Funções Analíticas em Oracle – parte 2

Você precisa estar logado para dar um feedback. Clique aqui para efetuar o login
Para efetuar o download você precisa estar logado. Clique aqui para efetuar o login
Confirmar voto
0
 (7)  (0)

Veja neste artigo a continuidade de funções analíticas em Oracle.

 

Na primeira parte deste artigo, resolvemos um problema usual que exigiu a utilização da cláusula OVER para podermos calcular uma função de grupo que extraiu informação em um agrupamento de dados.

 

Neste artigo vamos explorar um pouco mais o que pode ser feito com esta partícula. A primeira coisa é que pode-se extrair mais particionamentos em um único comando SELECT. Para isto basta utilizar quantas cláusulas OVER forem necessárias. Veja um exemplo:

 

Seu diretor adorou a qualidade a solução que você apresentou, mas, como ele notou que pode extrair mais informações do banco de dados, ele também gostaria de ver o maior valor de prestação da empresa. Desta forma, além de você mostrar o maior valor de prestação a cada mês e o respectivo contrato, ele também quer saber qual o maior valor de prestação de toda empresa.

 

Para resolver este problema, você terá que repetir o comando anterior e acrescentar uma nova coluna com o novo particionamento da busca. Neste caso, você ainda utilizar a função de grupo MAX, mas utilizará a cláusula OVER atuando na coluna CDEMPRESA. Veja como fica o comando:

SELECT dtvenc, cdempresa, cdcontr, vlprest, max_empresa

  FROM (

   SELECT to_char( dtvenc, 'MM-YYYY') dtvenc,

          cdcontr, vlprest,

          MAX( vlprest ) OVER

           (PARTITION BY to_char(dtvenc,'YYYYMM')) max_prest,

          MAX( vlprest ) OVER

           (PARTITION BY cdempresa ) max_empresa

     FROM vRECEBER

    WHERE dtvenc > sysdate ) WHERE vlprest = max_prest;

 

O resultado da busca está na figura 1:


07-03-07pic01.JPG 

Figura 1: resultado do comando com duas cláusulas OVER

 

Isto foi muito fácil... Agora o diretor gostaria de uma nova informação: quais são as 3 maiores prestações de cada mês e os respectivos contratos?

 

Bem, agora não temos apenas uma função de grupo envolvida. Precisamos estabelecer uma ordem no valor das prestações e selecionar somente as 3 maiores. Isso é o que se chama de Ranking. A cláusula que utilizaremos para resolver este problema também tem o mesmo nome: RANK. A utilização é bastante simples. Uma vez que sabemos utilizar o OVER já estamos com quase tudo resolvido. Vamos simplesmente indicar que faremos um particionamento dos valores de prestação por data (exatamente como fizemos anteriormente), mas vamos indicar que queremos o resultado em uma determinada ordem (ORDER BY). Para indicar ao Oracle que queremos estabelecer um ranking dos resultados, vamos acrescentar a cláusula RANK antes do OVER. Assim:

 

SELECT dtvenc, cdcontr, prestacao, rank

  FROM (

   SELECT to_char( dtvenc,'MM-YYYY' ) dtvenc, cdcontr,

          vlprest prestacao,

          RANK() OVER (

           PARTITION BY to_char( dtvenc,'YYYYMM' )

           ORDER BY vlprest DESC ) rank

     FROM vreceber

    WHERE DTVENC > SYSDATE )

 WHERE rank <= 3

 ORDER BY rank DESC;

 

Nada muito complicado. Tivemos que utilizar uma tabela virtual criada na cláusula FROM do primeiro comando SELECT para facilitar a localização e exposição dos dados. Note que isso foi feito apenas para facilitar a seleção (filtro) das 3 maiores prestações (cláusula WHERE do primeiro SELECT). Como atribuímos o nome “RANK” para a coluna criada a partir do RANK OVER, o filtro tornou-se possível. O RANK OVER e o particionamento da busca foi criado da mesma forma que anteriormente. Cada linha do SELECT aninhado recebe uma numeração que indica a seqüência (ou posição) que ela ocupa na pesquisa. Note que o ORDER BY deste mesmo SELECT indica que se quer em ordem decrescente, ou seja, do maior para o menor. Não foi colocar um argumento em RANK porque a função é simplesmente indicar a ordem de classificação do ranking.

 

O resultado da busca está na figura 2:

 
07-03-07pic02.JPG

Figura 2: resultado do ranking.

 

Há outras cláusulas que podem ser exploradas, como DENSE_RANK e a dupla LAG/LEAD. Mas isso ficará para as próximas col
 
Você precisa estar logado para dar um feedback. Clique aqui para efetuar o login
Receba nossas novidades
Ficou com alguma dúvida?