Gerando a estrutura do banco de dados a partir da modelagem no ERwin

Você precisa estar logado para dar um feedback. Clique aqui para efetuar o login
Para efetuar o download você precisa estar logado. Clique aqui para efetuar o login
Confirmar voto
0
 (2)  (0)

Saiba como gerar toda a estrutura do banco de dados a partir da modelagem feita no ERwin.

 

Gerando a estrutura do banco

de dados a partir da modelagem

no ERwin

 

 

Particularmente as ferramentas CASE são obrigatórias dentro do contexto da engenharia de software uma vez que, os processos de desenvolvimento correm cada vez mais contra o tempo para cumprir prazos de entrega de software. Saber utilizar bem uma ferramenta acaba tornando-se um diferencial competitivo no mercado entre os profissionais. Porém não se pode esquecer que as ferramentas CASE não fazem milagres, ou seja,  é fundamental ter conhecimentos teóricos para saber utilizá-las adequadamente.

Neste artigo será mostrado como gerar toda a estrutura do banco de dados a partir da modelagem feita no ERwin.

É interessante que, muitas pessoas primeiramente geram o script no ERwin e depois copiam e colam o script em um editor do gerenciador de banco de dados. Neste artigo será mostrado como fazer isso automaticamente, integrando o ERwin diretamente com o banco de dados físico.

 

 

Requisitos para esta atividade.

ERwin + noção básica da ferramenta.

SGBD Firebird 1.5.4 ou superior

Firebird_ODBC_2.0.0-Win32

Ibexpert

 

 

1º Passo: Criando um novo modelo no ERwin

 

Ao iniciar a ferramenta ERwin, tem-se três opções de modelo, escolha a opção Logical/Physical.

 

1.jpg

Figura 1: Criando o modelo e o destino do banco de dados.

 

Como o ERwin não tem por default o Firebird, você pode selecionar como destino o próprio Interbase.

 

 

Criando um modelo Lógico

 

Nesta etapa será criada uma modelagem de banco de dados bem simples para que posteriormente possa ser gerada a estrutura (tabelas) dentro do banco de dados. Para isso será utilizado como exemplo um breve estudo de caso.

 

Estudo de Caso

Maria trabalha como secretária em uma clínica odontológica e ela gostaria de cadastrar os pacientes em um sistema informatizado para não ter que ficar preenchendo fichas manualmente. Ela precisa cadastrar os pacientes e as consultas para os pacientes.

 

A modelagem para este caso ficará conforme mostrado abaixo.

 

2.JPG

Figura 2: Modelo lógico para o estudo de caso.

 

Caso você já tenha um modelo pronto, poderá utilizá-lo sem problemas.

 

 

2º Passo: Modelo Físico

 

Uma vez concluído o modelo lógico, automaticamente o modelo físico é gerado. Para alternar para o modelo físico, clique no Menu Model > Physical Model. Observe que para cada atributo é mostrado o seu tipo. Salve o modelo no diretório desejado e vamos para o terceiro passo.

 

   

3º Passo: Criando o banco de dados através do Ibexpert

 

Nesta etapa iremos apenas criar o banco de dados (arquivo .fdb) e não as tabelas pois as mesmas já foram construídas no 2º passo através da modelagem. Primeiramente é necessário que você já tenha instalado o SGBD Firebird e a ferramenta Ibexpert (http://www.ibexpert.biz/ibewebforms/?license=hk&id=Download).

 

Ao abrir o Ibexpert, clique no Menu Database > Create Database...

 

Em Server, escolha Local. Depois digite o caminho do banco de dados que você quiser, dê um nome qualquer e não se esqueça de colocar a extensão .fdb após o nome.

No username digite: SYSDBA

Password: masterkey

Clique em OK.

 

3.JPG

Figura 3: Criando o banco de dados.

 

 

Na próxima tela, na opção Server Version escolha Firebird 1.5 ou a que estiver usando. Depois clique em register. Pronto, o arquivo .fdb esta criado.

Feche o Ibexpert e vamos para o próximo passo.

 

 

4º Passo: Instalando o Driver ODBC

 

Para que a ferramenta ERwin possa se conectar com o SGBD Firebird, é necessário estabelecer uma ponte entre as duas partes. Isso é feito através do Driver ODBC para Firebird. Baixe o driver através deste link:

www.praktik.km.ua/downloads/Firebird_ODBC_2.0.0-Win32.exe ou no próprio site http://www.firebirdsql.org/.

 

Após a instalação vá para o Painel de Controle > Ferramentas Administrativas > Fontes de Dados ODBC.

 

Na aba Fonte de dados de usuário, clique em adicionar...

4.JPG

Figura 4: Criando uma fonte de dados.

 

 

Selecione o driver que você instalou (Firebird/Interbase(r) driver), conforme na foto abaixo. Depois clique em concluir.

 

5.JPG

Figura 5: Selecionando driver

 

 

Será mostrada a tela abaixo.

 

6.JPG

Figura 6: Configurando o caminho e dados de acesso.

 

Em Data Source Name, coloque o nome que você quiser.

Database: informe o caminho do banco.

Database account: SYSDBA

Password: masterkey

 

Para testar a conexão, clique em Test Connection. Após o teste correto clique em ok.

 

O resultado será mostrado conforme na tela baixo. Clique em ok e vamos para o próximo passo.

 

7.JPG

Figura 7: Resultado

 

5º Passo: Gerar a estrutura da modelagem no banco de dados.

 

Abra a modelagem que você fez no ERwin, altere para o modo físico. Vá para Menu Tools > Forwad Engineer/Schema Generation...

Será apresentada a seguinte tela:

 

8.JPG

Figura 8: Tela de geração de script.

 

 

Clique no botão Generate para mostrar a tela abaixo. Nesta tela você realizará a conexão com o banco de dados (aquele arquivo .fdb que você criou no 3º passo). Em Database selecione o nome que você criou no 4º passo.

 

9.JPG

Figura 9: Conexão com o banco de dados.

 

Clique em Connect e surgirá uma nova tela, clique na aba Fonte de dados de máquina, selecione o banco e dê ok.

 

10.JPG

Figura 10: Selecionando a fonte de dados.

 

Pronto, automaticamente o ERwin irá gerar todas as tabelas, relacionamentos e etc diretamente no banco de dados.

 

11.JPG

Figura 11: Gerando todos os scripts no banco de dados.

 

Agora basta abrir o Ibexpert, abrir o banco e verificar.

 

12.JPG

 

Lembre-se: sempre quando for gerar a estrutura no banco de dados, é necessários que o Ibexpert esteja fechado.

 

Conclusão

 

Percebe-se que, através da integração de ferramentas o ganho em produtividade é satisfatório tornando assim determinados processos mais rápidos e fáceis. Além disso os mesmos procedimentos deste artigo poderão ser feito com outros bancos como Oracle, SQL-Server e etc. Basta utilizar os drivers ODBC correto para o SGBD desejado.

 

 

 

 

Não deixe de incluir seu comentário ou dúvida.

 

Um abraço a todos e até a próxima.

 

http://lidimon.blogspot.com

 

 

 

 

 
Você precisa estar logado para dar um feedback. Clique aqui para efetuar o login
Receba nossas novidades
Ficou com alguma dúvida?