Array
(
)

Poema...

Schneider
   - 06 jul 2004

O amor é cego, transcendental.
É estúpido, frio.
Com a noite de inverno.
O amor é como o ódio.
Dói, machuca, faz chorar
Estraga a alma, envelhece a vida.
Refaz uma pessoa, é penar no céu.
É viver feliz no inferno.
È lutar contra o tempo, contra a vida.
È viver sem vida, é sentir sem querer se sentir.
È chorar lagrimas de sangue mesmo sem querer.
È se orgulhar do que é errado.
É viver de passado, é viver sem vida.
È amar sem amor, e ser humilhado por quem se ama.
È viver na escuridão achando que se esta dentro da luz.
È vagar por terras escuras, é viver na treva sem medo,
É correr o risco de errar achando que se esta acertando.
É penar por uma pessoa que não te ama.
É Viver simplesmente viver...
Dia 05 de julho de 2004 as 23:29.



Escrevi esse ontem a noite...
Nao conseguia dormir dai saiu isso ai ...
espero que gostem


Fvilela
   - 06 jul 2004

Muito lindo Talita.


Lua
   - 06 jul 2004

Linda mesmo, eu diria profunda, vc escreve brilhantemente bem, parabéns. Sucesso. :)


Schneider
   - 06 jul 2004


Citação:
Linda mesmo, eu diria profunda, vc escreve brilhantemente bem, parabéns. Sucesso. :)



Muito obrigada mesmo