Array
(
)

O Sangue, o Homem e a Mulher

Elitonon
   - 13 fev 2004

Criação do Homem
Quando Deus criou o homem chamou-o e disse:
- Homem, tenho uma boa e uma má notícia para lhe dar.
- Senhor, dai-me primeiro a boa notícia! - respondeu o homem.
- Quando eu te criei, fiz-te com dois órgãos muito importantes: o cérebro e o pênis.
- Mas então, Senhor, qual é a má notícia?
Deus respondeu:
- O sangue é pouco, por isso funcionará um órgão de cada vez.


Criação da Mulher
Quando Deus criou a mulher chamou-a e disse:
- Mulher, tenho uma boa e uma má notícia para lhe dar.
- Senhor, dai-me primeiro a boa notícia! - respondeu a mulher.
- Quando eu te criei, fiz-te com dois órgãos muito importantes: o cérebro e a vagina.
- Mas então, Senhor, qual é a má notícia?
Deus respondeu:
- O sangue é muito, por isso como o primeiro órgão não é utilizado o segundo irá eliminar o excedente todo mês.

--------------
:P Brincadeirinha, estamos no butecom lembram ???


Lucas Silva
   - 13 fev 2004

doido.... :D


Anorex
   - 13 fev 2004

boa....

como se diz: mulher é um ´animal´ estranho... pois sangra 5 dias por mês e não morre....


Repa
   - 18 fev 2004

Neurônio Masculino

No cérebro de um homem havia um neurônio que vivia completamente sozinho.
Num belo dia ele está lá, quieto no seu canto, quando vê outro neurônio passando meio apressado.
O neurônio solitário diz:
- Oi, tudo bem? Como vai? Que prazer em vê-lo! Vamos conversar?
O neurônio que passava estranha a hospitalidade, mas responde:
-Oi, companheiro! Posso saber o motivo de tanta felicidade ao me ver?
- É que você é o primeiro neurônio que eu vejo passar por aqui!
- O primeiro? Espera aí... há quanto tempo você está solitário neste cérebro?
- Bem... desde sempre. Sempre estive aqui!
- Cara, mas você é burro ou o quê!? Desce pro pinto! Tá todo mundo lá!!!


Elitonon
   - 19 fev 2004

kkkkkkk... muito boa...


Citação:
- Cara, mas você é burro ou o quê!? Desce pro pinto! Tá todo mundo lá!!!


- Mas como? - pergunta o neurônio solitário.
- Fácil, é só seguir o fluxo sanguíneo...

(comprovando a primeira teoria)