Array
(
)

Revista MSDN Magazine - Edição 27- Nas bancas de todo Brasil

Ajnet
   - 16 mar 2006

[size=18:b4e7421081]Revista MSDN Magazine - Edição 27 - Nas bancas de todo Brasil

Confira aqui o resumo desta Edição[/size:b4e7421081]


Gadgets
MIGUEL FERREIRA

Como um prelúdio ao lançamento do Windows Vista, a comunidade de desenvolvedores, agregada pelo INETA Brasil (International .NET Association – HYPERLINK ´http://www.inetabr.org´ http://www.inetabr.org), estará promovendo um concurso de gadgets executadas sobre a barra lateral do Windows Vista (sidebar). Mas o que são os gadgets? Gadgets são uma nova categoria de mini-aplicações (instaláveis) desenhadas para fornecer informações, prover monitoramento ou incrementar aplicações ou serviços existentes no seu desktop e/ou na Web.


_____________________________________________________________

Encarando o desenvolvedor
Decisões técnicas ou de negócio?
MAURO SANT’ANNA

Na minha coluna anterior, abordei a questão de que os desenvolvedores tendem a complicar as soluções mais do que o necessário. Ou seja, mesmo se limitadas às questões puramente técnicas, o pessoal tende a complicar. Seguindo esta linha da complicação desnecessária, existe um outro problema mais grave ainda: muitas vezes, uma decisão aparentemente técnica é na verdade uma decisão de negócio. A complicação ultrapassa o escopo técnico e passa a afetar diretamente o negócio que o software se propõe a ajudar.

_____________________________________________________________

Visual Studio 2005
Novidades na IDE para aumentar a produtividade
ANDREY SANCHES e ALEXANDRE TARIFA

Em novembro de 2005, a Microsoft anunciou oficialmente o lançamento da nova ferramenta para desenvolvimento de softwares baseados na tecnologia .NET, o Visual Studio .NET 2005. Com muitos novos recursos, a ferramenta visa aumentar ainda mais a produtividade no desenvolvimento de aplicações. Neste artigo vamos apresentar e mostrar em detalhes algumas das principais novidades da ferramenta, incluindo melhorias no IDE, Debugger, Refactoring, IntelliSense, Code Snippets, Auto Correct e muito mais!


_____________________________________________________________

Windows Communication Foundation (WCF)
Aprenda o ABC da programação com o “Indigo”
AARON SKONNARD

O Windows Communication Foundation (WCF), cujo codinome anterior era “Indigo”, está a ponto de mudar radicalmente a cara da programação distribuída para os desenvolvedores que usam o Microsoft .NET Framework. O WCF unifica a suíte existente de tecnologias distribuídas .NET, em um único modelo de programação, que aumenta a experiência dos desenvolvedores, através de uma arquitetura consistente, novos níveis de funcionalidade e interoperabilidade e todos os pontos de extensibilidade que poderíamos desejar. Este artigo apresenta a programação WCF e mostra como começar a usá-la.


_____________________________________________________________

Mão na massa
Imprimindo em impressoras matriciais com .NET
CARLOS DOS SANTOS

Em tempos de impressoras jato de tinta e laser, ainda temos a necessidade de imprimir nas boas e velhas impressoras matriciais, seja por economia ou por necessidade, já que para emitir notas fiscais, elas são consideradas a opção mais econômica.
O Microsoft .NET Framework não dispõe de uma classe nativa para acessar a porta da impressora diretamente (LPT), e para quem já tentou abrir a porta como se fosse um arquivo, deve ter tido uma grande decepção, pois o ambiente gerenciado não permite acesso direto ao hardware.
Na versão 2.0 do Microsoft .NET Framework, a porta serial ganhou uma classe para acesso, mas a porta paralela ainda não tem acesso nativo. Então como resolver o problema? Como fazer minha aplicação imprimir direto na porta paralela, estando em um ambiente gerenciado?


_____________________________________________________________

Global Assembly Cache
Instalando e versionando assemblies no GAC
GUINTHER PAULI

O objetivo deste artigo é apresentar o GAC (Global Assembly Cache) e mostrar como você desenvolvedor pode tirar proveito dele para instalar e versionar seus assemblies desenvolvidos para o .NET Framework. Através de um exemplo prático passo a passo desenvolvido no Visual Studio 2005 (também pode ser feito no 2003), vamos construir uma Class Library em C# e aproveitar para conhecer todos os detalhes envolvidos no processo de distribuição de DLLs no GAC. Antes de começar nosso exemplo, vamos relembrar um pouco sobre DLLs para que você possa entender o porquê do surgimento do GAC.


_____________________________________________________________

Visual Studio
Criando Templates para objetos e itens
MATT MILNER

Durante o nosso trabalho com clientes na construção de aplicações para o Microsoft .NET Framework, freqüentemente nos era solicitada a mesma característica para o Visual Studio .NET: “seria ótimo se pudéssemos criar nossos próprios tipos e itens de projeto, de forma que todos os desenvolvedores da nossa organização tivessem acesso aos mesmos´. Muitas organizações desejam criar templates de projeto compartilhados, tais como Web Sites ou itens de projeto, como por exemplo uma página Web ou formulários padrão. O Visual Studio 2005 introduz um novo modelo para a definição de templates para projetos e itens, que não apenas tornam isso possível, porém também relativamente simples. Daremos uma olhada a respeito de como consumir, criar e personalizar esses templates.

_____________________________________________________________

Globalização
Preparando a UI de um aplicativo ASP.NET para diferentes idiomas
ROBERTO LOPES

Podemos dizer que “globalizar” significa mais do que “traduzir” o seu aplicativo para um ou mais idiomas, mas sim prepará-lo para funcionar em mais de uma “cultura”, isso é, outro idioma, outro formato de data/hora, moeda etc. A plataforma .NET trouxe muitas novidades nesse sentido, principalmente em sua versão 2.0. Neste artigo estarei focando especificamente a customização de mais de um idioma em um aplicativo Web utilizando ASP.NET 2.0, isso é, a cultura da interface de usuário, ou User Interface (UI).


_____________________________________________________________

Oracle Express Edition
Acesso com Visual Studio .NET 2003 e 2005
RODRIGO CUSTÓDIO DE SOUZA

A Oracle está lançando o Oracle Database Express Edition ou Oracle Database XE (como irei me referir neste artigo), para os administradores de banco de dados, desenvolvedores, estudantes e instituições educacionais. Esse novo produto da Oracle é totalmente gratuito para baixar, desenvolver e distribuir. É lógico que com algumas limitações, mas irá permitir que os desenvolvedores criem soluções de ponta com os poderosos recursos do Banco de Dados da Oracle. E o melhor, o que você desenvolver com o XE pode ser “levado” para as versões pagas do produto, como o Oracle Database 10g Enterprise, sem grandes problemas.
Dentre as limitações do Oracle Database XE estão:

- Tamanho do banco até 4 GB;
- Somente uma instância do XE por CPU;
- Limite de uso de 1 GB de RAM;
- Uso de 1 processador somente, mesmo em ambiente com mais de 1.

Se você se registrar como usuário do Oracle XE, poderá acessar o fórum gratuito da Oracle Technology Network, que é sempre monitorado pelos gurus da Oracle, incluindo o vice-presidente e o autor.
Como cada vez mais as empresas estão adotando o ambiente .NET para desenvolvimento de suas soluções, a Oracle não iria querer ficar de fora, nem poderia. A Microsoft e a Oracle, embora sejam concorrentes em alguns níveis, no que diz respeito à plataforma elas são parceiras, trabalham juntas para que os produtos da Oracle rodem extremamente bem no ambiente Windows. A Oracle disponibilizou o Oracle Data Provider para .NET (ODP.NET), que permite utilizar as características do Banco de Dados da Oracle, inclusive do Oracle XE.


_____________________________________________________________




DevMedia Group - Marketing

www.devmedia.com.br

21-22839012

21-22032831