Gerência de defeitos de software - Revista Engenharia de Software Magazine 47

Você precisa estar logado para dar um feedback. Clique aqui para efetuar o login
Para efetuar o download você precisa estar logado. Clique aqui para efetuar o login
Confirmar voto
0
 (0)  (1)

Este artigo apresenta a utilização da ferramenta de gerência de defeitos Trac e sua integração com o Subversion, apresentando plugins para a IDE de desenvolvimento Eclipse.

De que se trata o artigo:

Este artigo apresenta a utilização da ferramenta de gerência de defeitos Trac e sua integração com o Subversion, apresentando plugins para a IDE de desenvolvimento Eclipse. Assim, é apresentada uma opção para o gerenciamento de defeitos de software que possua integração com o Subversion.

Em que situação o tema é útil:

Em todas as fases de desenvolvimento de software em que se necessite reportar defeitos e sugerir melhorias e novas funcionalidades a serem desenvolvidas.

Resumo DevMan:

Para se controlar os defeitos e acompanhar a correção dos mesmos em um software, pode-se contar com uma ferramenta para essa gerência, chamada Trac. O Trac é uma ferramenta que auxilia a gerência de projetos de software em vários aspectos e este artigo irá abordar a gerência de defeitos e a sua integração com o Subversion. Ainda é objetivo apresentar como essa integração pode ser feita no ambiente Eclipse através de plugins.

Autores:Bárbara de Melo Quintela e Marco Antônio Pereira Araújo

Para produzir um software de qualidade deve-se garantir que o processo de desenvolvimento, como um todo, tenha a preocupação com a qualidade do produto. Uma parte da garantia de qualidade do produto é o acompanhamento de métricas de software. Uma das que pode ser acompanhada é a quantidade de defeitos encontrados no produto.

Não existe software isento de defeitos e, para que o maior número destes sejam encontrados antes da entrega, existem vários tipos de testes que podem ser realizados (o quanto antes) durante o processo de desenvolvimento. Para controlar os defeitos, e a correção dos mesmos, pode-se contar com uma ferramenta para esta gerência chamada Trac (ler Nota 1). O Trac é uma ferramenta que auxilia a gerência de projetos de software em vários aspectos e este artigo irá abordar a gerência de defeitos e a sua integração com a ferramenta de controle de versão Subversion.

Nota 1. Defeito

Um processo de gestão de defeitos tem o objetivo de definir práticas para prevenir os defeitos e minimizar os riscos de um projeto. A utilização de uma ferramenta automatizada, além de oferecer uma base comum para a entrada de informações, também oferece um meio para fomentar a integração entre o time de desenvolvimento e o time de testes. Além disso, por meio dos relatórios de gestão e métricas geradas por essas ferramentas, os gestores do projeto poderão promover a melhoria contínua do processo estabelecido.

Genericamente, o termo Erro (Error) é utilizado para indicar uma diferença entre valor computado, observado ou medido em relação ao esperado. No entanto, o padrão IEEE 610.12-1990 (IEEE Standard Glossary of Software Engineering Terminology) distingue a terminologia da seguinte forma:

1. Defeito (Fault): Passo, processo ou definição de dados incorretos. Por exemplo, uma instrução incorreta no código ou uma falta num artefato estático;

2. Engano (Mistake): Ação humana que produz um resultado incorreto, como por exemplo, uma ação incorreta tomada pelo desenvolvedor ou analista;

3. Falha (Failure): Desvio entre o resultado/comportamento apresentado pela aplicação em relação aos requisitos. A falha ocorre em conseqüência de um erro, defeito ou engano gerando um comportamento incorreto da aplicação.

Instalação e configuração da ferramenta Trac no Windows

A ferramenta Trac pode ser utilizada para gerência de defeitos em várias plataformas e os respectivos arquivos de instalação se encontram disponíveis na página do projeto. Aqui será abordada a instalação e configuração para utilização da ferramenta na plataforma do Windows.

O Trac requer a prévia instalação de algumas ferramentas para que seja utilizado perfeitamente. A instalação começa pela instalação do Python que é a linguagem na qual a ferramenta foi escrita. Neste artigo foi utilizada a versão 2.5, embora existam versões mais recentes, por que o Trac não é compatível com as versões 2.6 e 3.0 do Python.

A ferramenta Trac requer um banco de dados que por padrão é o SQLite mas podem ser utilizados também o PostgreSQL ou MySql. Para o exemplo, foi utilizado o SQLite 3.3.4. Em seguida, deve-se instalar o Genshi que é uma biblioteca do Python necessária para geração e processamento de arquivos html e xml. Para instalar, basta descompactar o arquivo Genshi-0.4.4.zip em qualquer diretório e executar o arquivo setup.py a partir do python.exe no console e, para isso, o diretório de instalação do Python deve ter sido adicionado às variáveis de ambiente do Windows. Recomenda-se também a instalação do SetupTools que é uma ferramenta que facilita a instalação de pacotes do Python e que será bastante útil para a instalação do próprio Trac e de seus plugins. O arquivo utilizado foi setuptools-0.69c.win32-py.exe.

"

A exibição deste artigo foi interrompida :(
Este post está disponível para assinantes MVP

 
Você precisa estar logado para dar um feedback. Clique aqui para efetuar o login
Receba nossas novidades
Ficou com alguma dúvida?