Iniciando com o MySQL – Parte 1

Você precisa estar logado para dar um feedback. Clique aqui para efetuar o login
Para efetuar o download você precisa estar logado. Clique aqui para efetuar o login
Confirmar voto
0
 (8)  (0)

Neste artigo vamos trabalhar com comandos básicos do MySQL, abordando conceitos práticos e teóricos.



Neste artigo vamos trabalhar com comandos básicos do MySQL, abordando conceitos práticos e teóricos. Para que se tenha melhor proveito do conteúdo que será abordado, você precisará ter no mínimo alguma habilidade com sistemas operacionais. Utilizaremos o prompt de comando do Windows e o terminal do Linux para acessar o mysql client, que é um utilitário instalado junto com o MySQL.

O Windows que utilizaremos será o XP Professional e o Linux será o Ubuntu LTS 6.06, em ambos o MySQL será acessado com o usuário root sem senha (é recomendável que você configure uma senha com nível de segurança considerável para o usuário root e somente use este para tarefas que realmente não seria possível efetuar com outros usuários com os mesmo privilégios - falaremos mais em breve sobre segurança).


05-12-2007pic01.JPG

05-12-2007pic02.JPG

 

Principais Comandos - Iniciando com o MySQL

A principal questão para iniciarmos será como interromper o servidor MySQL e em seguida iniciá-lo. Algumas configurações do servidor MySQL exigem a sua iniciação. Um exemplo é quando editamos algum parâmetro em seu arquivo de configurações. Exibiremos com parar e iniciar o servidor MySQL no Windows e Linux respectivamente:

 

05-12-2007pic03.JPG

05-12-2007pic04.JPG 

 

Com tais comandos, colocamos em execução o servidor MySQL que é o mysqld, com algumas variações de versões do servidor, tais como:

mysqld: trata-se de um arquivo compilado com todas as funcionalidades do servidor, incluindo o
gerenciamento da alocação dinâmica de memória e suporte à tabelas do tipo InnoDB;

mysqld-debug: idêntico ao mysqld, porém inclui checagem e depuração da alocação dinâmica de
memória;

mysqld-nt: trata-se de um arquivo compilado (binário) com os mesmos recursos do mysqld. Está otimizado para ser executado nos sistemas operacionais Windows NT/2000/XP.

mysqld-max: trata-se do mysql estendido, isto é, possui todas as funcionalidades do mysqld,
com suporte aos tipos de tabelas InnoDB e BDB (Berkeley Database).

mysqld-max-nt: igual ao mysqld-max, porém otimizado para ser executado nos sistemas
operacionais Windows NT/2000/XP.

Em sistemas operacionais Windows, podemos instalar o MySQL Server como serviço ou iniciá-lo manualmente. Quando o MySQL Server é instalado como serviço, ele será iniciado e interrompido automaticamente de acordo com a inicialização e interrupção do sistema operacional, a não ser que se os parâmetros de inicialização sejam modificados. Iniciando o servidor manualmente, entramos com um comando através da linha de comando. Tanto uma opção como a outra, podemos indicar qual dos servidores queremos iniciar.

Digamos que queremos então iniciar uma instancia do MySQL Server manualmente no Windows, escolhendo o mysqld-nt. Confira na pasta bin dentro da pasta MySQL, geralmente em
C:\MySQL\MySQL Server 5.0\bin\, se existe este executável. Caso exista, entre com o seguinte comando no prompt:

 

05-12-2007pic05.JPG
 

Tal comando iniciará o MySQL Server e nos permitirá interagir com o mesmo através do terminal ou prompt, acessando o mysql client. Em sistemas operacionais Unix-like, o MySQL é iniciado como um *processo, podendo ser interrompido ou reiniciado, ou mesmo "restartado" através de um script shell que se encontra em /etc/init.d/mysql. Esse script em shell recebe um start, stop ou restart como parâmetro e excuta o mysqld.

Conectando-se ao MySQL Server com o MySQL Client

Para obtermos uma conexão com o servidor MySQL em linha de comando (CLI) no Prompt do Windows ou em um terminal do Linux, temos que especificar algumas opções no comando do programa cliente que utilizaremos, o mysql client. Podemos especificar o usuário, a senha, o host e qual banco de dados queremos nos conectar como contexto  principal ao iniciar uma conexão direta com o servidor MySQL através do utilitário mysql client, podemos nos conectar a um servidor remoto, selecionar o tipo de protocolo que usaremos em nossa conexão, tipos de formatação e principalmente, acabar com os beeps que muito incomoda.

Para fazer uma conexão com o servidor local, podemos entrar com o seguinte comando no prompt ou terminal:

05-12-2007pic06.JPG

 

A opção -u é o parâmetro que indica que a string seqüente é o nome do usuário, já -p indica a senha, que omitimos no comando por questões de segurança. Caso se queira abordar a senha já no comando, ela deverá vir imediatamente após à opção, sem espaços, como segue abaixo:

05-12-2007pic07.JPG 

 

Caso queiramos ainda, especificar o nome do banco de dados para entrar no mysql client com o contexto definido, podemos escrever o comando da seguinte maneira:


05-12-2007pic08.JPG 

 

Ainda podemos especificar o host aonde está rodando a instância do MySQL. Com a opção -h podemos especificar um DNS ou IP para efetuarmos agora, uma conexão remota. Caso esta opção seja omitida, a conexão será realizada com o MySQL Server local.

Segue abaixo o comando com a adição do -h:

 

05-12-2007pic09.JPG
 

Caso tenhamos que alcançar um servidor do MySQL que não esteja rodando em uma porta do servidor, diferente da porta padrão, que é a 3306, podemos ainda especificar a opção -P (maiúsculo), como segue abaixo:


05-12-2007pic10.JPG 

 

Conclusão

 

Aprendemos sobre como iniciar interações com o MySQL Server através da linha de comando com o utilitário mysql client, que é disponibilizado na instalação do MySQL. No próximo artigo, mostraremos como gerar XML e HTML através do mysql client, iniciá-lo em modo Batch e como funciona a comunicação em relação aos protocolos utilizados. Daremos uma ênfase especial ao uso de protocolos em sistemas operacionais Windows e Linux.

 

Happy MySQL'ing!

 

*processo: Processo é um programa em execução. Mais especificamente, do ponto de vista do sistema operacional, é a estrutura responsável pela manutenção de todas as informações necessárias à execução de um programa.

Referências Bibliográficas

·                                   Tonsig, Sérgio Luiz MySQL Aprendendo na prática - ISBN 85-7393-480-8 - Editora Ciência Moderna;

·                                   Dubois, Paul/Pedersen, Carsten/Hinz Stephan MySQL 5.0 Certification Study Guide - ISBN 0.672-32812-7 - MySQL Press;

·                                   Ferreira, Rubem E. Linux - Guia do Administrador do Sistema - ISBN 85-7522-038-17 - Editora Novatec;

 
Você precisa estar logado para dar um feedback. Clique aqui para efetuar o login
Receba nossas novidades
Ficou com alguma dúvida?