Array
(
)

motivos para não se estudar

Edilcimar
   - 26 abr 2005

Tudo é cultura inútil, algo sem nenhum valor a não ser preencher o ego. Eis alguns dos motivos para não se estudar e conseqüentemente não saber nada.

Biologia: que me importa estudar uma vida se não consigo evitar que ela acabe; para que saber se somos ou não descendentes de macacos(se fossemos não seríamos contemporâneos), se eles vivem perfeitamente sem tal conhecimento.
Botânica: coisa mais inútil não há, pois até hoje ninguém conseguiu fazer um cravo exalar como uma rosa e vice-versa; que me importa estudar as árvores se estão acabando com elas.
Desenho: é gasto inútil de tempo e material, pois o tempo acabará com o material e com a obra, isto fora o material que já foi destruído para que o papel ou tela fosse criado, e além do mais na maioria das vezes a obra só agrada ao artista.
Física: para que perder tempo com isto se uma das primeiras coisas que descobre é que você pode carregar uma pedra de 50 Kg. em um percurso de 2 Km. e não terá realizado trabalho algum; por que aprender sobre a Teoria da Relatividade, onde Einstein fala que a velocidade limite é a da luz e os táquions só existem a partir desta velocidade.
Geografia: para que saber onde fica o Japão se não pretendo ir até lá; saber a altura do Everest se não pretendo escalá-lo; saber o comprimento do amazonas se não pretendo percorrê-lo a nado.
História: que me importa quem foi Tiradentes se não sou fabricante de cordas, dono de funerária ou coveiro, e mesmo que o fosse, ele já morreu há muito tempo; que me importa saber quem descobriu o Brasil, se até hoje ninguém achou o local onde ele guardou a cobertura; que me importa saber que D. Pedro II é filho de D. Pedro I se não conheci nenhum dos dois.
Matemática: isto realmente é algo muito interessante, mas só serve para aprender a fazer troco, pois afinal de contas até hoje ninguém conseguiu chegar a uma conclusão do resultado de 1 + 1, veja bem 1(macaco) + 1(banana) = 1; 1(luz monocromática) + 1(luz monocromática) = resultado indefinido; 1(adão) + 1(eva) = bilhões, então não vale a pena perder tempo com isto também.
Português (olha ele aí de novo): para que preciso conhecê-lo se não preciso me comunicar com ninguém; tampouco preciso que as pessoas saibam o que estou desejando, afinal de contas sou eu quem está falando e as pessoas sempre sabem o que eu desejo.
Programação: a maior perda de tempo, afinal de contas perdem-se dias para criar um programa e alguém irá pirateá-lo; o mesmo será vendido por alguns míseros trocados; o cliente imprime um relatório, diz que não era aquele o resultado esperado e “tasca” no lixo, como se o relatório fosse o responsável pela ineficiência da empresa.

Autor de todas as baboseiras acima: EU.

Mas afinal de contas como disse um grande rei: “porque na grande sabedoria há grande enfado...”, por isto não vamos perder tempo com estas coisas.


Repa
   - 26 abr 2005

Ainda prefiro o poema Liberdade de Fernando Pessoa:
´Ai que prazer não cumprir um dever! Ter um livro para ler e não o fazer... Ler é maçada, estudar é nada! O sol doira sem literatura, o rio corre bem ou mal sem edição original...´.


Marcelo Saviski
   - 27 abr 2005

O problema é que tem que estudar para saber que não precisa estudar hehe

Bom, já que temos um motivo para não estudar, vamos estudar então!