Array
(
)

Conceitos básicos de economia

Gandalf.nho
   - 03 nov 2004

Feudalismo - Você tem duas vacas. Seu senhor pega parte do leite para ele.

Socialismo - Você tem duas vacas. O governo as tira de você e as coloca num curral, juntamente com as vacas de todo mundo. Você tem que cuidar de todas as vacas. O governo lhe dá um copo de leite.

Comunismo Russo - Você tem duas vacas. Você tem que cuidar delas, mas o governo fica com o leite todo. Você rouba o máximo possível do leite e o vende no mercado negro.

Comunismo Cambojano - Você tem duas vacas. O governo pega as duas e fuzila você, acusando-o de ser um capitalista criminoso centralizador dos recursos de produção da Nação e fomentando a fome de seu povo.

Ditadura Iraquiana - Você tem duas vacas e é fuzilado por suspeita de serem instrumento do imperialismo americano com o objetivo único de contaminar todos os rebanhos do país.

Democracia Representativa Britanica - As duas vacas estão loucas, mas a família real mantém as aparências perante a imprensa.

Capitalismo Norte Americano - Você tem duas vacas. Você vende uma delas e compra um touro, que usa para inseminar a outra vaca e também as demais vacas do pedaço (cobrando pela cobertura, naturalmente). Depois, começa a exportar esperma bovino para mercados emergentes. Após vários anos de expansão, sua empresa lança uma oferta pública inicial para ser apresentada na Bolsa de Valores de Nova York. A Comissão de Valores Mobiliários abre um processo contra você e sua mulher por negociação com informações privilegiadas.
Depois de uma longa e cara briga nos tribunais, você é considerado culpado e condenado a 10 anos de prisão, dos quais acaba cumprindo sete semanas. Quando sai da cadeia, você compra duas galinhas. Ai você vende uma delas e compra um galo.

Capitalismo de Hong Kong - Você tem duas vacas. Você vende três delas à sua empresa de capital aberto, usando cartas de crédito abertas pelo banco de seu cunhado, depois executa um swap (N.E.: troca) de dívida por crédito com uma oferta global associada, de modo a receber todas as suas quatro vacas de volta, com redução de impostos por manter cinco vacas.
Os direitos ao leite de seis vacas são transferidos, via uma holding panamenha, a uma empresa com sede nas Ilhas Cayman, de propriedade secreta do acionista majoritário, que revende os direitos do leite de todas as sete vacas à empresa de capital aberto, enquanto adia o pagamento do produto da venda.
O relatório anual diz que a empresa possui oito vacas, com opção para aquisição de mais uma. Enquanto isso, você vende suas dez vacas para uma nova seita recém fundada na Índia por seu cunhado, ao preço unitário de US$ 1 milhão, por se tratar de animais sagrados, realizadores do milagre da multiplicação.

Capitalismo Maicrosoftiano (Mercado de ´Livre Concorrência´) - Você tem duas vacas. Seu vizinho - Biu Gueites - faz uma oferta para comprar as duas de você, que não tem interesse no negócio. Após meses de tentativas infrutíferas, o Sr. Biu Gueites compra duas cabras e inicia uma campanha de marketing na região, demonstrando as vantagens do leite de cabra em relação ao de vaca. Após algum tempo, os consumidores acostumam-se com o leite de cabra - vendido diretamente pelo Sr. Biu Gueites - e passam a exigir tal produto nos pontos de vendas tradicionais.
Um reduzido grupo de não consumidores de leite de cabra, após vários desarranjos intestinais ao experimentarem o novo padrão em leite, não se convence com os argumentos do produtor, ´que o problema não está no leite de cabra e sim na configuração do seu aparelho digestivo, recomendando fazer um ´upigreide´ de seu fígado para uma versão peintiummmm 32 bitis´. Mas felizmente são uma minoria. Pressionados pelos consumidores locais, os latícinios aceitam os termos do acordo para compra de leite de cabra do Sr. Biu Gueites: não deverão mais comprar leite de vaca.
Após alguns poucos anos, a empresa do Sr. Biu passa a trabalhar secretamente com vacas anãs, convencendo o público de que se trata de uma nova linhagem de cabras, denominadas WinCabras95. Parte dos consumidores - que ainda recordavam do paladar do leite de vaca - acham o gosto do leite destas ´novas cabras´ muito parecido com o de vaca, mas certamente deverão estar equivocados. O resto da história talvez você já conheça.

Democracia Burocrática Brasileira - Você tem duas vacas. Primeiro, o governo federal traça normas para determinar como você vai poder alimentá-las e quando vai poder tirar leite delas. Depois, ele lhe paga para não tirar leite delas em determinadas épocas do ano, sob o argumento do controle de preços (pois leite com excesso de oferta fará cair o preço no mercado interno e externo, podendo oscilar perigosamente a balança de pagamentos).
Nos demais meses que lhe é permitida a ordenha, o Congresso institui o IOL - Imposto sobre a Ordenha do Leite - que abocanha 24,3¬ do valor da venda sobre um faturamento médio projetado - mesmo que você não consiga vender o leite, pois a base tributária incide sobre uma estimativa de produtividade.
O governo estadual, sabendo da existência das duas vacas, institui o ICVDL - Imposto de Circulação de Vacas e Derivados de Leite - com a alíquota de 27,8¬ calculados sobre o valor de aquisição venal das vacas e/ou sobre o preço mínimo venal estipulado para o leite e derivados naquela região. Logicamente que, tendo sido vendido o leite a preço superior ao preco venal fixado, a base de calculo será a maior das duas.
Entrementes, o governo municipal, sabendo da existência de um ´boom´ bovino na cidade, institui o IPTURAVDB - Imposto Predial Territorial Urbano e Rural sobre Abrigos de Vacas e demais Bovinos - calculados à base de 318,9876435 UFMs por metro quadrado da propriedade. Lei Municipal Complementar, proíbe a criação de Vacas e Demais Bovinos em outros tipos de propriedades móveis ou imóveis não abrangidas pelo IPTURAVDB.
Após poucos meses, em acordo entre os governos municipais e estaduais com a benção do governo federal, é instituído o rodízio de vacas e demais bovinos nas ruas de cada cidade, com o nobre propósito de reduzir a poluição estercal das ruas. O desrespeito implicará na multa de US$ 100,00 por vaca por dia de autuação.
Você, cidadão, esmagado pela carga tributária, doa uma vaca para uma instituição de caridade e abate a segunda, oferecendo um churrasco para amigos e vizinhos. Ao receber no exercício seguinte todos os carnês dos impostos federal, estadual e municipal incidentes sobre as duas vacas, alega que já não as possui mais há meses. Mas, como os computadores do Serpro não foram atualizados, você tem que recolher todos estes impostos - ou depositá-los em juízo - até provar que não é mais proprietário das bovinas.
Diante da sua insistência em ´sonegar´ os impostos, estranhamente você é denunciado à Receita Federal, que o convoca a apresentar as declarações de imposto de renda dos últimos cinco exercicios. Como você não declarou nem as vacas compradas nem a origem do capital utilizado para esta aquisição, você se torna devedor do Fisco. Ao chegar à sua casa, vindo da Delegacia da Receita Federal, dois fiscais da Vigilância Sanitaria estão te aguardando com uma intimação para depor sobre o abate não autorizado de animais para consumo alimentar.


Paulo_amorim
   - 04 nov 2004

Muuuito boa... a da MS eh a mais engraçada :D :D


Fer_nanda
   - 04 nov 2004

Eheheh.. Boa mesmo... pra vc ver...como é simples complicar.
Até