Array
(
)

Novo golpe na praça

Paulo Trajano
   - 12 mar 2004

Atenção! Isso não e uma brincadeira. Estão usando um novo golpe envolvendo cartões eletrônicos nos caixas dentro de lojas de Conveniencia. Passe essa mensagem para o maior numero de pessoas que você puder.

A quadrilha age da seguinte forma: primeiro você recebe uma chamada em casa. A pessoa se identifica como sendo um funcionário da companhia de gás e pede para você ir ate a cozinha e acender todas as bocas do fogão simultaneamente. Quando você faz isso, eles dizem que constataram um vazamento perigoso através da rede e informam que o conserto deverá ser efetuado ate o final do dia. Para isso, o técnico irá precisar de seu cartão de banco ou de crédito para limpar as obstruções na tubulação do gás. Pedem para você deixar imediatamente o seu cartão em frente a sua casa (ou
edifício) próximo a uma arvore ou arbusto ate que o serviço seja concluído, quando o cartão seria devolvido. Desavisada, a vítima não acha estranho deixar o cartão na calcada, previamente preparada; enquanto isso, esquilos treinados descem da arvore por um tubo e decoram os números do cartão de crédito e gravam a assinatura no verso de uma placa cuidadosamente preparada com palha e saliva, depois lambem a tarja magnética do cartão e sutilmente o devolvem por debaixo de sua porta. Sem saber de nada, a vitima fica feliz em receber o cartão, mas já e tarde demais. Outros integrantes do bando, altamente treinados, ligam para sua casa identificando-se como funcionários da empresa de cartões de credito (ou do seu banco) solicitando que você passe a língua na tarja magnética de seu cartão para um teste

Desavisada a pessoa cai em um sono profundo causado por uma enzima presente na saliva dos esquilos. Ao acordar, a vitima sente um forte gosto de peixe na boca. O gosto persiste por dias, deixando a vitima sem esperança de ter seu paladar de volta. Através de uma mala direta, a vitima e informada sobre um novo ´spray´ para o hálito que esta sendo vendido pelo telefone. Sem a menor suspeita de que
estão sendo enganadas e já desesperadas com o gosto de peixe que não parece diminuir, a maioria das pessoas acaba por ligar para solicitar o tal produto. E neste momento que a trapaça ocorre. Ao receber a encomenda, a vitima rompe o lacre da embalagem libertando ácaros especialmente criados em laboratório que vão aliciar os já existentes em sua casa e instrui-los a roubar seus cigarros. Fora de controle, a vitima procura em vão seu maço de cigarros, a essa altura já em poder dos meliantes, ate decidir ir a uma loja
de conveniência comprar mais. Mas ´eles´ já estão lá, disfarçados de frentistas do posto e balconistas.

Na loja, avisam que o ´ar condicionado da loja esta quebrado´ e pedem a ajuda da inocente vitima para apertar uma serie de botões coloridos e luminosos enquanto um dos funcionários parece manejar ferramentas dentro do aparelho, nos fundos da loja. Completamente cega e hipnotizada, a vitima tem suas roupas amassadas e seu cabelo desarrumado. Outros integrantes do bando sujam a pessoa com chocolate e batom deixando a pessoa deitada de costas no chão da loja de conveniência. Ao sair do transe, a vítima constata seu estado e na maioria das vezes foge desesperada e acaba deixando para trás seu dinheiro e
talão de cheques. Ou seja, é preciso tomar muito cuidado.

Casos semelhantes já ocorreram com deficientes visuais que receberam malas diretas em braille solicitando que a pessoa passasse os dedos na superfície de um cartão anexo, sem saber que o cartão transfere digitais novas para os dedos da vitima. Depois, integrantes do bando roubam bancos e repartições publicas usando luvas com digitais iguais, incriminando os pobres ceguinhos.


Fabio.hc
   - 13 mar 2004

:(

Perto da minha casa tem uma árvore.

:(