Array
(
)

Chefão

Fabio.hc
   - 17 fev 2004

Chefão
Pedrão, porte físico do Clebão, era operário do tráfico. Pesava e embalava a droga a serviço do chefão.
Um dia tava ele executando sua terefa quando batem à porta do barraco:
- Pedrão, este malandro aqui andou folgando com a mulher do chefe. Ele mandou que você caprichasse uma enrabada neste safado para ele aprender a folgar com mulher dos outro. - Ok. Encosta ele aí no fundo do barraco que daqui a pouco eu cumpro minha missão.
E volta o Pedrão ao trabalho, pesando e embalando, quando novamente batem à porta do barraco:
- Pedrão, o panaca aqui andou afanando uns trocos do chefe enquanto ele tava ausente. O chefe pediu para você cortar as mãos e os pés do bacana e amarrá-lo no poste lá da praça. - Ok. Coloca ele junto com o outro lá no fundo do barraco que assim que der um tempo e faço o serviço nele.
E volta a trabalhar o Pedro na sua árdua tarefa. E mais uma vez batem à porta do barraco:
- Pedrão, mais um folgado na área. Andou folgando com a filha do chefe. Ele pediu para você cortar o pinto dele, enfiá-lo na boca do coitado e fazê-lo dar uma volta pelas ruas do morro. - Coloca ele junto com os outros dois que, acabando aqui eu vou resolver a situação destes malandros.
E volta o Pedro para sua tarefa. Pesa, embala, anota, conta, separa, embala, pesa, anota, totalmente compenetrado no seu serviço.
Foi quando o primeiro malandro levanta lá no fundo do barraco e avisa:
- Sô Pedro, tô notando que o sr. é muito ocupado. Só to lembrando o sr. que eu sou o da enrabadinha, viu!


Elitonon
   - 17 fev 2004

kakaka... garantindo que a rosca vá pra fogueira pra poder salvar os outros membros. Ô situação... delicada...!!!