Infraestrutura de Data Centers - Revista Infra Magazine 7

Você precisa estar logado para dar um feedback. Clique aqui para efetuar o login
Para efetuar o download você precisa estar logado. Clique aqui para efetuar o login
Confirmar voto
0
 (4)  (0)

Neste artigo serão descritos os principais tipos de Data Centers e os serviços frequentemente oferecidos pelas empresas de telecomunicações que disponibilizam estas infraestruturas para seus clientes.

Do que se trata o artigo:

Neste artigo serão descritos os principais tipos de Data Centers e os serviços frequentemente oferecidos pelas empresas de telecomunicações que disponibilizam estas infraestruturas para seus clientes. Serão apresentadas as topologias e os padrões recomendados pela norma TIA-942 (Telecommunications Infrastructure Standard for Data Centers) para o projeto de instalações com alta confiabilidade e disponibilidade. Também será exposta a classificação dos Data Centers conforme o nível de redundância previsto na concepção de seus elementos. Por fim, será abordada a relação entre estas infraestruturas e a computação em nuvem.


Em que situação o tema é útil:

Os tópicos abordados serão fundamentais para a compreensão dos principais componentes e dos aspectos de redundância que devem ser observados na avaliação da infraestrutura de um prestador de serviços de telecomunicações que disponibiliza Data Centers. Estes são essenciais para os profissionais que necessitam determinar qual tipo de instalação atenderá às características particulares das aplicações e sistemas de informação de sua empresa, sobretudo ponderando os requisitos de confiabilidade e disponibilidade.

Resumo DevMan:

Os Data Centers são instalações que abrigam as salas de computadores e suas áreas de suporte. Disponibilizam a infraestrutura de condicionamento de ar, de sistemas elétricos, de telecomunicações, de combate e prevenção de incêndio, e de segurança física e lógica para os equipamentos e sistemas de tecnologia da informação 24 horas por dia, 7 dias na semana e 365 dias por ano. Os Internet Data Centers, mantidos por prestadores de serviços de telecomunicações, oferecem diversos tipos de serviços agrupados em duas principais classes: Colocation e Hosting. Dependendo das características e necessidades do modelo de negócios de cada empresa, infraestruturas distintas podem ser utilizadas. Com a finalidade de auxiliar nesta escolha, os Data Centers são classificados em quatros níveis, com diferentes especificações e interrupções anuais permitidas aos serviços ofertados.

Os Data Centers são estruturas complexas que abrigam as aplicações e os sistemas de informação de uma empresa. Idealmente, suas instalações devem contemplar os componentes redundantes e sobressalentes necessários para eliminar os pontos de falha e aumentar seu nível de disponibilidade e confiabilidade. Diversos fatores têm impulsionado o surgimento de novos Data Centers, entre eles: o célere aumento das transações comerciais na Internet (comércio eletrônico), o avanço do processamento comercial de alto desempenho através da computação em nuvem e o crescimento dos provedores de software como serviço (SaaS – Software as a Service).

Atualmente, muitas das aplicações Web estão hospedadas em DCs: os sistemas de troca de mensagens instantâneas, as redes sociais, as aplicações de comércio eletrônico e os buscadores de conteúdo. Cada vez mais, os aparelhos domésticos (televisores, telefones, tablets, videogames, entre outros) acessam dados disponibilizados em um Data Center. Diferentes segmentos da atividade humana igualmente estão controlados por servidores instalados em Data Centers pulverizados em várias localidades, tais como: energia, iluminação, telecomunicações, tráfego urbano, instituições financeiras, sistemas de saúde, serviços de entretenimento e meios de transporte público e privado.

Estes oferecem aos seus usuários diversas vantagens, entre elas: a redução dos investimentos em recursos humanos e materiais, serviços de tecnologia da informação aderentes às necessidades do negócio, economias de escala em serviços de telecomunicações e redes de computadores, além da flexibilidade e rapidez na implantação e disponibilização de novos sistemas de informação.

Neste artigo, serão expostas as definições habitualmente encontradas para os Data Centers, bem como as diferenças entre as instalações mantidas por empresas privadas ou agências governamentais, e aquelas ofertadas por prestadores de serviços de telecomunicações. Serão contextualizados os serviços oferecidos pelos Internet Data Centers agrupados como Colocation e Hosting. Também serão abordadas as topologias e os padrões recomendados pela norma TIA-942, enfocando os principais componentes e seus aspectos de redundância para o dimensionamento de Data Centers com estruturas típicas, reduzidas e distribuídas. Será descrita a classificação comumente empregada nestas instalações, destacando as características consideradas em sua concepção, em termos da arquitetura, sistemas de telecomunicações, elétricos e mecânicos. Por fim, serão apresentadas as infraestruturas que são utilizadas pelos sistemas de computação em nuvem.

O que são os Data Centers?

Atualmente, existem diversas definições empregadas para descrever um Data Center. Alguns autores afirmam que é uma estrutura utilizada para armazenar todos os sistemas de informação (SI) de uma empresa. Outros contextualizam como uma infraestrutura com alta disponibilidade para os equipamentos e sistemas de tecnologia da informação (TI), a qual assegura seu funcionamento 24 horas por dia, 7 dias na semana e 365 dias por ano. Já a especificação TIA-942, Telecommunications Infrastructure Standard for Data Centers, os delineia como construções ou partes de um edifício cuja função primária é abrigar salas de computadores e suas áreas de suporte.

Os Data Centers podem ser categorizados em dois grupos: Private Data Center (PDC) e Internet Data Center (IDC). Um PDC é mantido por empresas privadas, instituições ou agências governamentais com o objetivo de armazenar os dados processados internamente e as aplicações que servem seus usuários na Internet. Já um IDC geralmente pertence aos provedores de telecomunicações, às operadoras comerciais das redes de telefonia ou a outros tipos de prestadores de serviços de telecomunicações. Segundo Pravin Ganore, em seu artigo "

A exibição deste artigo foi interrompida :(
Este post está disponível para assinantes MVP

 
Você precisa estar logado para dar um feedback. Clique aqui para efetuar o login
Receba nossas novidades
Ficou com alguma dúvida?