Array
(
)

Reação a burocracia

Gandalf.nho
   - 05 nov 2004

Às vezes - e cada vez mais, pelo visto -, a burocracia extrapola, e isso não é exclusividade brasileira. Depois de sofrer na mão do 0800 de seu banco, uma cidadã americana enviou-lhes uma carta propondo uma nova forma de relacionamento. O banco teve senso de humor suficiente para remeter a carta ao The New York Times, que a publicou.

----------

Prezado Senhor ou Senhora,

Escrevo-lhe para agradecer a devolução do cheque com que eu paguei o serviço do meu bombeiro. Calculo que entre sua apresentação e a chegada dos fundos à minha conta passou-se um milionésimo de segundo. Vocês me cobraram US$ 50 dólares pelo cheque voador e me fizeram repensar nossa relação.

A partir de agora, todos os meus pagamentos deixarão de ser debitados automaticamente na minha conta. Serão remetidos pelo correio, endereçados pessoalmente, em caráter confidencial, a um funcionário da agência. Vocês deverão indicar o funcionário, sabendo que se outra pessoa abrir o meu envelope estará cometendo um crime federal.

Estou-lhes enviando em anexo um formulário para ser preenchido por essa pessoa que se denominará Contato Autorizado. É pena que tenha oito páginas, mas eu preciso saber com quem estou lidando. Na ocasião oportuna darei ao Contato Autorizado uma senha para que ele se identifique quando quiser falar comigo. É pena que tenha 28 dígitos, mas esse é o tamanho da senha que vocês me deram.

Quero informar-lhes as mudanças feitas no sistema telefônico de minha casa. Ficou parecido com o de vocês. O Contato Autorizado será sempre atendido por uma voz gravada. Terá o seguinte menu à sua disposição:

Tecla 1: Apertando-a, poderá marcar uma hora para falar comigo.

Tecla 2: Para perguntas sobre pagamentos atrasados.

Tecla 3: Para queixas.

Tecla 4: Transfere a ligação para minha sala, caso eu esteja lá.

Tecla 5: Transfere a ligação para o quarto, caso eu esteja lá.

Tecla 6: Transfere para o banheiro, caso eu esteja atendendo à natureza.

Tecla 7: Transfere a ligação para o meu celular.

Tecla 8: Caso o Contato Autorizado queira mandar uma mensagem eletrônica. Quero lembrar-lhes que o meu computador só aceita mensagens antecedidas por uma senha. Essa senha lhes será comunicada posteriormente.

Tecla 9: Caso o Contato queira ouvir de novo o menu.

Enquanto o contato autorizado estiver esperando, ouvirá uma canção de
Woody Guthrie.
A letra diz o seguinte: ´Os bancos são feitos de mármore, com um guarda em cada porta. Os cofres estão cheios de prata pela qual os mineiros suaram.´

Gostaria de informar que mudei a minha política de custos. Vocês sabem o que é isso porque vivem me informando que mudaram a vossa. Vamos começar pela publicidade que vocês me mandam: Cada folheto que eu venha a ler lhes custará US$ 20. Cada consulta de seu Contato Autorizado custará US$ 5 por minuto que ele venha a tomar do meu tempo. Meu novo serviço telefônico custa 75 centavos (nem Woody Guthrie é grátis).

Desejo-lhes um dia feliz, ainda que não lhes possa desejar um dia mais próspero.