sim nem que não mas que as coisas se encaixam, isto lá é verdade...
Obs : Todas as informações que ora exponho foram tiradas da internet em sites de jornais e revistas, com auxílio do google para a pesquisa.


Marcelo.c
   - 17 set 2003

Cara, é muita paranóia. Mas não me arrisco a dizer que seja improvável.


Zoom
   - 19 set 2003


Citação:
Só pra efeito de curiosidade

http://www.farolbrasil.com.br/arquivos/am_vinte_bases.htm

Que doido este site hein. Acho rolam umas pardas destas