Array
(
    [0] => stdClass Object
        (
            [Votos_Balanceados] => 1
            [id] => 531650
            [titulo] => Carreira na área de programador
            [dataCadastro] => DateTime Object
                (
                    [date] => 2015-09-14 15:06:17
                    [timezone_type] => 3
                    [timezone] => America/Sao_Paulo
                )

            [isFirstPost] => -1
            [idUsuario] => 337411
            [status] => A
            [isExample] => 
            [NomeUsuario] => Fernanda Acacia
            [Apelido] => 
            [Foto] => tri2.jpg
            [Conteudo] => Eu admiro bastante essas historias e sempre penso nelas para me inspirar!
        )

)

Carreira na área de programador

Val
   - 13 set 2015

Olá, comecei a entrar no mundo da programação quando fiz o técnico de informática voltada p área de desenvolvimento pela federal, gostei muito,
já trabalho com informática dando aulas , mas queria ingressar para programação. No momento estou fazendo curso da linguagem c#, estou gostando muito e estudando muito tb a parte de O.O...projeto em camadas e estudando a linguagem sql por conta, estou muito a procura de um estagio visto que terminei o técnico, não estou podendo fazer o superior agora.
Agora vem minha maior questão , a idade estou com 39 anos sera que não tenho mais tempo p entrar na área , qual a opinião de vocês que já estão na área?

Post mais votado

Fernanda Acacia
   - 14 set 2015

Eu admiro bastante essas historias e sempre penso nelas para me inspirar!

Aluisio Cavalcante
   - 13 set 2015

Eu diria que nunca é tarde para começar/recomeçar, mas sabemos que existe um certo preconceito sobre idade, eu gostaria de acreditar que isso não existe, incrivelmente na área de T.I acredito que seja a unica que disponibilizam estagio com EXPERIENCIA, não conformo com isso.

Fernanda Acacia
   - 13 set 2015


Citação:
Eu diria que nunca é tarde para começar/recomeçar, mas sabemos que existe um certo preconceito sobre idade, eu gostaria de acreditar que isso não existe, incrivelmente na área de T.I acredito que seja a unica que disponibilizam estagio com EXPERIENCIA, não conformo com isso.


Complicado...Não posso nem escrever com propriedade sobre esse assunto.

Marcio Araujo
   - 13 set 2015

Conta muito a experiencia, já desenvolveu algo, se sim, isso ajudará na procura de emprego/estagio.

Karine Sobral
   - 13 set 2015

Certificação será um diferencial, eu vejo que sim, idade, isso é muito relativo.

Emilio Neto
   - 13 set 2015


Citação:
Eu diria que nunca é tarde para começar/recomeçar, mas sabemos que existe um certo preconceito sobre idade, eu gostaria de acreditar que isso não existe, incrivelmente na área de T.I acredito que seja a unica que disponibilizam estagio com EXPERIENCIA, não conformo com isso.


Pior que existe mesmo, conheço pessoas com 30 anos que está com dificuldade de arrumar emprego, a experiencia conta muito.

Val
   - 13 set 2015

Poxa to desanimando , estou estudadndo gastando, dando duro, mas pelo jeito será tudo em vão, não terei chance, gostaria muito de atuar na área,
to pensando se vou continuar o curso de c# ou nao. to pagando muito caro, um investimento que nao sei se vai ter futuro.
E a historia que esta faltando gente para mercado de T.I , como fica, é muito contraditório.

Riechelmann
   - 14 set 2015

Não desista, a área está com escassez de bons profissionais, logo se você estudar e ficar bom com certeza arrumará um emprego, principalmente se tirar uma certificação da microsoft voltada para o desenvolvimento.

William (devwilliam)
   - 14 set 2015

Val, ano passado participei de um workshop em São Paulo para desenvolvimento de aplicativos usando plataformas híbridas, dos 30 participantes mais da metade era acima dos 30 anos contando com alguns feras de desenvolvimento mobile com mais de 40 anos.

Fiquei surpreso com a média de idade, principalmente com esses profissionais com mais de 40, os caras eram feras em programação e muito bem empregados.

Recentemente aqui na cidade apareceu uma vaga para programador onde o primeiro pré-requisito era ter mais que 26 anos, então fica a dica se você for bom sempre tem mercado.

Programação se prática todos os dias e nunca ficamos bons o bastante rsrsr

Hector Figueroa
   - 14 set 2015

Boas Val, se eu fosse você continuaria e procuraria algo para se diferenciar, existem varias formas de se aplicar o que esta aprendendo, eu não desistiria e nem daria bola para os pensamentos diferentes do que sinto, se você gosta corre, sabendo que tera que correr bem mais que um garoto de 20, já vi uma palestra de um senhor de 60 anos que mudou de profissão quando tinha 50 e virou programador, o ceu é o limite :D

Felipe Alisson
   - 14 set 2015

Bem, minha história pode servir para agregar algo...
Eu trabalhava em uma área nada a ver com TI, até que um dia surgiu uma vaga para um cargo de tipo técnico de suporte ERP, que iria ser um key user de SAP, ou seja, eu seria o intermediário entre os usuários finais e os analistas de negócios para futuras mudanças( melhorias, correções, etc), com isso, comecei a ter muito contato com a equipe de TI da empresa e comecei a ficar curioso no assunto, via os livros do pessoal, era C#, SQL, governança de TI, e por ai vai... E um dos meus amigos que era analista de negócio fazia faculdade de Sistemas de Informação e estava trabalhando em seu TCC que era desenvolver um sistema de estoque em C#, e foi me mostrando o seu projeto, e eu só ficando cada vez mais curioso, e sem saber, já programava rsrs ( VBA no excel) fazia macros para meus relatórios gerenciais ( minha antiga função era controlador de operações), até que surgiu uma bolsa de um curso de análise e desenvolvimento de sistemas(Tecnólogo) a empresa iria bancar o curso, e o gerente de TI(que não era meu gerente) via minha curiosidade e minha vontade de entrar nesse mundo de TI ( vontade que nem eu sabia que tinha ainda) me perguntou se eu queria fazer o curso. Aceitei e comecei.

Hoje estou no quarto período de seis, e minha carreira está totalmente distorcida, hoje sou Analista de operações(em outra empresa), porem já me deram atribuições de TI, sou responsável pelo suporte técnico, servidores, segurança da informação, fiz um sistema de cadastro para controlar produção, saídas,estou com um projeto de site da empresa apesar de não gostar muito e conhecer pouco desenvolvimento web vou ter que estudar pra fazer isso( coisa que particularmente não gosto, ficar mudando foco do estudo, penso que você tem que ser excelente em uma tecnologia dominá-la totalmente para depois estudar coisas novas, se não você será pífio em tudo que fizer).

Em resumo Val, a realidade é que o mercado de trabalho está em falta de mão de obra de TI em geral(acredito que muito disso pelo salário ofertado por algumas empresas que são um absurdo e chega a desmotivar), mas isso não significa que é emprego garantido, você tem que correr atras, eu recebo umas 20 oportunidade para desenvolvedores em geral no meu e-mail por dia, seja delphi, C#, Java, PHP, Ruby. Na minha opinião você continuaria a fazer o curso de C#, que o mercado esta cada vez buscando mais profissionais, apesar de Java ainda ser maior, quanto a idade, você consegue contornar com certificações, portfólios, faça uns projetos, documente, "venda seu peixe", que ai você conseguirá sim um emprego/estágio.

Veja meu exemplo, estou mudando minha carreira totalmente para seguir nessa área de programação, claro que gradativamente, pois não posso ficar desempregado, mas sempre tentando me preparar para a hora de dar voos mais altos e me jogar por completo nessa área.

Desculpe pelas eventuais falhas gramaticais, fiz esse relato meio às pressas.

Um abraço espero que este depoimento te ajude!

Aluisio Cavalcante
   - 14 set 2015

Muito legal esses comentarios, como disse, nunca é tarde para começar e recomeçar! O Mercado não está para peixe, mas isso é para todos.

Fernanda Acacia
   - 14 set 2015

Muito legal Felipe sua historia, esse caminho é arduo, pelo menos o seu foi e está sendo, mesmo com as dificuldades está evoluindo.

Felipe Alisson
   - 14 set 2015

Obrigado Fernanda, realmente é complicado tem que ter disciplina, coisa que as vezes me falta. Mas quando as coisas apertam "ou você aprende ou você aprende" não tem meio termo.

Val
   - 14 set 2015

Olá Felipe obrigada pelo seu depoimento seu apoio, meu receio nao é só porq estou começando do zero, mas a idade. Só uma curiosidade quantos anos tinha quando mudou de profissão?

Hector interessante este senhor de 60 anos que virou programador.

Mas pessoal gostei dos depoimentos, me inspirou mais um pouco.

Desculpem a insistência é que ouvi coisas não muito agradáveis como, comprar um carrinho de pastel, que seria mais facil.

Hector Figueroa
   - 14 set 2015

Esta ai o vídeo que mencionei antes video

Roniere Almeida
   - 14 set 2015

Idade não significa nada para quem quer estudar, aprender e sonhar com um futuro melhor!

Felipe Alisson
   - 14 set 2015

Val, tinha 22 anos tive o primeiro contato aos foi quando ocorreu tudo que relatei, ai ganhei a bolsa etc... Mudei de cargo ano passado. E estou na luta aprendendo e me virando rsrs.. Não deixe que esses comentários negativos tirem o seu foco...

Armando Nakamaru.
|
MVP
    14 set 2015

Cara Val e outros que postaram respostas.

Efetivamente começar e recomeçar é só querer e não tem idade.

Estou aqui neste site para me atualizar e reaprender a programar, ou melhor aprender novas tecnologias e linguagens, porque programar eu sei, mas não é para tentar obter um emprego, haja vista que já estou fora da idade para isso, estou com 59.

Fui programador desde a década de 70, meu primeiro computador era à válvula e a memória era de ferrite, a entrada de dados era via cartão perfurado e o resultado saia em papel, tinha uma capacidade de 16K de memória ativa e usávamos linguagem RPG II, avó do COBOL, depois usei COBOL por muitos anos e trabalhei com Main Frames IBM na época de seu auge, passei por várias linguagens, vi nascer o micro e a internet, depois virei analista de sistemas, estudei administração, fiz várias pós tanto na área de TI como de administração, fui executivo em empresa de informática e passei por muitas experiências em administração, até secretário municipal de administração e gestão de TIC, hoje sou tb professor universitário de administração.

Infelizmente, no Brasil, a visão do mercado de trabalho é cruel e acima dos 45 anos vc é considerado obsoleto e toda a minha experiência e conhecimento acumulado estão fadados a serem jogados no lixo.

A discussão é muito longa para entrar em detalhes aqui. O importante, para vcs que estão ainda novos, é que realmente nossa mente não envelhece na mesma velocidade do corpo. Ainda estou com minha capacidade de aprendizado e lógica absolutamente em dia, estou atualizado com as tecnologias, uso quase todas as mídias sociais, blog, html (que também vi surgir desde o início), celular, tablet, computadores, uso profundamente o Excel e qualquer software novo que me apresente. Recentemente, por necessidade do trabalho, precisei aprender VBA no Excel para desenvolver uma aplicação e o fiz a contento, levou tempo pq estava meio enferrujado, depois de mais de 20 anos sem programar e escrever código, mas a aplicação está funcionando.

Ocorre que a perspectiva de me aposentar e ficar em casa sem fazer nada me assusta e incomoda, por isso, ao invés de querer retornar a programar e aprender a fazer isso para celular e tablet, além de computadores, é para poder atuar como free-lancer, desenvolver aplicações para colocar à venda nas lojas de aplicações disponíveis.

Vão em frente, esta é uma área que quem sabe e tem perfil, nunca fica parado e ajuda a manter a saúde mental (ou a loucura, na visão de uns).

O que eu preciso de vcs são algumas dicas sobre o que estudar, quais cursos devo fazer para não perder muito tempo aprendendo coisas que não terão muita utilidade para mim, afinal tenho muita coisa, mas tempo não, rsrsrsrsrsrsrs.

Pretendo programar em JAVA e produzir aplicações para ANDROID e Windows que acredito serem as plataformas mais utilizadas em eqptos móveis e computadores.

Aguardo sugestões.

Um abração a todos e vão em frente!