Array
(
)

Bestiário da língua portuguesa

Fabio.hc
   - 10 mar 2004

Bestiário da língua portuguesa

Não procrastrine o que for de feitura hodierna - (não deixe para amanhã o que se pode fazer hoje)

A bucéfalo de oferenda não se perquire a conformação odontológica - ( a cavalo dado não se olha os dentes)

Prosopopéia flácida para acalentar bovinos - (conversa mole para boi dormir)

Romper a face - (quebrar a cara)

Creditar o primata - (pagar o mico)

Deglutir o batráquio - (engolir o sapo)

Derramar água pelo chão através do tombamento violento e premeditado de seu recipiente - (chutar o balde)

Podes subtrair o eqüino da precipitação pluviométrica - (pode tirar o cavalo da chuva!)


Elitonon
   - 10 mar 2004

:lol: :lol: Professor oTTo, abre o olho que tão se atravessando na tua área... :lol: :lol: :lol:


Aroldo Zanela
   - 10 mar 2004

- Defecando em movimento - (...)


Elitonon
   - 10 mar 2004

(...) igual a cavalo em parada de sete de setembro! :lol: :lol: :lol:


Beppe
   - 10 mar 2004

Agora lancei-me a distânciar as mandíbulas e emitir um ruído em vocal aberto, contínuamente, num estado de realização momentânea. :wink:


Otto
   - 10 mar 2004


Citação:
:lol: :lol: Professor oTTo, abre o olho que tão se atravessando na tua área... :lol: :lol: :lol:



ja tomei conhecimento...

mas, ele esta me ajudando nas aulas, pois, com esse bate-estaca aqui ao lado nao da pra deixa o pc ligado.. pq balanca a casa toda...