Guia de Referência

Python


Neste Guia de Referência você encontrará todo o conteúdo que precisa para começar a programar com a linguagem Python e a desenvolver aplicações.

Introdução

Muitos programadores, de forma equivocada, acabam polarizando o desenvolvimento de sistemas nas linguagens: Java e C#. Ao fazer isso, deixam de perceber que a programação não evolui de forma dependente do avanço dessas tecnologias. Ambas são ótimas opções, mas estão longe de serem as melhores alternativas para tudo. Na verdade, a cada ano, novas linguagens são criadas com diferentes características e diferentes propósitos, atendendo, de forma cada vez mais precisa, determinados tipos de projeto.

Um bom exemplo disso é a linguagem Python. Publicado em 1991, o Python traz características que possibilitam escrever o mesmo requisito em menos linhas de código que o necessário em outras linguagens de programação e hoje, além de adotado na construção de soluções web, também está sendo muito utilizado em aplicações que lidam com processamento de texto, machine learning e recomendação de conteúdo, áreas que não param de crescer. Mas, vamos com calma neste momento, não é mesmo? Primeiro, precisamos saber por onde começar e o que é o Python. Para isso, acesse os posts abaixo:

Como você pôde notar, o Python é uma linguagem interpretada e fracamente tipada (não precisamos declarar o tipo de uma variável, por exemplo). Além disso, é uma linguagem de propósito geral. Portanto, pode ser utilizada para solucionar qualquer tipo de problema, o qual pode ser atendido com um sistema desktop, para a web ou mobile. Para aprender mais características dessa tecnologia, confira o bate-papo:

Primeiros passos

Assim como a proposta da linguagem e suas principais características, começar em Python também é bastante simples. Nos links a seguir ensinamos o que é necessário para que você possa dar os primeiros passos e começar a descobrir o quão produtivo é programar com essa linguagem:

Recursos básicos

Neste momento você já está com o ambiente de desenvolvimento Python configurado em sua máquina, assim como já escreveu os primeiros scripts. Sim, como já visto também, é muito comum fazer uso do Python para a criação de pequenos scripts. Agora, vamos ampliar sua base de conhecimento nessa linguagem para que você comece a criar soluções mais avançadas. Para isso, confira os posts abaixo:

Programação Web com Django

Acompanhando o mercado, o Python também oferece ótimas opções para a programação Web. Atualmente, o framework mais famoso para isso é o Django, e sobre ele, temos publicado vários cursos. Para começar, vamos aprender, em detalhes, o que exatamente ele é:

Como visto, o Django é um framework gratuito e open source para desenvolvimento web tão alto nível que já traz para nós, programadores, uma solução ORM, simplificando ao máximo o acesso a dados no banco de dados.

Outro diferencial é a interface de administração por ele fornecida, a Django Admin. Assim, ao criar uma classe de domínio, por exemplo, podemos solicitar que as funcionalidades relacionadas a um CRUD dessa classe sejam criadas automaticamente. Isso reduz consideravelmente nosso trabalho, restando apenas o trabalho de pequenas customizações, caso necessário. Do mesmo modo, simplifica o gerenciamento de usuários, o controle de acesso, entre outras tarefas administrativas.

Curiosamente, em Django não programamos com o padrão arquitetural MVC, mas sim com o padrão MTV, o qual possui características semelhantes com o seu “parente” mais famoso. A Figura 1 retrata o padrão MTV.

Padrão arquitetural MTV
Figura 1. Padrão arquitetural MTV

De forma simples, o M continua representando a camada de Modelo, na qual temos, por exemplo, as classes de domínio. O T, de template, é equivalente à camada View, ou seja, serão as páginas web, para interação com o usuário. Por fim, o que muitos acham um pouco estranho. No Django o V, de View, é equivalente ao Controller do MVC.

Com essa base, para começar a criar as primeiras aplicações web, acesse os posts a seguir:

Agora, que tal aprender como implementar um sistema com cadastro de usuários e controle de acesso, algo quase tão fundamental no desenvolvimento web quanto saber implementar um CRUD? Para saber como fazer isso, acesse o curso:

E que tal trabalhar com o módulo administrativo do Django? O Django Admin facilita a manipulação dos dados, como você confere no curso a seguir:

Documentação

Como material de apoio aos principais conceitos e recursos da linguagem de programação Python, preparamos as documentações a seguir. Utilize-as para consulta rápida:

Conteúdo extra

Além de tudo o que foi visto até aqui, reunimos nesta seção mais algumas publicações que podem lhe interessar e servir de apoio no domínio e amadurecimento dos seus estudos em Python.

Como mencionado, é muito comum fazer uso do Python para a programação de scripts utilizados para automação de tarefas. Para conhecer um exemplo disso, acesse:

Caso seu interesse seja criar soluções para Desktop, sugerimos o post:

Além disso, o Python também está relacionado a outros contextos. Para conhecer algumas opções, confira os artigos abaixo:

Ficou com alguma dúvida?